segunda-feira, 30 de junho de 2008

RIVAIS DO PRÉ: ALEMANHA


Johannes Herber / Foto: Reprodução

Johannes Herber (foto) é um dos maiores desfalques da equipe

A primeira partida de vida ou morte do Brasil no Pré-Olímpico será a das quartas-de-final, provavelmente diante da Alemanha. Por isso, é a turma de Nowitzki que abre a série Rivais do Pré, sugestão dada pelo leitor Daniel Cavalcante
há duas semanas na caixinha.

Nesta sexta-feira, os alemães encerraram seus sete dias de treinos em Mallorca, na Espanha. O técnico Dirk Bauermann tem pelo menos três desfalques. O armador Johannes Herber, que ainda se recupera de uma cirurgia no joelho feita em outubro, está fora. Mithat Demirel, da mesma posição, sofreu uma lesão no olho. E Yassin Idbihi deixou o time após machucar o pé. Para completar, Ademola Okulaja vem sofrendo com dores nas costas. Ele e Patrick Femerling estão no elenco, mas desfalcaram a equipe no amistoso contra a seleção da Polônia, no sábado.

Dirk Nowitzki / Foto: ReproduçãoDiante de 9 mil torcedores na cidade de Halle, o time da casa venceu por 76-62, liderado por Nowitzki, que anotou 18 pontos e nove rebotes em 27 minutos. O treinador aproveitou para promover a estréia de cinco novatos, entre eles o armador Dominik Bahiense de Mello, cujo pai é brasileiro. Ele fez cinco pontos, e o melhor estreante foi Konrad Wysocki, com 12. As equipes voltam a se enfrentar na tarde desta segunda-feira.

Com ausências importantes e jogadores baleados, a Alemanha não me parece tão favorita para um confronto com o Brasil. O problema é encontrar, com os desfalques no nosso garrafão, uma fórmula para frear Nowitzki. E você, o que acha? Dá pra ganhar?

31 comentários:

Anônimo disse...

Que dá para ganhar dá. o problema é que o Nowitziki joga com mais liberdade na seleção do que no Dallas. Nem sempre ele vai estar no garrafão. Colocar o Splitter para marcá-lo poderá ocasionar problemas com as faltas. Mas por que não pensar primeiro em ganhar da Grécia para pegar a Nova Zelândia. Ou já estamos contando com uma derrota diante dos gregos?

ricardo_kote disse...

como dizia uma enquete do site do Jazz tempos atras, SOLTEM O HOFFA PRA CIMA DELE xD

Pedro Trindade disse...

fala galera,

alguem ai sabe os horario (de brasilia) que vao ser transmitidos os proximos jogos do brasil ? (tanto os amistosos quanto o pré-olímpico em si) - acho que deve ser de madrugada né? Grécia... só espero que nao seja na hora do trabalho se não vou ter que arranjar um atestado médico hehehehe.

saudações

leo aracaju disse...

é um jogo imprevisível.

A Alemanha tem um time que me parece um pouco melhor mas nada que torne a nossa missão impossível.

Mas não podemos se esquecer do Líbano...

Marcelo disse...

Pedro, os jogos do pré serão de tarde. Segue a tabela
http://www.cbb.com.br/competicoes/preolimpicomundialm2008/tabela.asp

Anônimo disse...

A Alemanha é melhor... O Dirk vale pelo Baby, Murilo e JP juntos... Acho que o Tavernari poderia fazer uma rotação na marcação ao Alemão junto com Baby e Splitter...

giuliano disse...

Eu acho que dá sim para ganhar.
mas me preocupa muito mais o que virá depois.

renato mackenzie disse...

Eu acho que dá, o grande problema mesmo é o Nowitzki. Eu acho q tem que fazer uma rotação na marcação, pois não perder Splitter por faltas. Abraços. Fui!

leokaplan disse...

Depois, se der a lógica, viria o vencedor de Eslovênia e Porto Rico. Mas, nada adianta se não ganharmos dos alemães. E concordo que a melhor alternativa seria revezar Splitter, Tavernari e Baby na marcação ao Nowitzki. Ao que parece, é um modo de evitar exclusões, dando algum trabalho a ele com bons defensores (o Baby mais pelo porte físico).
Qual deve ser o time base da Alemanha? Greene, Roller, Okulaja, Femerling e Garret tão confirmados? Junto com Nowitzki são os que mais me preocupam. Mas ainda acredito que o Brasil tenha time pra ganhar. Só precisamos acertar a defesa (incluindo de perímetro) e o 5 x 5, incluindo passes pra dentro do garrafão pros pivôs e maior rapidez e precisão nas trocas de passes.

