quinta-feira, 26 de junho de 2008

LEANDRINHO NO FUTEBOL. HÃ???




Quando o Balassiano me ligou ontem à noite, eu estava no treino da seleção e custei a acreditar no que ouvia. Ele tinha visto no site da ESPN e colocado no Da Linha dos 3 uma notícia que, no início da madrugada, lamentavelmente se confirmou:

Leandrinho jogou uma pelada de futebol na quarta-feira.

O jogo beneficente, em Nova York, foi promovido por Steve Nash e Claudio Reyna, com convidados do gramado (Thierry Henry) e das quadras (Baron Davis, Jason Kidd etc). O nome do brasileiro estava na escalação, mas, sei lá, podia ser apenas uma presença para dar autógrafos, né. Eis que, na madrugada, quando eu já ia dormir, veio a matéria do NY Times: "Barbosa, um brasileiro com futebol no DNA, mostrou instintos afiados e toques de classe".

Tudo isso oito dias após pedir dispensa da seleção alegando
uma tendinite no joelho que o impede de jogar basquete.

É simplesmente inacreditável. Não tenho mais palavras.

40 comentários:

Anônimo disse...

Eta tendinite arrumada, LB canalha, mentiroso. Quero só ver se algum comentarista baba ovo, tipo Zé Boquinha vai defender ele agora. O cara afinou, não quis jogar, não deveria ser mais convocado.

Anônimo disse...

Olhem o comentário:

“I expected exactly what I saw,” Altidore said of the N.B.A. players. “Some of them can really play, like Leandro and J-Kidd. But it was all good fun. Baron was hilarious.”

Isso se chama falta de vergonha na cara do Sr. Barbosa!!

Anônimo disse...

aaaaah... pelo amor de deus
jogo de futebol d brincadeira pra um jogo de disputa pela vaga olimpica eh bem diferente o desgaste fisico.... para de pega no pé do garoto
simplesmente inacreditavel pq??
o cara faz oq quer da vida dele
c ele acha q nao tah bem pra jogar vao querer forçar ele??
para de perseguiçao vai

Ricardo disse...

Rodrigo,
E como é que fica o "laudo" enviado pelo Phoenix? Futebol é um esporte que força muito mais o joelho, mesmo que seja numa pelada, do que o basquete, ai vem o cara e desiste do pré-olimpico por quê está contundido? Fala sério!!!
Torço ainda mais pelos que irão brigar pela nossa vaga olimpica.
Um abraço,
Ricardo.

Rafael Luz disse...

E vc ainda defende o leandrinho ?!?!?! ninguem ta de perseguiçao com ele, mas ele tambem poderia dexar claro que nao quer jogar, nao falar que esta com tendinite e ir jogar bola. Por isso é que existe a perseguiçao com ele, porque é mentira. Se ele nao quer representar a seleçao que diga.

jdinis disse...

Pela enésima primeira vez vou dar minha opinião:

- o cara é frouxo, dissimulado, mentiroso e covarde. Não quer jogar basquete pela seleção, é um direito, mas assuma!

Como disse antes, "metemos o pau" na Iziane, mas a maranhense, pelo menos, ASSUME publicamente as besteiras que pensa e faz, ao contrário do "duas caras".

O esporte precisa de ídolos e exemplos POSITIVOS, o que definitivamente não é o caso desse cidadão.

Abços.

eZ disse...

acho q nem 8 nem 80

1. O cara é covarde!!! Já estava claro isso quando ele esquivou o moncho e não teve coragem nem de ligar para ele, dizendo q não jogaria. Ele afinou nos playoffs novamente, ele ficou com viadagem no pré olímpico qdo precisaram dele. Ficou quieto, sem falar, sem dar entrevista, não aguentando o peso.
Covarde!

2. Concordo com quem disse q jogar um jogo beneficente é bem diferente do q suar sangue no pré olímpico. Mas tendinite é o que todos os times da nba usam para jogar nego na IL. Logo, é manjado né ?

Ridículo

Anônimo disse...

