terça-feira, 31 de agosto de 2010




No texto de ontem, escrevi que o jogo contra os Estados Unidos valeria muito em caso de vitória e não significaria nada em caso de derrota, afinal era o esperado. Aliás, põe esperado nisso. Meus humildes 15% de chances de triunfo brasileiro foram considerados otimistas demais na caixinha. Só para dar um exemplo, o bigmanrj, que está sempre por aqui, saiu-se com essa pérola: "Se ganharem do USA Team, eu saio nu na praia de Copacabana". Bom, os moradores do bairro escaparam desta cena por muito pouco. Fato é que, mesmo na derrota, a partida valeu muito. Porque não foi uma derrota qualquer.

A seleção não fez só a sua melhor partida no Mundial. Fez uma das suas melhores partidas das últimas décadas, levando em conta o peso do adversário, a ausência de Varejão e a maneira como os jogadores se comportaram em quadra. Ah, então isso significa que vamos embolsar Eslovênia e Croácia para, depois disso, partirmos direto rumo ao pódio na Turquia? Claro que não. Mas para uma equipe que tinha jogado mal nas duas primeiras rodadas (e a vitória de segunda-feira não apaga os erros de sábado e domingo), a atuação nos 68-70 é inegavelmente muito animadora.

O Brasil provou que é capaz de encaixar uma partida de alto nível e tem material humano para executar boas performances (ainda que não sejam desse mesmo calibre, nem precisa tanto). Jogar desse jeito, com uma defesa elogiável, uma disposição tática louvável e uma força física invejável, é mérito dos jogadores e também de Rubén Magnano, que já começava a receber uma saraivada de ataques pesados. É inegável que o argentino, ao menos, conhece os caminhos para encarar os americanos.

Ninguém precisa embarcar em euforia excessiva, mas o jogo de segunda-feira teve um mérito (entre outros) indiscutível: fez o torcedor vibrar de novo com o basquete. Gente que não costuma nem olhar para a bola laranja grudou o olho na televisão durante duas longas horas. E o povo que acompanha a modalidade ficou empolgado, nervoso, descabelado e, no fim das contas, feliz. Eu, pelo menos, fiquei. Você não?

50 comentários:

Taise disse...

Valeu mto a pena! eu estava aqui desesperada pq tinha q ir pro treino e nao conseguia desgrudar os olhos do computador! chegando no treino, aconteceu uma coisa q eh rarissima por aqui, q eh de adiarem o treino por uma hr, tempo suficiente pra eu correr d volta pra frente do pc e quase ter um ataque do coracao! deixamos os americanos de queixo caido, isso eu garanto! tdos eles antes do jogo estavam tirando sarro por aqui, perguntando pq eu ia me dar ao trabalho de assistir um jogo q eu sabia q o Brasil ia perder de mtos pontos.. mas nao!
fiquei super feliz pq mesmo cm a derrota, nos, do basket, chamamos a atencao do pais e quem sabe assim conseguiremos mais incentivo para o nosso esporte!
Abracao Rodrigo!

Colin Foster disse...

Eu fiquei emocionado com a entrega e disposição dos jogadores em quadra, de vê-los jogar com coração e amor, numa das maiores provas recentes de superação no esporte. Parece até que o time ganhou, isso não aconteceu, mas valeu como uma vitória. Vibrei demais aqui, e como disse o Rodrigo, leigos da bola laranja tbm vibraram, amigos que nunca quicaram uma bola vieram falar comigo no msn...

Foi lindo, mas o Brasil tem erros para corrigir e vencer adversários tão ou mais difíceis que os EUA. Brasil e EUA se anularam em quadra por conta das características parecidas, prevaleceu um time com mais opções de qualidade. Eslovênia e Croácia jogam um 5x5 forte demais, e darão trabalho a um time que está aprendendo a jogar o basquete de alto nível, depois de aprender a como não jogar durante 20 anos.

Estou feliz, muito feliz. Espero que essa felicidade continue. Grande abraço

Diego disse...

