sexta-feira, 23 de maio de 2008

TERRITÓRIO CONQUISTADO


Rip Hamilton / Foto: NBA

Agora, não tem mais jeito.
Se quiser ir à final da NBA, o Boston Celtics terá de aprender a ganhar fora de casa nos playoffs. Na noite de quinta-feira, o Detroit Pistons arrancou uma vitória que valeu por sete - justamente aquelas sete que separaram os dois times ao longo da temporada regular e garantiram aos verdes a melhor campanha da liga. Agora, a vantagem trocou de lado. Na noite em que Ray Allen acordou e fez 25 pontos, Rip Hamilton resolveu fazer também. O mascarado comandou mais quatro titulares em noite inspirada e ainda contou com o bônus do calouro Rodney Stuckey, que saiu do banco e jogou feito adulto. Com a vitória por 103-97 e a série empatada em 1-1, o Detroit leva o confronto para o seu território a partir de sábado. Ao técnico Doc Rivers, boa sorte na estrada, e uma perguntinha: se o Boston contratou Sam Cassell pela experiência em playoffs, por que diabos ele ainda não pisou em quadra na final do Leste?

8 comentários:

Elemento disse...

Embora ache que o Sam Cassel tenha contribuido bastante com o Celtics durante a temporada regular, o House vem entrando melhor que ele nas partidas. Achei que o Doc Rivers errou na rotação do 2º e do 4º quarto. De fato, como muitos tem reclamado, ele opta por descansar o time todo de uma vez só!!! A rotação do 2º quarto foi crucial para a virada do Detroit.

Mas o mérito é do Detroit pela vitória. O quinteto titular esteve bem e, na hora em que precisou, os coadjuvantes do time compareceram, coisa que não aconteceu com o Celtics.

Se o Celtics quer chegar a final, vai ter que vencer fora de casa, agora é inevitável. Difícil, porém não é nada impossível, numa série de equilíbrio tão grande. Ainda acho que o Boston é mais time. Vamos ver...

leonel disse...

O que mais me preocupa é o fato do big three ter marcado 24, 25 e 26 pontos e mesmo assim ter perdido.
Logo, precisaria de algum coadjuvante fazendo mais, o que acho difícil.

Uma alternativa seria uma super defesa, mas em Detroit uma defesa forte pode significar muitos lances livres. Ficou difícil.

leonel disse...

Sou torcedor do Celtics, mas tenho que reconhecer o quanto o Pistons é bom. Mesmo com muita gente achando que uma final Pistons x Spurs seria chata (o que discordo).

Vejam que no 3o quarto, o Boston tirou uma desvantagem de sete pontos e estava ganhando por quatro. O momento psicológico era do Celtics. Mais dois ataques sem marcar pontos e o Boston poderia abrir mais a diferença e tchau jogo 2.

Nesse momento o Pistons mete três bolas de três seguidas (Hamilton, Billups e Rasheed) e o jogo ficou 63x60 para o Detroit. Esfriou a reação do Boston. Nesse momento não asseguraram a vitória, mas deixaram de perder o jogo para o Boston. Empurraram a definição para mais pra frente. Isso é experiência, sangue-frio e saber jogar.

RafaLakers disse...

Finalmente Ray Allen voltou a jogar bem, e o trio foi fantástico (75 pts pra eles). Nos Pistons o quarteto também esteve muito bem. Onde ficou a diferença? Nos coadjuvantes, McDyess e Stuckey marcaram 15 pts cada, enquanto ninguém além do trio no Celtic passou dos 10 pts. Nos dois times de estrelas, a diferença fica por conta dos "figurantes". Bom pro Pistons...

Elemento disse...

Acredito que o Detroit marcou muito bem. Muito fechado na defesa. Mérito do big three por ter pontuado tanto mesmo diante de uma defesa forte. Porém, fora do trio, ficou muito difícil pontuar. Sem falar nos turnovers, muito acima do costume no Boston, e nos momentos em que o tempo estourou... É impressionante como são times parecidos!

Artur disse...

Em relacao ao Sam Cassell, acho que ele foi chamado muito mais pelo que pode contribuir fora da quadra do que dentro.

O cara eh um buraco negro no ataque, querendo chutar todas as bolas e, hoje, o sistema do celtics eh justamente rodar a bola ate achar um arremesso livre. Acho uma otima opcao do Doc Rivers deixar o Sam I Am no banco...

Abracos!

Artur disse...

Em relacao ao Sam Cassell, acho que ele foi chamado muito mais pelo que pode contribuir fora da quadra do que dentro.

O cara eh um buraco negro no ataque, querendo chutar todas as bolas e, hoje, o sistema do celtics eh justamente rodar a bola ate achar um arremesso livre. Acho uma otima opcao do Doc Rivers deixar o Sam I Am no banco...

Abracos!

Renato disse...

Pela parte do Detroit os heróis que ninguém está comentando foram o Antonio McDyess e o Lindsay Hunter, ambos defenderam *absurdamente bem* e suas participações foram decisivas pra atrapalhar completamente o ritmo do Boston.

O Antonio McDyess está fazendo um trabalho de leão em cima do Kevin Garnett. Assistam o tape do jogo e percebam como ele está tomando a frente na defesa, jogando pesado fisicamente, e com isso o KG está vindo para o perímetro onde fica mais confortável mas vira um arremessador de jump-shots de luxo.

Com aquele joelho baleado do Rasheed Wallace (reparem na faixa e como ele puxa a perna "a la Cartwright"), ele não ia aguentar a pressão de ter de marcar o Garnett e ainda contribuir no ataque. Daí ser uma benção do céu o Antonio McDyess estar jogando tudo isso.

Da mesma maneira, o Lindsay Hunter foi um animal na defesa, perseguindo e atrapalhando os armadores do Boston e tirando totalmente o ritmo do ataque. Os armadores do Boston são o ponto fraco do time, e com a contusão atrapalhando o Billups, talvez eles ganhassem a folga que precisam pra trabalhar e render. Agradeçam a Lindsey Hunter (na verdade o combo "Hunter/Stuckey") por isso não acontecer.

Da parte do Boston, discordo que Ray Allen tenha jogado tão bem assim. Acertou um pouco mais os arremessos mas está longe de ser ameaça no nível do Pierce ou do Garnett. E ainda por cima, do outro lado, a responsabilidade de marcar o Richard Hamilton era dele, e vocês viram o estrago que o Hamilton fez.

Marcar o Richard Hamilton é uma das tarefas mais ingratas da NBA, pq ele corre o tempo todo sem a bola, passando por 1 milhão de corta-luzes até receber a bola. Correr atrás dele mata qualquer um. Em que pese este fator, o Boston precisa fazer um trabalho melhor nele, seja com o Ray Allen ligando o turbo, seja com uns esquemas melhores de ajuda.

Sobre a questão do Sam Cassell, creio que ele não esteja entrando em quadra porque ultimamente era um *buraco negro* na defesa do Boston. Com o que estão jogando os armadores do Boston, tanto os titulares quanto os reservas, quando o Cassell entrasse seria um passeio.

Com tudo isso, achei UM JOGAÇO a partida de ontem, um time muito bom perdeu para um time ótimo. Achei que o Boston perdeu o jogo na sua defesa, que estava boa mas não boa o suficiente.


Deu gosto de ver.