Uma pelada de futebol não força mais o joelho que treinamentos e, amistosos e jogos oficiais de basquete. Mas a atitude do Barbosa é, no mínimo muito desrespeitosa com o basquetebol brasileiro.
Como disse o companheiro aí, prefiro uma babaca como a Iziane que dá a cara pra bater do que os astros do masculino que se escondem atrás de "lesões".

pedro trindade disse...

acho isso tudo um papelão dele, concordo com a maioria aqui...
apesar de que, honestamente, uma pelada se jogada descontraidamente - tipo andando e "gol só dentro da area" não tem impacto quase nenhum... mas o fato é que ele é figura publica e se alega uma lesão tem mais é que ficar se tratando... onde esta a acessoria de imprensa do cara uma hora dessa pra falar pra ele nao jogar...

bom, cada dia mais torço pelos splitters, babys, alex e huertas da vida...

saudações

Giuliano disse...

Ridículo.
Se eu sou técnico, nunca mais convoco o Leandrinho pra nada que não seja uma pelada com churrasco.

Luiz disse...

COMO ALGUÉM FALOU, TOTALMENTE DESRESPEITOSO PARA COM A PÁTRIA,PARA ÊLE PRÓPRIO ( POIS REVELA UMA PERSONALIDADE EQUIVOCADA). LEMBRO QUE NO INÍCIO CHAMEI ESSES CARAS DE APÁTRIDAS. MAS, NÃO É MAIS HORA DA GENTE SE OCUPAR COM "LEANZIANES" DA VIDA.
O QUE ACHO É QUE DEVENOS TER UMA SELEÇÃO DOMÉSTICA 'A QUAL ESSA TURMA NBA VIRIA SE AJUSTAR A ELA E, NÃO, MONTAR UMA SELEÇÃO(HIPOTÉTICA) COM OS "CARAS" MECENÁRIOS E DEPOIS TENTAR AJUSTAR QUEM ESTÁ FAZENDO FORÇA NO BRASIL. É O MESMO QUE COLOCAR AGUA FRIA EM FERVURA.
MEU DESEJO É QUE O LEANDRINHO SE CASE COM A IZIANE E NASÇAM OS "IZILANDROS BARBOSA" ( FILME DE TERROR)

cibele disse...

Gente, sendo pelada ou não,nao importa. O cara disse que tava recuperando de lesao e vai jogar um esporte de impacto e contato como futebol? Pessoas se contundem em peladas tambem.

Mas isso ai tava na casa muito antes, só algumas pessoas que não viram e ficaram defendendo uma pessoa que não tem defesa. Esse cara é um deslumbrado, devia estar com os olhos brilhando jogando com o Henry.

FHSSA disse...

Acho um exagero essa historia toda. O cara foi participar de uma atividade beneficente. Ninguem nem sabe quanto tempo jogou, o que realmente fez, etc, etc. Falar em traicao a patria e coisas afins se trata de, no meu modesto entendimento, uma grande bobagem.

eZ disse...

Pátria ?

novamente a mesma discussão.

Novamente reforço aqui que isso não tem nada a ver com pátria.

Acho que os jogadores da NBA estão certos em não jogar, com lesão ou não.

Mas o jeito com que fizeram isso é ridículo. Principalmente o LB. Se ele tivesse vindo a público pq não gostaria de jogar o pré ou pq não gostaria mais de ser o bode expiatório ( como foi naquele arremesso errado no pré americano) hoje ele estaria tranquilo, fazendo o que quisesse da vida e mta gente, como eu, aplaudindoeno. Mas caráter é uma coisa q não se aprende de um dia para o outro. Ainda mais esses caras em que a educação é quase nula. O cara mal fala direito, como cobrar atitudes de caráter ???

Vejam bem, não estou aqui sendo racista ou algo assim. Mas isso mostra o retrato do nosso país. Os caras não têm a menor condição psicológica de assumir um papel importante, de fazer algo pelo país. E o que o país precisa deles não é só cestas, rebotes e tocos. Eles precisam ser inteligentes e pensar que se eles não fizerem nada para mudar a modalidade no país, ninguém poderá fazer. E se formos depender de LB,Iziane e o resto da turma, bem ferrou.