Voltei a ficar otimista acreditando na seleção não apenas no mundial mas no pré-olimpico q eu espero q magnano permaneça e com uma preparação melhor e com um pouco mais de sorte estaremos completinhos, e certamente embolsaremos a vaga para as olimpiadas, a seleção como eu disse jogou lindo, muita raça, entraram em quadra sem o pensamento de derrotados, e sim com o pensamento de jogar duro e vencer os EUA, infelizmente e por mt pouco não aconteceu, alguns contra ataques q poderiam ter fechado, uma ou outra bola q poderia ter sido melhor trabalhada no ultimo quarto, 2 lances livres q n poderiam ter sido desperdiçados pelo nosso principal armador e capitão q teriam nos levado à uma prorrogação historica!!!! Foi um grande jogo do Brasil espero que a seleção mantenha o foco e siga melhorando taticamente e tb jogando cada vez com mais raça, deu gosto de ver o jogo nosso jogadores se jogando em busca da posse de bola e é assim que tem q ser....Otimismo Renovado

Diego disse...

E rodrigo...O Brasil fez 2 bons jogos contra os EUA esse ano no basquete...o sub 17 tb foi eletrizante...o ginasio tava apoiando o Brasi e foi uma derrota onde ficou aquele pensamento de "merecia vencer" é muito bom que a seleção principal tenha feito um jogo semelhante contra os EUA tb...

Diogo Aquino disse...

Colim tem toda razão, apesar da atuação de ontem ter empolgado a todos os Brazucas, sejam aqueles que acompanham ou não a modalidade, não podemos esquecer que diante das nossas caracteristicas, EUA, podem não ser o maior obstaculo, equipes como Esloveia que jogam um 5x5 em altissimo nivel podem nos complicar mto mais.

O fato é qeu o jogo de ontem devolveu o orgulho perdido de uma antiga potencia do Basuqteball mundial.

Vale lembrar que Brasil x USA é clássico e ja deciciu campionato mundial 3 vezes, com direito a 2 vitórias tupiniquins.

Diogo Aquino disse...

Diego não sei se você confundiu, a seleção sub-17 com a sub 19, porque se não, então são 3 jogassos do Brasil contra os Yankes, com direito a 3 vitórias pros caras, mas mta pulga atras da orelha para os próximos conforntos.

Anônimo disse...

Valeu D+
orgulho de ser brasileiro !

Jônathas disse...

é moçada, quando o basquete sai no jornal nacional é sinal que as coisas tão mudando... finalmente! :)

http://video.globo.com/Videos/Player/Noticias/0,,GIM1328086-7823-BRASIL+PERDE+POR+DOIS+PONTOS+PARA+OS+EUA+NO+MUNDIAL+DE+BASQUETE,00.html

29 segundos de JN. aí sim! haha

bigmanrj disse...

Realmente não acreditava numa partida tão disputada, pelo que os caras vinham jogando. Especialmente jogadores como Marquinhos, aplicado na marcação e certeiro dos 3.
Espero que essa vitória dê uma moral para as partidas mais importantes até aqui, as que valem a classificação em segundo lugar.
Agora, para o pessoal que anda malhando o Magnano, é brincadeira. O Brasil nunca teve um técnico tão capaz como ele, independente da partida de ontem. A médio-longo prazo ele deixará seu legado ao basquete brasileiro.

bigmanrj disse...

LeBron James on twitter, "Uau, que jogo foi EUA x Brasil. Grande jeito de conseguir a vitória, galera. Continuem assim".

Anônimo disse...

GRANDE BRASIL !!!
Voces não fazem idéia da emoção e orgulho que sentimos durante essa partida no ginásio aqui em Istanbul.
Eramos pouco mais 200 brasileiros espalhados, e com o jogo ESTUPENDO da nossa seleção, conseguimos contagiar o publico em geral, que ao final do jogo torcia pelo Brasil.
O desespero do banco americano ao final, com aquela arrogancia e prepotencia quase reduzida a pó, foi de encher os olhos, lavar a alma. A incredulidade dos yankees de que a vitória esteve por lhes escapar.... isso não tem preço.
Foi maravilhoso reconquistar a admiração e respeito da midia local e internacional.
Como é bom ser brasileiro e vibrar como ontem, mesmo com uma "quase vitória" que não veio, mas que para todos nós aqui presentes foi algo maravilhoso.