Luiz disse...

Coincidentemente, estive revendo o jogo do Brasil contra a Alemanha no torneio que antecedeu o último mundial. A Alemanha ganhou por 1 pontinho após o Alex perder o arremesso que daria a vitória ao Brasil.É um time muito alto.O "cara" do Brasil foi o Varejão. Fez chover. Mas fica a seguinte leitura
1-Cobrimos uma diferença de 15 pontos e passamos em frente até os últimos segundos quando o Alex fez uma falta no Fermeling (acertou 1 e errou outro) que botou 1 ponto na frente.
2- O Brasil deu uma aula de defesa e o Huertas foi definitivo nos roubos e consequentes conta ataques.
3-Leandrinho passou toda a partida tentando infiltrações bem feitas mas que não resultaram em cestas.
4-Aliás, a mão do time do Brasil foi uma mérda. Vale ressaltar que eles se sobrecarregam de faltas sempre que um baixinho do Brasil tenta infiltrar.
4- Concluindo. Se o Brasil jogar como jogou no primeiro quarto contra a Venezuéla e , mantiver a "intensidade" de jogo,há chances de surpreender. Splitter contra a Alemanha perdeu muitas mas muitas bolas mesmo embaixo da cesta

Anônimo disse...

um time cujo o protagonista é o Machado e o outro o Dirk...
e ainda estamos pensando quem é o favorito ?!?!

Ahhh faça-me o favor. Se fossemos um grupo sem estrelas, mas com alta capacidade coletiva, jogo organizado, defesa agressiva. Somos ainda um catado, e catado por catado, na comparação individual, claro que não somos favoritos - mas nem de longe.

Pedro Trindade disse...

valeu marcelo!!

Anônimo disse...

Pessoal, eu adoro o basquetebol brasieiro e torco muito por ele, mas vamos ser racionais aqui na caixinha, um time que tem como a estrela maior o Dirk, que pagou o seguro do proprio bolso ao vai entrar na partida para ser apenas mais um, ele vai ser o jogador que foi MVP da temporada passada da NBA, infelizmente acho que nossa melhor opcao para marca-lo seria o Baby mas eh muito lerdo pelo fisico, Tavernari eh MUITO pequeno para marca-lo e Thiago nossa principal estrela nao poderia sair com faltas pois dai estariamos em maus lencois... Sinto falar mas a Alemanha esta com uma mehor selecao do que a nossa, APENAS pelo fato de terem um GIGANTE DIRK..ABS A TODOS.. Souza BH

Anônimo disse...

o homem ideal para marcar o dirk na minha opinião é o ricardo eo marcus trocando os dois

Rodrigo Alves disse...

Olha, tendo a concordar com o anônimo aqui de cima. O próprio Moncho já disse que deve usar o Ricardo como uma das opções de marcação no Nowitzki. E o Marcus também me parece um bom nome. Ele não vem bem no ataque, mas é um bom defensor e, apesar de mais baixo, tem força física. Abraços.

Fernando Segura disse...

Pelas informações do site da Fiba, Alemanha, Eslovênia e Croácia estão com desfalques, assim como o Brasil. Por outro lado, Canadá e Porto Rico estão quase completos - acho que podem surpreender o trio de europeus acima. Para mim, apenas a Grécia está um pouco acima dos demais - mesmo assim tem um ou dois desfalques. Mas acho que é um time "batível", até com todos os desfalques do Brasil.

Se for chutar (com exagerada dose de otimismo! rs), as semifinais seriam BrasilxCanadá, GréciaxPorto Rico. Canadá e Porto Rico disputariam a última vaga.

Fernando Segura disse...

E para marcar o Dirk, Murilo e Baby, na minha opinião. O Ricardo é muito baixo.

Rodrigo Alves disse...