Ser coadjuvante na nba é mto mais tranquilo q aguentar o rojão dessa zona chamada seleção brasileira e conviver com esse esgoto chamado CBB.

Eles são o mais puro retrato de um país sem cultura, sem caráter e covarde!

cibele disse...

Quem falou em traiçao da pátria? Ninguem falou isso, é como o ez disse, é falta de carater mesmo. Nao so isso, mas tudo que ele vem fazendo, essa falta de transparencia e excessiva cara de pau.

Anônimo disse...

Leandrinho é afinador, em Las Vegas quando o Coby marcou o babaca sumiu da quadra, ficou escondido para nao receber a bola, pelo menos a mascara caiu, estamos livres dele, do Marquinhos, Nezinho e Iziane tudo bandido e mercenario

Anônimo disse...

Concordo com o fhssa... isso é bobagem. Não sabemos se jogou 2 ou 60 minutos, se correu, não sabemos NADA do que ele fez no jogo (a não ser o que outros dizem ter acontecido e, no caso dos outros é um jornalista estrangeiro e jornalistas não fantasiam matérias/criam fatos para vender - vide o jornal MARCA na Espanha com suas matérias fantásticas e Pró Real Madrid). O jogo era beneficente e, provavelmente avalizado pela NBA (que tem uma gama de atividades que os jogadores tem de comparecer).

Larga do pé do rapaz que, dos caras que jogam na NBA sempre foi o que pereceu ter mais interesse pela seleção.

Renzo disse...

Sem dúvida, bem desagradável essa situação do "Leadnrinho peladeiro".

Melhor seria se todos os jogadores da NBA cortados da seleção ABRISSEM O JOGO E FALASSEM A VERDADE, que imagino ser essa:

Os times da NBA só liberam jogadores para a seleção americana, certamente devido a um acordo bem costurado junto à "USA Basketball". Apesar do desgaste físico extra das estrelas, deve ser de interesse da liga que o basquete americano esteja sempre no topo das competições internacionais, tendo em vista a crescente "mundialização" da NBA, bem como para refazer aquela salutar imagem de invencibilidade de anos atrás.

Por ouitro lado, não querem liberar NENHUM ESTRANGEIRO para jogar por seleções.
O que acontece?
Quando o jogador é uma estrela com grande reputação e, de quebra, PEDE PUBLICAMENTE PARA JOGAR (com Nowitzki, Yao, etc), os cartolas americanos ficam prensados contra a parede e não têm como negar.
Mesmo assim, ainda fazem pressão (vide a recente declaração de Poppovich, desaconselhando a ida de Ginobili a Pequim).
Por outro lado, quando a situação envolve jogadores COADJUNVANTGES E QUE NÃO DEMONSTRAM PUBLICAMENTE TANTO FUROR POR JOGAR NA SELEÇÃO, como é o caso de Barbosa, Varejão e Nenê, os americanos simplesmente dizem NÃO e o cara não vai.
Pra justificar, há desculpas a gosto do freguês: tendinite, dor de dente, unha encravada, seguro, etc, etc.
O "teatrinho" é tão mal ensaiado que o próprio Varejão admitiu que, se o Cleveland seguisse nos playoffs, ele entraria em quadra.
Agora, de quebra, o Barbosa sai por aí jogando futebol.
Como não questionar a real gravidade dessas alardeadas contusões?
Tratando-se de nível esportivo profissional, de alto rendimento, até que ponto pode se considerar contundido um jogador????
Falta transparência.
Essa é a verdade que nenhum dos envolvidos tem coragem de assumir.

Anônimo disse...

se formos pra olimpiada faço questão q ele vá pra pequim mais q não jogue nenhum minuto fique só buscando agua e toalha pra quem esta jogando

MAD disse...