Anônimo disse...

Não entendi pq tirou meu comentário...só pq não fui de acordo com essa empolgação sobre o resultado.Vamos ser coerentes,o Brasil tem time e técnico pra mais...Faltou de novo a maturidade de alguns dentro de quadra.A crítica a jogadores e os elogios são fruto do que fizeram ontem e durante todo desempenho pela seleção e seus clubes!
Abraço

Anônimo disse...

Me desculpa Rodrigão...é que fiz o comentário no tema errado!achei ele no topico debaixo!Foi mals!

Ai vai ele de novo

Infelizmente não acho que valeu a pena não!Com certeza temos pontos positivos a serem comemorados mas acho que o Brasil ficou devendo.Um time como o nosso tinha que bater o EUA jogando aquele basquete de ontem.Gostei muito do Huertas e acho que aquele lance livre vai afetá lo no restante do torneio,uma pena pois vem jogando muita bola!Marquinhos estava com a mão calibrada e com um jogo muito inteligente,se continuar fica como melhor sexto homem do campeonato.Murilo é o reserva do Thiago e pode colaborar e muito pra esse time.Thiago nada mais confirma a cada ano que é diferenciado e se somar uma explosão maior e um agressividade vai fazer história na NBA. Já como negativo infelizmente Leandrinho não vem colaborando o tanto que devia,um jogador com sua qualidade não pode continuar errando alguns lances no último quarto.JP Batista é uma mentira,infelizmente não consegue ajudar em nada,com certeza precisamos de um homem forte e explosivo para o lugar de Nene. Mesmo sabendo que não estavamos completos acho que o Brasil teve ótimos momentos mas de novo pecou na hora errada. Tenho medo disso ter causado um impacto negativo no gurpo por mais que falam sobre um crescimento apos o jogo,penso que a forma que se sucedeu traga um trauma dos ultimos minutos...Um ponto super negativo...a falta que Valtinho está fazendo...eu se fosse ele pediria desculpa aos seus colegas na seleção por deixarem eles na mão no mundial mais fácil para a seleção conseguir um bom resultado.

Abraço

Fabricio disse...

O jogo foi excelente, realmente! Pra mim, o Huertas foi o nome do jogo. Botou o Rose e o Billups no bolso.

Agora, O Leandrinho precisa parar de andar com o Marcelinho Machado. 3-13 da linha dos 3. E com o jogo empatado no último quarto ele fez 2 chutes precipitados, um atrás do outro, podendo rodar a bola.

Enfim, vamos torcer pra atuações continuarem nesse nível e pro Leandrinho colocar a cabela no lugar.

Anônimo disse...

Como esse anônimo das 9:39 é pessimista! Ao contrário dele, acredito que o Huertas tem muita bagagem, experiência (simplesmente foi campeão espanhol) para superar o erro nos segundos finais.

Anônimo disse...

pessimista e esse fabricio, querendo colocar o marcelo machado pra baixo num jogo que ele esteve 100% nso sete pontos tentados.
se o marcelinho machado chuta 3/13 iria ter gente tacando pedra nele, mas como foi o leandro louco barbosa esta tudo bem, ne fabricio?

Guilherme disse...

Com a partida de ontem a Seleção conseguiu resgatar o que o basquete do Brasil perdeu ao longo dos últimos 20 anos: o orgulho e a atenção dos brasileiros.
Mas a derrota está entalada na garganta...

bigmanrj disse...

Melhor jogada da partida. Andre Iguodala com o popo no chão, após um Crossover do Leandro Barbosa.

http://www.youtube.com/watch?v=IqUkhGnl-5w&feature=player_embedded

Coach Vito disse...

