quarta-feira, 18 de junho de 2008

GLÓRIA VERDE: BOSTON CAMPEÃO!


Ginásio do Boston Celtics / Foto: NBA

Kevin Garnett / Foto: NBA

O Los Angeles Lakers foi um primor de consistência ao longo da temporada regular e nos playoffs. Na final, sofreu um colapso. Alguém arrisca explicar por quê? A equipe da Califórnia jogou mal por vários motivos, incluindo falhas individuais e coletivas dignas de juvenis. Mas a melhor explicação ainda está no outro lado da quadra, onde reinou um grande time. Um time campeão. Dezessete vezes campeão. Após 22 anos de hiato, a NBA é verde de novo.

Dizem que entrosamento é fundamental nos playoffs. Talvez por isso o Boston Celtics tenha penado nas duas primeiras séries. Contra os Pistons, o time evoluiu. Contra os Lakers, deu show e fechou a tampa de um ano glorioso. A surra por 131-92 nesta terça sela os 4-2 no confronto e coroa uma jornada fabulosa.
Da pior campanha do Leste em 2007 ao título em 2008, vimos uma das maiores reviravoltas da história do basquete mundial.

Doc Rivers / Foto: NBAAs contratações de Kevin Garnett e Ray Allen foram fundamentais, mas é preciso ressaltar o trabalho do cartola Danny Ainge, que, em vez de apenas jogar para a galera com os craques, montou um elenco sólido, incluindo veteranos como Sam Cassell e PJ Brown. Prancheta na mão, Doc Rivers desenvolveu um sistema defensivo invejável - sobre isso, basta dizer que Kobe Bryant passou vergonha na decisão, a exemplo de LeBron James no ano passado. A marcação do Boston no jogo 6, durante os quatro períodos, foi algo de assustador. A diferença de 39 pontos no placar é surreal!

Paul Pierce / Foto: NBAE o que dizer de Paul Pierce? Após comer o pão que o diabo amassou nos tempos das vacas magras, o ala ri por último como MVP das finais. Merecidíssimo.

Os Lakers ainda podem sorrir olhando para o futuro, com a volta de Andrew Bynum a um elenco jovem e talentoso. Mas a festa é dos Celtics, legítimos campeões da NBA em 2007-08.



Ainge, Doc, Pierce, Garnett, Allen, Rondo, Perkins, Cassell, Brown, Posey, Tony, House, Powe, Davis e os torcedores apaixonados. Cada um responde por um pedaço do troféu conquistado.



Kobe Bryant tinha tudo para encerrar a temporada de forma apoteótica. Termina o ano com o título de MVP e o gosto amargo de ter fracassado diante da muralha verde. A derrota vai doer.



As imagens de Garnett após o jogo dizem tudo - beijando o símbolo dos Celtics no chão, em transe eufórica na entrevista, e finalmente dando um abraço emocionado no ídolo Bill Russell.

33 comentários:

Elemento disse...

Venceu o melhor!

Anônimo disse...

Que surra, me lembro de algo parecido só na final entre Bulls e Jazz que ficou um tantão a um pouquinho, acho que no jogo quatro daquela final.
Pra quem achava que estava nascendo uma dinastia ouro e roxo o Celtics deixou um recado, (e que recado, 131 a 92) a dinastia vai ser verde, ah não ser que alguém monte um time de estrelas pra bater o Boston.

Heverton Elias

Anônimo disse...

o Lakers sofreu um colapso na final por causa do sistema defensivo do Boston, q tirou do Kobe os chutes q ele gosta, e tirou o ritmo de ataque do lakers inteiro. Mais uma vez, no final, a defesa venceu!

Marcel disse...

Título mais do que merecido. Estava na hora de Garnett, Pierce e Allen serem campeões!!!!!!

Isso que é jogo forte defensivo do Boston sem ser feio (nem precisa dizer de que time estou falando).

Pelo menos o campeão eu acertei no começo da temporada!!!!!!!!!

ivarrocha disse...

Salve Rodrigo...

Bela partida, magnifico final!!!
O abraço do KG em Bill Russell representa o quao grande podemos conciderar o KG, talvez ele corresse o risco de cair no esquecimento nos próximos anos se não ganhasse ao menos um título.

Lindo é saber que Russell havia lhe prometido um de seus 11 aneis caso ele tivesse que encerrar sua carreira sem um, não foi preciso, para o bem de todos os amantes do bom basquete!

Grande abraço Rodrigo!

Ivar Rocha
"Earl Boykins"

LEONEL disse...