Renzo fez ótimas colocações e eu depois de tudo que falaram só tenho uma coisa a dizer:

"LAMENTÁVEL"

ihru disse...

Não acho que a ótica da subjetividade seja a melhor para ver o problema. Questionar o patriotismo dos jogadores, ou a sua má vontade com a seleção é por demais subjetivo. Ainda que essa má vontade exista, não se pode pensar como se esse fosse o maior problema. Perde-se assim uma ótima oportunidade de fazer algumas perguntas: porque esses que são alguns dos nossos melhores jogadores e que já responderam a outras convocações, passaram gradativamente a se recusar a serví-la? Será que isso estaria acontecendo se tivesse havido na seleção uma direção tecnicamente capaz de responder às necessidades dos vários torneios internacionais perdidos ao longo desses últimos anos? Como se sentiram esses jogadores que disputam o maior campeonato do planeta, e que jogam sob a direção técnica de quem melhor sabe pensar o jogo, sendo dirigidos na seleção pela ultrapassada comissão técnica do Lula, sem o menor preparo tático para enfrentar uma competição internacional? E tendo que depois carregar nos ombros o ônus das derrotas seguidas? E isso sem falar na zona que é a CBB. Será que o erro é principalmente deles? O maior (e para mim único) erro desses caras é não jogar aberto. É não dizer o real motivo pelo qual alguns deles se recusam a servir a seleção. Perdem a oportunidade de colocar o dedo na ferida e de elevar o debate sobre os erros da gestão da CBB nesses últimos anos. Erros que possibilitaram a falta de comando de uma comissão técnica despreparada na seleção, e que geram a atitude desprezível de um Nezinho, a absurda soberba de uma Iziane, e o injustificável papel assumido no caso Alessandra, que a levou a abrir um processo contra a CBB. Fora os campeonatos que não terminam, e a divisão que gera campeonatos simultâneos. Se não formos a Olimpíada será por isso e não pelo Leandro ou Varejão ou Waltinho. Sinceramente, por mais que seja importante para o basquete jogar uma Olimpíada, a situação é tão caótica que se torna mais importante desmascará-la, levá-la a público, do que qualquer outra coisa. Aliás, como outros esportes já o fizeram (tênis, natação e mesmo o futebol). É só por isso que acho a atitude do Leandrinho condenável, pela omissão. Se ele tivesse botado a boca no trombone, poderia jogar a peladinha dele em paz, contundido ou não, no meio daquele monte de cabeça de bagre.

Linelson disse...

http://www.basketbrasil.com.br/nba/steve-nash-thierry-henry-leandrinho-e-jason-kidd-sao-destaques-em-jogo-beneficente-de-futebol-em-manhattan

Médico ouvido pelo Basketbrasil opina sobre o caso e diz que “uma recreação de futebol soçaite entre amigos não pode ser comparada ao basquete de competição”, pois tendinite no joelho tem muito a ver com esforço repetitivo e é comum quando o atleta faz muitos saltos jogando mais de 100 partidas em nove meses.

belotts disse...

Ainda acho q ele vacilo por não ter dado muitas satisfações sobre o caso.....mas por favor né...q q tem a ve joga um futebol 30 mins q seja....
Nada a ve uma coisa com a outra....Uma galera deve sabe que qndo ele tava com o cotovelo machucado ele ia direto no ibirapuera jogar e em alguns clubes treina com a mulecada....e nessa época nguem falava q ele era traira...e sim que ela era um exemplo de humildade...Vamo para com isso né...
Vacilo por não ter dado satisfação...sim...mas não vamo confundir o c* com as calça né..
Abraço..

Artur disse...

Acho que, independentemente da intensidade do futebol ou se prejudica o joelho ou nao, o Leandrinho deveria ter uma assessoria de imprensa ou coisa parecida mais preparada.

Obvio que essa situacao queima muito o filme dele, estando liberado para jogar bola ou nao. Isso se realmente existe algo no joelho.