Rodrigo,
da uma olhada nos numeros do Kevin Durant.

nos dois primeiros jogos (Cro / Slo) e no jogo do Brasil

21 e 23 minutos (39 minutos contra o Brasil)

2pts 10/17,59% (5/12, 41% contra o BRA)

3 pontos 3/7, 43% (4/6, 66% contra o Brasil)

Lance livre 7/7 , 3/3-CRO e 4/4-SLO (5/6 contra o Brasil)

Assistes 3-CRO 4-Slo 1-BRA
TO 1-Cro 0-Slo 7-BRA

7 turnovers contra a nossa defesa!!!
ele so se salvou nos arremesos de 3 pontos mesmo

Guilherme Guerreiro disse...

O Brasil jogou muito bem, mas não podemos criar um clima de euforia exagerado. Todos os programas de esporte citaram o jogo, programas que só falam de futebol, até o PVC da ESPN Brasil comentou basquete ontem...
Se perder os dois próximos jogos, fim de papo ...
O Brasil ainda peca pela falta de experiência, comete muitos turnovers em momentos cruciais do jogo.
Vai ter que jogar muito bem para ganhar de Croácia e Eslovênia...

Agora, JP Batista é fraco demais, muito abaixo do resto do time.
Não tem como "desconvocar" ele não ? rsrsr
Se o Varejão tivesse jogado, nossas chances teriam aumentado muito ...

Jokura disse...

Dose foram os QUATRO ataques seguidos com chutes errados de três nos últimos minutos, antes da última cesta do Leandrinho (68). Se tivéssemos mais calma nos últimos ataques, a prorrogação, pelo menos, tava garantida.

Anônimo disse...

Anonimo desde Istanbul:
Mais alguns detalhes que vimos aqui no ginasio:
- a arbitragem pendurou com 4 faltas rapidamente o Splitter e o Huertas, sendo que ao menos 1 do Spliter foi falta de ataque e não dele, e outra do Huertas tambem não foi nada; o ginasio inteiro vaiava nesses momentos;
- tiveram mais de 4 infiltrações do Leandro, do Splitter e do Huertas que bateram nitidamente nos braços deles na hora de lançar a bola, e que logicamente as bolas nao cairam e as faltas não foram marcadas;
- houveram outros robos de bolas dos americanos com faltas não assinaladas;
- andadas dos gringos não apitadas;
- a quantidade de faltas marcadas contra o Brasil foi muito maior do que as contra os EUA, e a quantidade de lances livres então, quase o dobro, basta ver nas estatisticas.

Caso somente no ultimo quarto os arbitros tivessem sido mais justos, o resultado teria sido outro.
Não é chorar o leite derramado não, mas sim frizar que sem essa "grande ajuda" aos favoritos ao titulo o resultado seria uma vitoria brasileira. Tudo estava caminhando para isso, e quem ja jogou ou conhece o bem basket sabe muito bem do que estou falando.

Abraços a todos e AVANTE BRASIL !

Dead boy disse...

Minhas observações:

1 - A melhor partida do Brasil em muitos anos.

2 - Era o time D dos EUA, portanto não dá pra dizer que "quase vencemos o Dream Team", como cheguei a ver em um site de notícias.

3 - Em nossa melhor partida coletiva da década, perdemos por erros individuais (Leandrinho forçando, lances livres perdidos a segundos do fim). Pois é. Tanto criticamos a falta de jogo coletivo do Brasil e, quando finalmente tivemos um jogo coletivo de respeito, fracassamos no quesito heroísmo, que sempre foi nossa marca no basquete (vide Oscar).

4 - Agora é segurar a empolgação e encarar o que resta. Mas já é um ótimo prenúncio. Fico com a sincera sensação de que estamos no caminho certo. Não lembro de ter tido essa sensação nos últimos 18 anos.

Anônimo disse...

alguns chutes do leandrinho foram no estouro do cronometro então esses numeros dos arremessos de 3, não refletem o todo da sua apresentação. que para mim foi boa.

Anônimo disse...

bigmanrj , apareceu!!! gostou da vitória do SEU EUA? vc deve estar muito feliz com a atuação da sua seleçã do coração.

Vc disse...

