quinta-feira, 5 de junho de 2008

1984 - O PRIMEIRO BIRD x MAGIC


Larry Bird e Magic Johnson / Foto: NBA



Em 1984, já tinha ficado para trás a era dourada de Russell, Chamberlain, Havlicek, West, Cousy, Baylor. Mas Celtics e Lakers estavam na final de novo, desta vez com figuras igualmente históricas: de um lado, Larry Bird; do outro, Magic Johnson. Os dois craques se cruzavam na temporada regular havia quatro anos, mas final é final. E lá estavam eles, para uma série incrível.

Larry Bird e Kareem Abdul-Jabbar / Foto: NBAPoucas horas antes do jogo 1, Kareem Abdul-Jabbar, aos 37 anos, teve crise de enxaqueca. Depois de uma massagem no pescoço e nas costas, o médico do time chegou a repor uma vértebra no lugar. O veterano entrou em quadra e deu um show, com 32 pontos, oito rebotes e cinco passes. Em pleno Garden, Lakers 115-109.

O jogo 2 foi marcado por duas bobeadas de Magic Johnson. Primeiro, ele entendeu errado um pedido do ténico Pat Riley e pediu tempo quando não era para pedir. Na reposição, o Boston roubou a bola e converteu uma bandeja. Em seguida, Magic sequer conseguiu arremessar antes da sirene. Resultado: prorrogação, Celtics 124-121.

Johnson se recuperou na terceira partida, com 21 assistências e uma impressionante vitória por 137-104. Na quarta, o craque voltou a falhar, com dois lances livres desperdiçados e um erro de passe no fim. Mais uma vez, os Celtics forçaram o período extra e venceram por 129-125. Confira o fim eletrizante da prorrogação:



Cedric Maxwell e Kurt Rambis / Foto: NBACom tudo igual na série, foi a vez de Bird. O ala fez 34 pontos no quinto jogo e venceu fácil, por 121-103. Os jogadores dos Lakers reclamaram do calor insuportável no Garden e, de volta ao ar-condicionado do Fórum em LA, empataram o confronto de novo em 3-3.

A partida decisiva contou com mais alguns erros de Magic na reta final. Do outro lado, brilharam Bird (MVP das finais), Dennis Johnson e Robert Parish. Mas ninguém brilhou mais que o ala-pivô Cedric Maxwell (na foto ao lado, com Kurt Rambis): 24 pontos, oito rebotes, oito passes e uma inteligência incrível para criar jogadas. Terminava ali, com um 111-102, mais uma série memorável. O jogo 7 está inteiro no YouTube. Aí vão os últimos 26 segundos, com uma das mais impressionantes cenas de invasão de quadra que eu já vi em toda a minha vida:

4 comentários:

Marexal disse...

Pô só da Boston nessa série, quando é que o Lakers vai ganhar uma?

leonel disse...

Calma, amigo. O Lakers os dois últimos confrontos em finais (85 e 87).

leonel disse...

venceu

Caíça disse...

Na verdade o primeiro Bird x Magic foi ainda na Universidade. Magic pela universidade de Michigan e Bird pela de Indiana. O título do NCAA daquele ano foi para Michigan.