Sabe uma coisa que me preocupa, Fernando? No âmbito da seleção, na hora de analisar possíveis adversários, entre comissão técnica e jogadores, todo mundo fala de Grécia, Alemanha, Eslovênia, Croácia... e ninguém cita Porto Rico. Eles terão Arroyo, Ayuso, Barea e, pela primeira vez nos últimos anos, Santiago. A julgar por nossos últimos resultados no confronto direto, acho bom conferir uns videozinhos deles. Abraços.

Pedro Trindade disse...

é rodrigo, isso eu concordo plenamente com você....
o Brasil ganha de Porto Rico no Pan, no totó, na bola de gude, mas quando é pra valer mesmo estamos tamando varias sapecadas deles.

O Marcelinho mesmo, não pode ouvir falar no nome Ayuso que chega perder o sono... o pessoal tem que atentar pra isso mesmo

Pedro Trindade disse...

e o que falar no Peter Ramos, repito, Peter Ramos!! Que no ultimo jogo pegou o Nene botou uma coleira rosa e levou pra passear...

abre o olho Moncho!!

giuliano disse...

Pra mim, os maiores riscos à nossa improvável vaga são Grécia, Croácia, Eslovênia e Porto Rico.
Só jogando no limite pra ganhar desses times, já que nosso grupo não é o que eu sonhava.

Fernando Segura disse...

Rodrigo, concordo plenamente: só falam dos europeus. Porto Rico está completíssimo, com Daniel Santiago de volta. E não vamos nos esquecer do Canadá: depois de alguns anos o time está praticamente completo (considerando que o Nash já se despediu da seleção) e com tempo de treinamento. Pra mim, Alemanha (Nowitzki não aguenta sozinho), Eslovênia e Croácia não têm "punch" para ir longe.

Tati41 disse...

E aí, Rodrigo!
Mtas baixas no time da Alemanha, hein. Ainda bem que o Dirk tá recuperado do joelho bichado. Será que dá Brasil? Vamos ver...Bj!

Alexandre Estefan disse...

A seleção de Porto Rico quando as bolas de 3 caem podem ganhar de QUALQUER time, o problema dele é parecido com o nosso nos últimos anos, a inconstância, revezam belas partidas com péssimas partidas.
Já a Alemanha é um duro adversário, não acredito em vitória fácil de nenhum dos 2 lados, e o Dirk essa temporada apesar das boas stats não foi o mesmo de algumas temporadas atrás, acho que podemos aproveitar esse fator.
E como bem lembraram nos comentários.. podemos sim vencer a Grécia e pegar a Nova Zelândia na próxima fase, em tese é o melhor time do Pré, mas não será uma série de playoffs... e sim 1 partida só, e nesses casos nem sempre o "melhor" vence.
E falando em Brasil.. temos potencial para ganhar de qualquer um nesse pré.. e perder tb, então.. espero que a seleção tenha cuidado até com o Líbano.
E um anônimo ae falou que nosso protagonista é o Marcelinho Machado.. ele deve ter esquecido da excelente fase do Tiago e do Huertas.

Anônimo disse...

pra mim grecia e eslovenia já estão nas olimpiadas


as outras vagas estão com croacia,porto rico e com pequena chance para o brasil nessa ordem


repito só iremos as olimpiadas se os marceloS e splitter acabarem com os jogos(entenda-se 20 pts de cada pelo menos)
E O PRINCIPAL DEFESA,DEFESA E MAIS DEFESA

luisvarejao disse...

Fernando pelo seu post, ja da pra notar que vc não esta muito atualizado quanto ao basquete atual, vc disse que a eslovenia não tem chances, a eslovenia é simplesmente a segunda melhor seleção desse pré-olimpico somente atras da grecia simplesmente pelo fato dos gregos jogarem em casa, só não se classificou pra final da euro ano passado por uma infelicidade total, ja que estavam ganhando da lituania de 10 pontos faltando 2 minutos e deixaram a lituania virar, quanto aos adversarios do Brasil eu tenho muito masi medo de porto rico quanto da grecia por exemplo, é um time muito chato, que há seguidos anos vem ganhando do brasil na hora da decisão, pra mim os classificados serão Grécia e eslovenia (tenho certeza), e a outra vaga vai ficar entre Brasil, Alemanha, Croacia e Porto Rico, os outros todos não tem chance nenhuma pra mim, time do Canadá é horrivel.