Dead boy, voce gosta de dizer que era o time D do EUA.
nao concordo, os caras chamaram os melhores e foram com isso, nao pense que os tecnicos acharam melhor ir com o time B, C D ou Z como claramente o Brasil fez no sul-americano.
O Brasil pegou 8 jogadores e disse, "esses nao vao jogar o sulamericano"
no caso do s EUA eles levaram o que eles tem de melhor.

So por que alguns nomes nao estao la, nao significa dizer time B, o que eles tem e um time fraco.

Do jeito que voce esta vendo as coisas, sem Nene, Valtinho, e outros que poderiam estar no lugar de nezinho, Jp, raul, murilo entao nos tambem estamos com o nosso time B, C ou D.

Bruno disse...

Que bela partida do Brasil, não?

Dizer que fiquei orgulhoso e feliz com a qualidade do jogo brasileiro é chover no molhado, mas mesmo que alguém venha a me criticar, preciso dizer que acho que, não obstante o Brasil dos últimos tempos estar muito mal e um resultado como o de ontem ter sim que ser celebrado, o basquete só irá voltar a ser um esporte de destaque no pais com vitórias.

O basquete brasileiro desaprendeu a ganhar, com exceção do jogo contra Porto Rico na copa América do ano passado (que valia titulo mas não era decisivo para classificação)todos os jogos importantes que o Brasil jogou nos últimos anos perdeu, sendo que alguns deles foram jogos muito equilibrados, jogos que poderiam ter sido ganhos.

Ontem o último quarto ficou a nossa merce para a vitória, os americanos estavam nas cordas e faltou alguém chamar o jogo para sí e enterrar os caras.

Esse mundial está muito equilibrado, vai vencer muitos jogos o time que souber decidir.Sabemos que o Magnano sabe vencer, cabe aos jogadores executarem, terem confiança, personalidade.

Mas tudo ao seu tempo:primeiro organizar a defesa (check), depois dar um mínimo de padrão de jogo ofensivo, diminuindo erros e precipitações (check), depois acertar a rotação (ao que parece, check), então passar a jogar de igual para igual com os times de ponta (esperamos que de agora em diante, check).O que falta?Vencer jogos grandes.

Anônimo disse...

os 2 proximos jogos serão do mesmo nível que o de ontem... nao tem classificação garantida ainda, podemos ficar em 2 como podemos ficar em quarto, muito oba oba pode acontecer em grande decepção, vamos apoiar o time brasileiro, mas sem ufanismo. Gustavo Ganso

Colin disse...

Vamos nos basear menos nos números. O Leandrinho marcou muito, roubou bolas, foi um leão na defesa. Ainda espero mais do Brazilian Blur, mais infiltrações, ele sempre causa estrago infiltrando.

O Marcelinho Machado vem sendo quase perfeito no torneio. É só ter um comandante mostrando quem é que manda ali que jogador nenhum se cria.

Anseio pela volta do Varejão contra os europeus, precisaremos dele no 5x5.

Vamos olhar menos os erros, e valorizar os acertos. Acho que todos nós (me incluo) olhamos os erros do Brasil com 3x mais rigor, mas erros acontecem em tds os times, precipitações tbm. Estamos muito mais conscientes, mas entendam que essa geração foi criada e cresceu num basquete louco, sem a menor obediência tática, e está aprendendo agora, com jogadores entre 25 e 35 anos, a jogar o alto nível.

Anônimo disse...

Leandro Barbosa crossover on Iguodala

http://www.youtube.com/watch?v=-rzHxfKjtCw

USA x Brazil highlights

http://www.youtube.com/watch?v=ezFA9-qhxVM

Anônimo disse...

