sábado, 28 de junho de 2008

LEANDRINHO: OS VÍDEOS DA PELADA




Na marca de 1:57, Leandrinho aparece fazendo uma jogada na linha
de fundo. Ele dribla o zagueiro duas vezes e chuta forte em cima do goleiro. Na seqüência, salta sobre o adversário e cai se apoiando na perna direita. Ao fundo, a voz de Claudio Reyna analisa o brasileiro: Leandro Barbosa é super rápido, é um atleta espetacular. Ele e o Raja Bell se saíram muito melhor do que eu esperava. São grandes atletas.




Na marca de 1:25, rola aquela cena da foto, que vocês já devem ter visto, com Baron Davis brincando e segurando o brasileiro por trás.

Há alguns outros vídeos da pelada no YouTube, mas não é fácil identificar Leandrinho - até porque ele se parece, de longe, com Raja Bell e Thierry Henry, que estavam atuando no mesmo time.

O ala-armador se defendeu na sexta-feira, em entrevista ao SporTV, alegando que só jogou cinco minutos. No mesmo dia, a revista Slam publicou em seu site um extenso relato da partida, com o seguinte trecho sobre o que aconteceu no campo:

"Nash ganha toda a fama de ser o jogador da NBA que mais tem a ver com o futebol, mas Barbosa chega a ser ridículo. Ele estava jogando a toda velocidade, fazendo truques com dribles e caindo muito pelas pontas. Se o Phoenix Suns não o mandar para o Portland, deveria ao menos dar uma ligada para o São Paulo."

29 comentários:

Anônimo disse...

ihh coisa chata, já deu esse assunto, e americano baba-ovo para qualquer perna de pau brasileiro.

O cara participou de um evento de caridade... se divertiu? claro! usou o joelho? claro. Mas é completamente diferente de treinar todos os dias durante 2 semanas e fazer 6, 7 jogos de basquete pulando mil vezes por jogo...

Acho que estão forçando a barra demais já.

fsilva disse...

Concordo com o anonimo ai de cima (ou embaixo, sei la). O assunto ja deu. E Rodrigo, sempre tao calmo, parece que resolveu lutar pelo basquete brasileiro com unhas e dentes. Ate parece que Leandrinho eh culpado pelo Grego e coisas afins. Vamos deixar o Leandrinho quieto e calmo.

Anônimo disse...

Eu acho que o Leandro, no fundo, não quer participar. Essa coisa do "falem mal de mim, mas falem de mim" é um retrato da situação.

Ele quer aparecer. Melhor se o resultado (evento, mídia, leiam como quiserem) for bom. Quem assiste campeonatos da FIBA? Nos EUA, quase ninguém.

E essa pelada de NY? Muito mais gente, com certeza. Comentários do tipo "Uau, esse Leandrinho é demais" irão reverberar por toda a cidade e país (visto a matéria na SLAM).

Isso rende pro atleta, pro patrocinador e para o Phoenix, que vende mais camisetas (mesmo que indiretamente).

Infelizmente, é tudo uma questão de marketing e os atletas sabem disso, apesar de não assumirem (não são loucos).

Agora chato é ouvir o Caio falando sobre basquete. Cadê o Rodrigo Alves ali na mesa redonda?

"18o no Pré-Olímpico?". Se manca e vai narrar jogos da segundona...

leonel disse...

Não interessa se jogou pouco ou muito. Se o esforço foi leve ou pesado. Ele alegou contusão, não deveria nem fazer um trote atrás de um lançamento.

Eu acharia mais digno se ele chegasse e falasse abertamente que não vai jogar porque não contrataram um técnico americano.

Anônimo disse...

Concordo pelnamente com os amigos, esseassunto já deu. Chega de sensacionalismo!!! O pessoal esqueçe que o Leandrinho foi o unico da Nba a disputar tanto o mundial quanto o pré - olimpico em Las Vegas. É completamente diferente participar de um jogo e treinar duro e jogar jogos pra valer.

Ricardo disse...

Já cansou essa perseguição contra o Leandrinho, imagino a situação dele. Como já disseram, há uma grande diferença entre treinar diariamente, participar de uma competição que classifica um país para as Olimpíadas e jogar uma pelada.