PUTA QUE PARIU!!!!!!!!!!!!!

É CAMPEÃO!!!!!!!!!!!!!

Depois de anos vendo os títulos dos outros e analisando com um olhar de fora, vou gritar sem me preocupar com análises.

CELTICS! CELTICS! CELTICS! CELTICS! CELTICS! CELTICS! CELTICS! CELTICS! CELTICS! CELTICS! CELTICS! CELTICS! CELTICS! CELTICS! CELTICS! CELTICS! CELTICS! CELTICS! CELTICS! CELTICS! CELTICS! CELTICS! CELTICS! CELTICS! CELTICS! CELTICS! CELTICS! CELTICS! CELTICS! CELTICS!

leonel disse...

Caramba, eu tenho 30 anos e na escola no começo dos anos 90 era só Bulls, Knicks, Lakers, Pistons, Blazers e me perguntavam: Por que o Boston? Estávamos no booom da NBA na Band.

Era um time com veteranos (Bird, McHale, Parish) e não tinha futuro, eles estavam quase encerrando. Mas e daí?Agora eu ganhei! Acho que vou procurar no Orkut os antigos colegas. Rsrsrsrsrsrsrsrsrs

Alessandro disse...

Galera...

Eu juro...

Não sei se vcs lembram, mas no começo da temporada eu escrevi em uma dessas caxinhas: PODEM DEIXAR O CANECO EM BOSTON...

Pq? Pq tava na cara q o CELTICS seria campeão, um time com KG, Allen e Pierce era uma MAQUINA...

Tres jogadores acostumados a fazer muitos pontos, mas sem ninguem pra ajudar, e agora haviam encontrado os parceiros ideais...

Querer falar de Lakers???

Pq?

Quando Gasol foi melhor q KG? Quando Odom chegou aos calcanhares de KG?
Quem em Los Angeles chega perto de Allen?
Quem em Los Angeleschega perto de Pierce?
Os caras só tme Kobe de All-star, o resto é muito bom, mas não chegam a ser all-star...

E o pior é ver pessoas entendidas do assunto dizer: PISTONS 4X2, e depois LAKERS 4x2 e LAKERS 4x1...

Ta zuando com a minha cara....

Esperei muito este momento...

CHUPA BANDO DE SOFREDORES...

SÓ PQ VCS TORCEM PRO CHICAGO E ELE SEM MJ NÃO É NADA VCS TEM INVEJA DA GENTE...

Renato disse...

Sobre o jogo de ontem:

* James Posey foi o melhor jogador do Boston, seguido de perto pelo Kevin Garnett e o Rajon Rondo. Jogou absolutamente um BOLÃO, marcando individualmente o Kobe Bryant e dando conta do recado. Quantos caras na NBA são capazes disso, e ainda por cima contribuir no ataque como ele fez?

* O VILÃO dos Lakers pra mim se chama Pau Gasol. Não jogou nada, uma decepção, não tem força física pra trombar no garrafão e foi intimidado pelos pivôs do Celtics (que também não são essas coisas em tamanho)


Sobre a série final:

* Phil Jackson é um gênio. Como conseguiu levar este time as finais, não faço idéia. O elenco é muito fraco fora Bryant, Gasol (com limitações) e Fisher. Mesmo Lamar Odom tem limitações sérias. E o resto todo seria "esquenta-banco" em qualquer outro time da liga, se tanto. O homem é um gênio.

* Paul Pierce é subestimado. O homem é um monstro, não tem coisa que ele não saiba fazer - penetrar, girar, trombar, chutar de fora, defender, fora a raça. Não tem tanta capacidade atlética como um Kobe Bryant mas é cracaço. Aliás, deu conta do Kobe Bryant sozinho nessas finais também. Acabo de nomeá-lo um dos meus jogadores preferidos na NBA, junto com o Manu Ginobili, que é outro mais ou menos da mesma fôrma que o Paul Pierce.

* Kevin Garnett é superestimado. Nesta última partida jogou o fino, é verdade, mas porque fez o que nunca faz - atacou o aro em vez de ficar chutando bola desnecessariamente a 6 metros de distância da cesta. Na defesa o cara é fera, mas tem menos presença física que um Kendrick Perkins, por exemplo. Kevin Garnett é citado como o grande diferencial deste time do Boston, mas na verdade Paul Pierce é que é o cara.