Acompanho o basquete a muitos anos, e a seleção brasileira desde 78/79,nunca vi o Brasil jogar tão bem, foi a melhor apresentação de um time brasileiro.
Se Huertas continuar desta forma será o maior armador brasileiro de todos os tempos.
Thiago não0 tenho duvida que em menos de cinco anos sera parte do All Star.
Marcelinho Machado demostrou amadurecimento.
Leandrinho exigiu mais de si mesmo, pena no no final errou pelo menos dus bolas cruciais(chutes fora de hora)
Alex um guerreiro como sempre, mas a que se sentir a queda de sua principal caracteristica, a força fisica, mas jogou bem, pena aquela bola que o Murilo recuperou numa postura defensiva perfeita e que o Alex precipitou o ataque e a bola voltou para o Lamar sozinho embaixo de nossa cesta,
Marquinhos tentou marcar, so chutou equilibrado e no momento correto, espero que melhore mais.
Pontos fracos, o JP, e a falta de reservas no nosso banco, não da pra confiar em Nezinho, Raul, Guilherme, Murilo e JP; ai Magnano pagou pelas escolhas que fez, viu seu time chegar muito cansado ao fim do ultimo quarto, faltou energia e oxigenação no cerebro(adoro o Prof. Wlamir mas dizer que um jogador joga em alto nivel e com pegada mais de quarenta minutos e um absurdo).
Valeu muito, pelo que jogamos, e pelo que podemos melhorar.

Diego disse...

Eu realmente me confundi com a seleção sub 17 e a sub 19...e o Colin tem razão numeros não são o mais importante na partida o mais importante foi a entrega dos jogadores, alguns erros bobos e decisões erradas ainda aconteceram um pouco além da conta, mas espero q sejam corrigidas, mas alguem sabe qts roubadas o Brasil teve?

Anônimo disse...

Meu nome é Luiz Eduardo:

Rodrigo pergunta pro Managno quem foi o (a ) tecnico (a) brasileiro (a) que ja o venceu em um jogo de basquetebol? Foi aqui no Brasil em 1992.

Foi uma mulher que é tecnica até hoje.

abs.

Luiz Eduardo

Rafael disse...

Ao anônimo desde Istambul:
no fórum da ACB eles falam exatamente disso, que no Marca Tv, Djorjevic e Messina estavam comentando o jogo e reclamaram muito da arbitragem em favor dos USA !

bigmanrj disse...

A Espanha tomou a segunda pancada. O problema deste time está sendo a juizada que não está mais ajudando como nos amistosos. Pela soberba dos espanhóis, estou adorando.
Tá com pinta de Grécia vs Espanha nas 8as.

Anônimo disse...

Neeem vem, o jogo foi muito bom, a juizada errou, normal para qualquer jogo. Eua tambem recebeu várias faltas que não foram marcadas.

O Brasil perdeu, mas perdeu do melhor estilo, com 2 chance de quse cesta.

Os juizes da FIBA não fizeram nada de errado nesse jogo do Brasil. Se eu fosse juiz tambem não ia apitar a falta no Leandrinho, primeiro porque estava a 0.1 do final, segundo que o EUA tem muito mais peso, terceiro que eu acho que não foi falta(rsrs). Mas o Brasil está de parabens.

Anônimo disse...

Diego, continue sim levando os numeros em relevancia, pois eles são a melhor forma de se prever um adversário, saber como enfrenta-lo, de prevenir seus proprios erros e se avaliar de forma fria jogadores e sistemas de jogo.
Muitas pessoas não gostam de sua utilização pois e trabalhosa, e necessario no caso de um adv. vc pegar diversos jogos dele contra varios tipos de jogadores e sistemas e analisar as duas equipes, para dai se formar parametros.
E dificil, mas e justo e necessario que se faça esses levantamentos, pois o basquete mundial tende a se tornar cada vez mais nivelado.
Quanto a postura e a vontade, realmente são muito necessarias, mas sem saber os fundamentos e dar martelo na mão de cego (cansei de ver jogos entre equipes agerridas, que no fim perdem e suando feito loucos dizem -mereciamos vencer; do outro lado da quadra o outro time esta inteiro e comemorando a vitoria, isto e fato corriqueiro no basquete).

Anônimo disse...

Rodrigo por favor, pergunta ao Magnano se ele pode dar uma lista de todos os tecnicos que o derrotaram em sua carreira?
Porra que pergunta e essa?
O Dunga ja derrotou o Zico quando era jogador, sim, mas advinha quem era melhor! BAHHHH

Anônimo disse...

Duas surpresas no jogo:

1) Marquinhos titular.

