sábado, 28 de agosto de 2010

BOLA AO ALTO: A ESTREIA DO BRASIL


No início, reinava o otimismo. Os adversários estavam capengas, nós estávamos completinhos pela primeira vez, e ainda tínhamos um campeão olímpico no banco. Bem, Magnano continua lá, e os rivais continuam desfalcados – alguns até mais. O problema é que nosso elenco também sofreu golpes com o corte de Nenê e as lesões que atingiram nomes de peso como Huertas, Leandrinho, Splitter e Varejão. Este último deve ser poupado hoje, na estreia contra o Irã, às 15h30. Natural. É jogo tranquilo, para vencer sem sustos, dar descanso a quem precisa e continuar fazendo testes – se bem que eu gostaria muito de ver os principais jogadores por mais tempo em quadra, para que eles possam pegar mais entrosamento na quadra.

Chances de vitória do Brasil:
99%. Derrota, só com catástrofe. O Irã já era fraco e perdeu dois atletas importantes. Eles próprios admitem que a missão na Turquia é apenas não perder por 50 ou 60 pontos.

O que eu espero da seleção:
Um início de partida com defesa sufocante. Assim dá para abrir logo uma boa margem de pontos, o que deixaria Magnano livre para usar o restante do jogo como treinamento.

Olho no brasileiro: Leandrinho
O ala-armador torceu o pé no último amistoso, contra a França, e perdeu o primeiro treino na Turquia. Fica a dúvida: vai pisar no freio ou aproveitar para se soltar e pegar moral?

Olho no iraniano: Hamed Haddadi
O pivô do Memphis Grizzlies teve médias de 16 pontos e 13 rebotes na Copa Asiática. É de longe o principal jogador do time, após os cortes de Samad Bahram e Hamed Afagh.

Olho em outros jogos de sábado:
Os três melhores do dia parecem ser EUA x Croácia (13h), Espanha x França (15h) e
Argentina x Alemanha (15h30). Vale também olhar Rússia x Porto Rico e Grécia x China.

E você, o que espera da estreia brasileira no Mundial? Diga aí na caixinha!

6 comentários:

Diego disse...

Eu tava muito otimista e acreditando no sucesso da seleção brasileira, acreditando em bons jogos contra EUA, Espanha, Argentina ou contra quem mais aparecesse pela frente mas.....quando comecei a ver as noticias de que alguns dos principais jogadores estavam capengas, comecei a me preocupar, com a noticia do Nene cortado fiquei bastante pessimista, até pq assisti alguns dos amistosos, e senti uma seleção ainda muito verde para o que eu gostaria, com as noticias do Leandrinho e Varejão machucados o pessimismo toma conta de mim, e eu penso q logo quando todos os principais jogadores estavam dispostos, quando temos um técnico competente e vencedor, é muito triste ver que a seleção ta longe de estar voando como precisava estar para confirmar o otimismo de todos até mesmo de alguns jogadores tipo o Leandrinho. Mas continuo torcendo para que taticamente o Brasil faça um bom mundial, que as jogadas trabalhadas superem os chutes de 3 sem noção, que os nossos pivos trabalhem bastante, que a defesa faça o seu papel, e que ao menos a seleção não passe vergonha no mundial.

Anônimo disse...

Eu tenho a mesma opinião que o Diego. No começo da preparação, aquele otimismo chegava a escrever que até o título era possível. No decorrer dos treinamentos, os jogos, as contusões, o otimismo deu lugar a preocupação. Hoje, arrisco escrever que entre os oito primeiros, é prá soltar foguetes.
Fica aquela esperança que o Magnano tem uma carta escondida na manga da camisa, aquele treino secreto, aquela jogada que só vai estar liberada quando o mundial começar, porque achei muito estranho, na maioria dos jogos, o Brasil joga mal em quase todos os quartos (amarrado, o jogo não flui), mas num quarto, o desenvolver das jogadas é algo fantástico, parece que o time enfiou o dedo na tomada. Enfim, resta uma esperança, quem sabe, daqui uns dias estaremos comemorando uma excelente colocação, se Deus quiser ...

spirit of the hoops disse...

estive revendo o DVD IRAN x ARGENTINA. Mesmo com o time completo LOS HERMANOS tiveram dificuldades devidas as bolas de 3pts dos armadinejhads.NO ULTIMO QUARTOo Ginobili resolveu enviar uma chuva de "tangos"de 3 pontos.
Outro cuidado é com o Hadadi ,pivô do IRAN com 2,18. Ele poderá carregar o Splitter com faltas.
A HORA É ESSA PESSOAL. PRA CIMA DELES!!!!!!!LEMBREM-SE Q O LULA NAO SE METEU COM O BASQUETE E NEM BOTOU NOSSA CAMISA. JA É UM AVANÇO

Jota_Floripa disse...

Acabo de ler que o Varejão provavelmente não jogará as duas primeiras partidas (as mais fáceis), e que na 3a (contra USA) jogará poucos minutos.
Se fosse para esperar tanto assim também poderíamos ter segurado o Nene. A previsão de volta dele era de 10 dias quando foi cortado.
Quero só ver quanto tempo JP terá. Talvez pela agora ausencia do Vareja, ele até jogue um pouquinho, mas eu teria mantido o Nene no grupo, seria um grande reforço para o mata-mata.

Rafael disse...

Jota_Floripa, é mais que obvio que o Denver "pediu" p. o Nene voltar.... fez pressão, como fizeram com TODOS Nba e Acb ! Vai por mim !

Diego disse...

Nene foi cortado pelos médicos, isso é fato, tava lesionado, não tinha como ele render o que se espera dele, e a equipe médica fez o certo que é preservar o atleta.