* Kendrick Perkins, Ray Allen, PJ Brown, James Posey, Derek Fisher: "profiça". Os caras são profissionais, a conduta e o esforço dos caras em quadra são uma beleza de ver. Sem máscara, sempre dando o máximo na defesa e no ataque, jogando com o coração, executando os fundamentos sem cortar caminho. Uma beleza. Kobe Bryant podia aprender um pouquinho.

* É sempre um prazer escutar os comentário do Zé Boquinha, é impressionante o que o cara entende de basquete. Abre a boca 4 vezes por jogo, mas sempre pra ir direto no ponto nevrálgico. O Agra vai bem mas o Zé Boquinha é muito craque.

* Pra fechar, Charley Rosen do FoxSports, o melhor colunista de basquete da rede (sorry Rodrigo :) ):

"For a player who is universally celebrated as being the best hooper on the planet (and rightly so), Kobe was the sixth-best player in Game 6 — behind Garnett, Allen, Pierce, Rondo and Posey. One-against-five is always a losing equation.

Even so, the Lakers also deserve credit for surviving the Western Conference playoffs so easily. The latest finals competition between Los Angeles and Boston was certainly in the continuum of previous matchups between these two storied franchises in that, no matter which team happened to win in any given season, power always triumphed over finesse — and great defense always overcame great offense.

So it is, was, and always will be."

Anônimo disse...

Ganhou o melhor time, sobre um time em jovem que pode melhorar ainda.

Todos falam dos craques:

Garnett: 6 jogos com Double Double, o que é isso? Craque....
Ray Allen: espetacular, com os tiros certeiros.
Pierce: Foi um monstro nas finais, jogou tudo.

Mas ainda acho que o grande diferencial dessa final, foi a vontade de um time. O Celtics como um todo foi impressionante, os caras queriam o titulo acima de tudo, a entrega dos titulares e reservas foi espetacular.

Ai fica impossivel: Um Timaço com muita vontade de ganhar = Titulo.

Abs

Alexandre Reis

Igor disse...

Título muito merecido, esses 3 mereciam muito!

PP é o cara!

Tati41 disse...

Menino, que jogo! Tudo bem que dormi por alguns minutos no último quarto, mas deu pra ver a comemoração..rs.
Gostei do Rondo jogando. O cara é esperto e vai virar um grande armador ainda.
Bjos, Rodrigo!

Marexal disse...

Muito merecido o título de MVP pro Pierce. Pelo menos um título vai pra Los Angeles, é isso mesmo, Paul Pierce, nasceu em Los Angeles e se criou vendo Magic Johnson e jogando nas quadras externas do antigo fórum de "Inglewood"(não sei como escreve)... ironia do destino.
A impressão que fica é que tirando o Kobe e comparando os dois plantéis o Boston tem jogadores muito melhores em todas as posições, é quase isso.
Outro cara que foi gigante nessas finais foi o Allen, muitas vezes marcando o kobe no estilo Bowen, fazendo a falta e não deixando chutar, lembro de duas que podiam ter dado anti-desportiva, mas não deram. Em pontos ele manteve o gatilho que o consagrou ao longo da carreira, acabando com média superior a vinte pontos e em duas partidas fazendo mais pontos que o kobe. De quebra ele ontem igualou o recorde de arremessos de três convertidos em finais, foi o que falou o locutor, acho que quem compartilha esse feito com ele é o jordan. Do Garnet não precisa falar nada né, ontem ele tava endiabrado. E o Rondo, acompanhei um final four da NCAA em que ele impressionou pela facilidade com que enterrava, e continuo achando que ele está no mesmo patamar dos outros três, apenas é muito mais jovem. Bom se juntar um pivozão de peso e habilidade, que o Perkins não tem, arrisco a dizer que não tem time no mundo capaz de ganhar desses verdes aí, merecidíssimo!

Marexal disse...

Na verdade o Paul Pierce nasceu em Oaklan e foi pequeno pra Los Angeles, acabo de ler no wikpedia, abraço!

Renato Arêas disse...

Ontem, conversando com um amigo fanático por basquete na academia, ele me disse uma coisa q eu achei muito verdade... O Lakers não teve "sangue nos olhos"... É uma expressão que quase todo mundo conhece, mas prá quem não conhece, é a falta de de vontade de querer alguma coisa... É aquela raça que vc tira do nada... É o que teve Paul Pierce qdo voltou do vestiário machucado. E eu tenho certeza que ele jogou toda a série com dor. Quem é atleta, sabe oq é ter sangue nos olhos. E venceu quem mereceu. Quem teve raça, força de vontade. Eu, muitas vezes aquí, defendí o Lakers, com unhas e dentes, apredejei o elenco dos Celtics, e agora sou obrigado, e aceita essa obrigação com todo o gosto, de ver o Celtics campeão. A vontade de ganhar, a gana q tiveram todos os jogadores dos Celtics quem causaram inveja...rs... Queria que meu time handebol aquí que jogo aquí em Jundiaí tivesse metade disso...rs... Enfim, parabéns ao time do Celtics, os verdadeiros campeões...
PS: Tem uma expressão que os americanos usam muito, q é jogar com o coração... E q cai como uma luva sobre o Celtics...