2) Marquinhos no banco faltando 3 minutos.

Parabéns Brasil!!!!!

Anônimo disse...

Agora que adrenalina do jogo com os EUA já está baixando temos que voltar nossas atenções para esse jogo de quarta contra Eslovênia.

Espero queo Brasil entre confiante mas não com base no jogo contra os EUA e sim no fato de que mostrou ser capaz de enfrentar um time favorito.

As caraterísticas da Eslovenia com caras altos no garrafão podem ser cruciais contra nós, espero que nossos arremessos do perímetro funcionem como nunca para não sobrecarregar o Spliter.

A marcação deles deverá estar concentrada no Tiago e por característica o garrafão começará muito fechado.

Creio que agora tenhamos um jogo muito duro ainda mais pelo fator decisão, se ganharmos asseguramos praticamente o 3º lugar e brigaremos pelo 2º.

Vai ser um jogo muito diferente de que contra os EUA, mas eu acredito na superação.

É UMA DECISÃO

Sandro

Anônimo disse...

Se ganharmos praticamente asseguramos a segunda e não a terceira posição !! Croacia já tem duas derrotas, e se ganharmos Eslovenia ficará com duas também. mesmo que agente perca para croacia na quinta, ficarão todos com duas derrotas (Brasil, Eslovenia e Croacia), como perdemos por apenas 2 pontos para os EUA certamente ficaremos com o segundo lugar...

Esse jogo de amanha vale tudo !!!

Dead boy disse...

Errei quando disse que era o time D dos EUA. Talvez seja o E.

Vitor disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Vitor disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Carol Canossa disse...

E eu que apostei que vestiria a camisa do Corinthians e posaria para a capa do site se o Brasil ganhasse? Ufa...

cibele disse...

E daí que é o time B,C ou X? O que importa é se sair bem no campeonato. Se eles não levam o time A ou B o problema é deles. Alias, esse time "E" derrotou outras equipes de lavada nesse mundial.

Li várias matérias, uma no marca, no espn.com e muita gente elogiou o Brasil. O time jogou bem, tem que ficar fazendo ressalva? Jogo bom é jogo bom em qualquer lugar, seja contra quem for. Ô chatice crônica de algumas pessoas.

Quer que vai ganhar o campeonato? Não. Mas po, analisem a partida como ela é, sem ficar fazendo ressalva. Alias, li matéria no Marca e no Espn e lá falavam que o time foi muito bem. Qual o medo de falar bem do time aqui no Brasil?

Diego disse...

Dead Boy vc sinceramente é uma pessoa q n faz falta nenhuma com seus comentarios idiotas.

Dead boy disse...

Não faz diferença jogar bem, seja contra quem for? Eu acho que faz, sim, me desculpem. "Aê, o Brasil jogou bem contra o Piraporinha Basquete Clube!". Me poupem! Eles não levaram o time A porque não quiseram? Não importa o motivo. O fato é que não era o time A. E o que isso significa? Significa que o Brasil, provavelmente, ainda leva surra de Espanhas e afins - porque, simplesmente, essa seleção D dos EUA, que é, sim, a seleção D, para tristeza dos ufanistas, está muito longe do nível top de outras seleções.

Não, jogo bom não é jogo bom em qualquer lugar. Depende, e muito, do adversário. Não preciso nem me estender sobre uma tolice como essa, porque é um fato inquestionável.

Rafael disse...

Oww, dead boy...?? Pergunta p. algum ser holandes se eles ganharam do Brasil B na Copa ??? Pergunta lá ??? Se o Brasil que eles ganharam nao tinha Ronaldinho GAucho, os novos craques Ganso e Neymar, pergunta lá, pergunta ?

Ahh, vai chupar prego p. ver se vira parafuso !!! (p. ser educado)

Dead boy disse...

Pouco me importa o que os holandeses digam. Eu, a imprensa e a torcida do Flamengo concordamos que a Seleção Brasileira que foi para a Copa era o nosso time B. Minha opinião independe da opinião dos outros. Eu digo o que acredito que é certo, independente de os outros concordarem ou ficarem felizes com isso.