Contem a quantidade de polemicas em que envolveu o cara nos ultimos dias com esse rolo de selecao.
Com a turma daqui, ele esta com o filme bem queimado. Imagino que nao demorara muito para queimar o filme por la tambem.

Abracos, Artur

Pedro Trindade disse...

concordo nesse ponto com o belotts, quando ele jogava no ibirapuera ele era exemplo de humildade...
o problema todo é não ter explicação, não ter clareza, não ter nada... o cara tem que entender que ele querendo ou não é a figura principal de um esporte em um pais do tamanho do Brasil, e prestar explicação a quem torce (ou torcia) por ele...
honestamente não acho o leandrinho má pessou, ou mal-carater, muito pelo contrario, acredito que ele tenha um coração bom, mas esta sendo totalmente mal orientado...
vale lembrar que ele era sempre o primeiro a se apresentar a seleção, chegou a ir assistir os jogos do PAN, tentou convencer o Nene a voltar enfim.... vamo com calma com o moleque, tem que averiguar direito as coisas

Anônimo disse...

PEDRO HENRIQUE

Já faz alguns dias que não opino,mas este assunto Leandrinho,já deu o que tinha que dar. Leio atentamente as opiniões,aqui postadas e fica bem claro algumas situações:
1) com rarírissimas exceções,opiniões em colocadas, e de nível de pessoas conhecedoras de basketball e de excelente nível cultural. Ponto para o Site.
2) O caso dos jogadores brasileiros que não jogarão o pré olimpico não são os únicos,temos varios casos parecidos e com as mesmas desculpas. Acho só que eles devem assumir suas posições de maneira clara.
3) Esta conversa nacionalista de Pátria é muito bonita, mas não muito práticavel,será se o Leandrinho estive ainda morando na Vila dos Remédios,ou ganhando um sálarinho merreca no Palmeiras, e depois em Bauru,a Pátria se importaria com ele.Talves sua familia tivesse que ficar aguardando vagas em filas do SUS, seus irmãos estudando neste falido sistema público de ensino,e aos 35 anos jogando no Brasil teria ai comprado uma casa para sua mãe, e alguns imóveis, e olhe lá se nenhuma contusão maior o impedisse de jogar, ai se tivesse carteira assinada ou contrato ficaria encostado no INSS, é o que a PÁTRIA faria por ele.

Portanto com todo o respeito que merece estas postagens anteriores,vamos parar de ufanismo, e entendermos que a teoria na prática é outra.

E, outra vamos parar também de massacrar a maranhaense Iziane, que é com todos os defeitos e virtudes uma lutadora e vencedora, e será que se o Brasil tivesse perdido (por poucos minutos isto nào ocorreu)o técnico Bassul teria se tornado herói ou seria um vilão?

francisco pereira disse...

Só acho que seria mais fácil se o cara dissesse simplesmente "Não quero jogar". Se ele está certo ou errado, é outra coisa. Mas é mais corajoso. Esse tipo de atitude é baixa, ridícula, tosca.

Elder Franca disse...

Concordo quando falam que se estivese no Brasil, ganhando pouco a PÁTRIA não estaria nem aí para ele. Mas o que vemos é que foi "jogado" na mídia a imagem do Leandrinho "humilde", o cara que dorme no vestiário, que vai ao treino no PHOENIX de bicicleta. O que vi nas últimas entrevistas (mesmo no JUCA ENTREVISTA) foi um cara mascarado, cheio de pose, bancando "o tal"; mesmo que o que se quisesse "vender" nas respectivas entrevistas foi o "rótulo" de garoto humilde que venceu. Parece-me, sinceramente, que o cara tá com síndrome de Dr. Jackill e Mister Hyde. Lá nos USA é "o humilde", aqui, cheio de marra. Quis EMPURRAR goela abaixo um treinador que, com um time de jogadores americanos TITULARES da NBA, não passou da 6ª colocação no mundial realizado (EM SOLO AMERICANO!!!!!!!!) em 2002. Lá ele aceita ser coadjuvante, aqui, ele tem de ser a estrela e mandar. Pois é, síndrome de terceiro mundo mesmo! Um abraço a todos!

ivarrocha disse...