Leoni disse...

O Baby marcando o Dirk?

Como os gringos falam "welcome to the chamber of torture"

Clóvis Rafael disse...

Primeiramente ESLOVÊNIA sem 6 jogadores e sem o seu principal jogador SMODIS, não sei não!!!!

Croácia, não é tão forte assim... Alemanha sem seus armadores principais, vai depender mais ainda de DIRK, e isso pode cansá-lo!!!

Grécia é a favorita, apesar de estar sem os dois pivôs titulares e sem seu capitão das últimas competições, pois simplesmente joga em ksa!!!

Canadá é igualzinho a Nova Zelândia, time limitado, sem NASH, não tem nada por lá... Um time totalmente sem talento!!!

Líbano, pode ser um time cheio de americanos naturalizados, mas são americanos que jogam o "fortíssimo" campeonato libanês!!!!

Cabo Verde, ó meu Deus... Cabo Verde!!!

Brasil, um time limitado, mas que tem consciência que é limitado e me parece que vai fazer o que o treinador lhe pedir!!! Tomara, pois a única chance que o time possui, é jogar coletivamente, passando a bola rapidamente e defendendo com unhas e dentes o nosso ARO!!!

Porto Rico é o único time completo, talvez por isso seja um dos meus favoritos juntamente com a Grécia... O problema de Porto Rico, é o tempo de treino, começou a treinar apenas dia 25 de Junho... O que deixa o time coletivamente e taticamente inferior às outras seleções!!!! Mas ainda é meu favorito juntamente a Grécia!!!

Grécia é a grande favorita por jogar em ksa, Porto Rico é o próximo da lista por estar com time completo, e logo depois vem 3 seleções no mesmo nível: Brasil, Croácia e Eslovênia!!! Alemanha está abaixo, pois um verdadeiro time necessita de bons armadores e pelo menos um pivô que faça diferença dentro da área pintada(Brasil tem) e a nossa querida Alemanha não vai ter!!!!

Coach Vitor disse...

aos amigos,
pra mim o Brasil vence a Alemanha nas quartas, e depois enfrenta a Croacia ou porto rico pela vaga.

Eslovenia sendo a primeira do grupo C vai topar com croacia ou porto rico e depois pegar a GRecia, entao o problema e deles nao nosso.
A gente so pega a Eslovenia se ficar pro ultimo jogo pela terceira vaga ou se o canada chegar me primeiro do grupo, e a eslvenia bater a croacia nas quartas.

Quem vai marcar quem e quem vai chutar quando tiver que chutar e com o Moncho.
Eu estou na torcida, se o Brasil vencer eu vou pra olimpiada torcer.

Coach Vitor disse...

Pra mim vai dar
Grecia
Brasil
Porto Rico

Marão Caetano disse...

Porto Rico eh uma bosta, com todo respeito.
O time só corre e chuta de 3, é igualzinho o Brasil que todos nós tanto reclamamos, nunca ganharam nada de importante e nem vão ganhar. Se sofrerem uma marcação forte, eles chutam tudo errado, sempre foi assim, por isso que eles sói ganhavam do Brasil mesmo entre os time mais ou menos decentes.

Dirk não carrega time nenhum sozinho (ngm faz isso), e para ele, jogar sem armador, criando suas próprias jogadas, não eh exatamente seu ponto forte, pq ele ateh faz isso bem, mas cansa muito rápido. Ele já mostrou que precisa de bastante time no Dallas e naquele jogo pela Alemanha (acho que era uma final) onde foi só marcarem ele mais forte que o cara chutou 1/7 nos 3 pontos.
A marcação no Dirk tem que se revezar de acordo com o time da Alemanha. Se eles não colocarem ngm pra pontuar no garrafão, o alemão vai abusar dos post-ups, e aí quem tinha que marcá-lo era um pivô grande e forte, ou o Splitter, dependeno de como estivesse sua situação com as faltas. Quando o Nowitisky começasse a jogar mais aberto, Marcus e Probst seriam os melhores, pois vão conseguir acompanhá-lo e ele vai acabar chutando tudo por cima da cabeça dos outros com aquele arremesso esquisito dele e errando bastante (quem jah viu o cara jogar sabe que isso acontece, ele força muita bola).