Ricardo "Tio Zeca" Stabolito Jr. disse...

O Celtics chegou mto mais preparado para ser campeão do q o Lakers. E este último jogo foi prova disso.

Em todos os confrontos de Los Angeles, o Celtics saiu atrás de correu contra o prejuízo, alcançando. Neste, a reação do Lakers a disparada dos locais foi deprimente.

Essa série ñ deixa dúvidas: venceu o melhor. E, ironicamente, a série mais fácil foi a final. O "fraco" Leste, realmente, foi um desafio mto maior para o Celtics do q o vencedor do outro lado.

Abraços!

Messo disse...

Celtics Campeão...estão de Parabens...

E eu acertei meu palpite no inicio da temporada =)

Errei o MVP, achava q ia ser o Garnett e foi o Kobe...

felipe disse...

lembrarei desse jogo por muito tempo!!!
como disse o rodrigo, essa defesa foi algo assustador!!!
tomara que a nossa seleção tenha visto o jogo, pq foi uma verdaddeira aula de como se jogar, tanto na defesa quanto no ataque!!!

Pierce MVP merecido!!!

lances engraçados e emocionantes:
*banho de gatorade de Pierce em Doc Rivers!!!
*abraço de Bill Russell em KG!!!
*KG beijando o chão do ginásio!!!

vão entrar pra historia!!!
e Pierce provavelmente terá a camisa no teto do ginásio!!!


www.nba-etc-etal.com
www.ny-knicks-brasil.blogspot.com

Net Esportes disse...

Título mais do que merecido ao Boston por toda a campanha na temporada........... o que faltou ao Kobe foi ter o Shaq ao seu lado !!!!!!!!!

http://netesporte.blogspot.com/

Osama Lakers disse...

que vergonha!

Anônimo disse...

tirando o primeiro quarto, nem deu pra saída.

boston foi demais.

parece que chegou a hora de acabar com esse mito do wild west, não?

acho que o pistons bateria quase tão fácil nos lakers, e se bobear até cleveland...

SANDROSAMPA disse...

O título foi merecido começando pelo trabalho coletivo da equipe do Boston.
E até estranho falar isso de um time com 3 opções individuais tão evidentes como Pierce, Ray Allen e Garnet.
Ocorre que não bastaria aos Celtics ter essas 3 estrelas se o restnate do time não fosse encaixado num esquema de jogo em conjunto.

O Boston foi além disso, estabeleceu um ajuste defensivo envolvendo todo elenco inclusive os 3 melhores jogadores, tnato que um deles , Garnet foi escolhido o melhor jogador defensivo;
Pierce foi incubido de marcar o melhor jogador da LIga no caso de Lebron no confronto cntra o Cavs
Contra o Lakers essa função foi do Ray Allen diante do MVP kObe;
Desse modo o mérito defensivo inclui inclusive a estrelas do time , claro com participação defensiva do do banco e de todos os outros jogadores titulares.

E o melhor foi que, exceto em alguns jogos, ver o Boston não se tornou monótono pois, além da defesa acima ressaltada, as opções ofensivas eram inúmeras;

Nessa final inclusive o Boston pôde contar com a cobertura de um estrla para outra, quando Pierce começava o jogo mal, Garnet atuava melhor, e assim por diante.
E isso com 3 opções diferentes
Ou seja,os Celtics tinha opções em todos os sentidos;
E quando duas ou as 3 estrelas atuavam bem ficava difcil o Celtics ser superado , daí a camapanha na temporada regualar e cuminou a apresnetação definitva de ontem e com título.
E detalhe importante jogando contra um grande time, como o Lakers, relativamente experiente, que para muitos er ao favorito, com um tecnico como Phil Jackosn.

Bem, essa é minha análise sobte o título do Boston.

Abraços

Artur disse...

Titulo merecido do Boston. Fiquei muito feliz, embora eu achasse que o Lakers ia ganhar... mas prefiro ser feliz, do que ter razao!

