sábado, 24 de maio de 2008

MÁQUINA DE REBOTES


Érika / Foto: Reprodução

Foi animadora a estréia da pivô Érika no Atlanta Dream, a nova franquia da WNBA. Na sexta, contra o forte Detroit Shock,
ela saiu do banco e anotou 10 pontos, incríveis 18 rebotes, três tocos e duas assistências. Com uma bandeja da brasileira, o time chegou a abrir 18 pontos de vantagem no segundo quarto, mas permitiu a reação e perdeu por 88-76. Se a atuação de Érika é uma ótima notícia para a seleção, o mesmo não se pode dizer de Iziane, que também joga no Atlanta. Titular, a maranhense atuou por 20 minutos, errou três de seus quatro chutes e terminou com apenas quatro pontos.

Sem a dupla, que só se apresenta para o Pré-Olímpico, o Brasil estréia logo mais, às 23h, no Sul-Americano de Loja, no Equador. O primeiro jogo é contra as donas da casa, que já enfrentaram as brasileiras 16 vezes na competição e perderam todas. O placar do último confronto, em 2005, foi um inapelável 102-39.

Um comentário:

Fernando disse...

Eita que dá um medo danado dessa Iziane jogando pela seleção... Lembro da última entrevista que li dela, acho que aqui mesmo no rebote, onde ela falava que não tava nem aí pra time jogando junto e esquema defensivo... O negócio dela é arremessar, arremessar, arremessar até morrer!!!