Acho que o momento é para dedicarmos nossas melhores energias aos que se propuzeram estar com a seleção....deixemos de lado casos como do Lenadrinho e Izi, apenas acho que pessoas como o Leandrinho não devem ter ao menos um amigo ao lado para dizer, " ...cara, não joga não, vai ficar feio para vc..."

Que eles sejam felizes, mesmo longe da seleção!

e que nossos garotos sejam mais felizes ainda!

EarlBoykins

Anônimo disse...

Rodrigo ja viu o site do Fabio? ele botou foto do leandrinho jogando bola e sorrindo. q q vc axa? uma vergonha!
segio

leo aracaju disse...

É um MOLEQUE, SEM VERGONA E MENTIROSO!!!!!!!!

E o médico do SUNS tinha que ter sua licença caçada por assinar um atestado falso.

E tem gente que acreditou nessa conversa mole dele...

Anônimo disse...

Tomara que esse fdp arrebente o joelho de verdade. Deixa ele lá... assim como todos os outros mercenários da NBA. Se no mundo tudo é grana e porcaria de contrato, nos EUA é ainda pior.

Osama Lakers disse...

PQP - é só que dá para dizer...

iuri disse...

Não é só no futebol que tem brasileiro vendido pra gringo, leandrinho só tá com a cabeça nos USA, com o cartola do phoenix suns mimando ele.

e espero que ele não volte a jogar pela seleção, ele não merece.

Anônimo disse...

O "cara" tá mascarado mesmo, tá se achando do K7.
Caga e anda pra tudo e todos nós e seus ex-companheiros de seleção, de quem nunca mais terá nenhum respeito!
Pra jogar basket na seleção tá dodói do joelho, mas pra participar de "pelada" marketeira da NBA aí tá bom e seu time e médico engolem o sapo!
BANDO DE FALSETAS e FALASTRÔES todos esses "intocáveis e impolutos" caras da NBA!
Seus caras de bundas sujas!

Flávio Vieira disse...

Leandrinho é um fanfarrão. uma palavra apropriada é: canalha...

Por mim, nunca mais volta a seleção...

Bernardo disse...

Todo mundo ta metendo o pau no leandrinho, mas acho q a gente deveria defende-lo.
primeiramente, o cara sempre que foi convocado defendeu nossa seleçao com garra e vontade, mas claro que cometeu erros tambem. lances-livres? todo jogador ja errou um dia.
em segundo lugar, segundo o redaçao sportv, o cara jogou 5 minutos, de um jogo beneficente, ou seja, nao fez esforço quase nenhum. o esforço seria o mesmo se ele tivesse treinando arremessos de leve, o que garanto q jogadores como ele o fazem quando estao parados por contusao. terceiro: vc ve como eles trataram esse acontecimento com um sensacionalismo grande: botam uma foto imensa no globo com ele tentando roubar a bola com a perna esquerda,(ele machucou o joelho direito) soh pra mostrar a força q ele taria colocando no joelho.. e ainda me vem esses reporteres do redaçao sportv q so sabem de futebol comentar o caso.. isso q realmente me irrita

Anônimo disse...

É por essas e por outras que eu amo a Rainha Hortência!

Anônimo disse...

Na boa, se eu fosse Um Leandrinho, Um Nenê ou um Varejão, a primeira coisa que faria e tentar me tornar ser cidadão americano e mandar esse Brasil para a P....

Anônimo disse...

O assunto Leandrinho foi tratado pelo comentarista Byra Bello no ar, durante a transmissão de hoje do jogo entre Brasil e Venezuela, como menor considerando o ato de solidariedade que representou sua presença no evento promovido por patrocinadores nos EUA.
Penso que precisamos parar com esta disposição de sempre encontrar razões para justificar atos injustificaveis como o de negar-se a atender convocação para defesa das cores nacionais e ato continuo esforçar-se e aparentemente arriscar-se em defesa das cores de patrocinador.