Paul Pierce nao era subestimado. Eh que nessas finais, ele se tornou um monstro. Jogou demais MESMO.

O Celtics quis mais o titulo. Todos os jogadores se entregaram demais. E o lindo eh que o time foi meticulosamente montado para isso: jogadores experientes, com carater e profissionalismo.

Phil Jackson, uma decepcao. A apatia do time eh reflexo do seu treinador. Acho que ele nao se levantou UMA vez do banco e nao pediu um timeout decente no jogo todo. Foi humilhado durante toda a serie, que so nao terminou em 4 x 0 por detalhes.

Pra mim, o melhor do jogo de ontem foi Ray Allen. Rondo e Posey foram espetaculares tbm.

KG fez sua melhor partida na serie. Se tivesse feito isso durante todo o playoff, o titulo teria sido menos sofrido.

Agora, nao posso deixar de comentar sobre o que foi dito aqui sobre o Ze Boquinha. O cara eh um coitado. Era legal ve-lo comentando o Paulistao da A2, falando dos times do interior, etc. Basquete nao da. Nao suporto os caras da ESPN. Todo jogo vejo no SAP, sem pestanejar.

Aos torcedores do Lakers, resta a proxima temporada com a volta de Bynum, um time mais entrosado e uma boa posicao de cap space e contratos para trazer otimos reforcos!

Abracos, Artur - artur@disqueteira.com.br

Renato disse...

O "coitado" José Roberto Lux é o 3o técnico com mais partidas dirigidas no campeonato nacional de basquete.

São 319 partidas, com um retrospecto de 196-123 (.614).

À frente dele em número de partidas estão Hélio Rubens (566 jogos, .706 % vitórias) e Ênio Vecchi (351 jogos, .478 % vitórias).

Realmente o cara é um coitado, não entende nada de basquetebol.

Pedro disse...

E tinha comentarista que dizia que o Leste era um deserto de talento com times fracos...só resta dizer: menos um.

Chicão disse...

Na boa...
mais responsável que o Danny Ainge pela virada é o Kevin McHale... AHuhauHAUhAU

Desistir do pacote oferecido pelo GS em troca do Garnett pra ficar com a turma que o Boston entregou é brincadeira!!!
Só pode ser camaradagem com o antigo clube... HAuHauhAiJAiOPJ!

Abraços!!!

leonel disse...

Mas o Boston tem mais tradição.

Aquela frase do Byron Scott (time que não jogou playoff não ganha título no ano seguinte) só vale para time sem camisa e sem torcida fanática.

O Boston tem isso. Tradição, camisa, torcida participante. Faltava um time decente para combinar com isso.

Christian disse...

Para o Minessota o objetivo na troca era receber jogadores jovens e médios no elenco e pensar a longo prazo, aliás o número de jogadores envolvidos foi bastante grande, por isso que o pacote do Boston foi vencedor, incluindo o Al Jeferson bom jogador, jovem e promissor que o Boston envolveu na troca e que fez boa temporada no Minessota. Camaradagem sim foi na troca do Gasol em que o Lakers mandou só baba para Memphis, essa sim uma troca para lá de esquisita o que motivou até críticas e que alguém deveria zelar por uma troca mais justa.

Marexal disse...

Não mesmo! Concordo com o Chicão: o MacHale fez (mais uma) uma ótima jogada para o Boston, podemos sim dizer que ele foi o mentor intelectual do título. O gasol é um cara mediano, no universo da NBA.

Anônimo disse...

Voces estao loucos! como disse o Christian, o Minnesota ganhou Al Jefferson (futuro all star), Ryan Gomes (solido jogador) e 2 picks. O Memphis ganhou 1 chokito, um yakult e 3 graos de feijao.

Christian disse...

Um detalhe um dos jogadores que o Memphis chegou lá e foi dispensado o Aron Mackie, então a troca do Gasol foi por Kwame Brown(enganador) e um calouro. Gasol ser um jogador mediano é um exagero, sua adição tirou o time da disputa por entrar no play-off 9° a 5° posição para lider do Oeste, um jogador mediano não incrementa um time desta forma.

Filipe disse...

Só uma pequena correção: quem desenhou a defesa do Boston foi o assistente Tom Thibodeau, não o Doc Rivers.

Parabéns pelo ótimo site.

Elemento disse...

Antes das finais, Gasol era um grande jogador, "o responsável" pela bela campanha do Lakers, par perfeito para o Kobe, etc. Agora, depois das finais, ele já é apenas mediano... Incrível...