Achei um absurdo o repórter da Sportv perguntar para o Marcelinho Machado o que achava da pelada do Landrinho antes do jogo do Brasil. Nem parece cobertura esportiva, parece mais um programa de fofocas... Não era o assunto relevante naquele momento!

Elemento disse...

É impressionante. O Leandrinho passou de "bastião da humildade" para "apátrida" e "mau caráter" da noite para o dia...

O fato é que o Leandrinho sempre foi aquele, dentre os da NBA, que mais teve disposição para vestir a camisa da seleção. Inclusive foi quem incentivou o Nenê a voltar. Só que tudo tem limites né...

Ele tentou costurar a vinda de um profissional qualificado, na visão dele, para a seleção. Não acho que os dois cotados sejam nenhum Auerbach ou Phil Jackson. Mas pelos menos sabemos quem eles são, de onde vieram. Já o Moncho...

Não estou falando que o Moncho é um mal treinador. Aliás, qualquer um teria de se esforçar muito para ser pior que o anterior. O Moncho pode até funcionar. A questão é que, pela lógica, haveríam outros superiores. Inclusive no Brasil. E olha que eu apoiei a vinda de um extrangeiro.

O Leandrinho previu que não haveriam mudanças significativas e que ele sofreria a maior pressão dentro do grupo, naturalmente. Aí fica complicado, o Grego faz a besteira e ele segura o rojão depois, junto com os outros jogadores. O que ele fez foi lavar as mãos.

Não acredito que foi a melhor decisão. Mas daí dizer que ele é mau caráter ou apátrida...

No meu entendimento, o único erro do Leandrinho foi não ter deixado claro a verdadeira razão pela qual não jogaria. Podería ter exposto o Grego publicamente. Da forma como ele agiu, foi ele quem se expôs.

Todos os jogadores possuem amor pelo Brasil e por suas carreiras também. Tanto os que foram, quanto os que não foram. Ou os que foram estão indo somente por patriotismo? Pra eles é uma grande oportunidade também. E sem a cobrança que o Leandrinho teria. Já disse, num post anterior, que o time que aí está têm mais chance de se classificar, inclusive, sem os jogadores da NBA. Por várias razões...

Eu acho o Marcelinho, por exemplo, mais preocupado com seu desempenho pessoal do que com o grupo. Vejo isso claramente em seu jogo. A diferença entre ele e a Iziane é que ela é mais sincera e honesta, e menos habilidosa politicamente. O lob dela é ruim. O Moncho está operando um milagre ao conter o estilo Kamicaze do Crazy. Vamos ver até onde durará...

Existem muitos interesses por trás de tudo o que está acontecendo. A mídia tem interesses comerciais, o Grego também... E estão acima dos interesses do Basquete brasileiro.

O Grego, aliás, está saindo ileso. Não vi ninguém na Sportv citar o nome dele. Vi somente jogarem uns contra os outros no grupo. Isso vende mais do que uma possível classificação da seleção para as Olimpíadas, inclusive.

O Leandrinho é um ser humano. Ele precisa de um acessor de imprensa melhor, só isso.

eZ disse...

Faço minhas as palavras do Elemento, até antes de falar sobre o Marcelinho :)

Também acho que esse assunto já deu, mas ponha-se na situação do LB.

Ele sabe que o time é fraco e não vai conseguir sair do status de CATADO para TIME em pouco tempo de preparação. Ele sabe que o time não vai se classificar e aí vão cair matando nele. Dizendo que ele é mascarado, que não joga a mesma coisa no time que na NBA, o idiota do Oscar 'queridinho da globo' falando merda como criticou o Nenê no pré olímpico. Mais uma vez, o único problema é o caráter. Mentir sempre dá merda. Ele vai ter que ficar justificando cada um dos seu passos e vai ficar refém dela por um tempão, ao invés de apenas ter mostrado o seu middle-finger para a CBB e se recusar a participar e ser bode expiatório de um fracasso que é 90% certo.

E não é o foco, mas sou fã do Marcelinho. Acho injustas as críticas, pelo menos por enquanto, já que acho que pela primeira vez na história está tendo um técnico na seleção que parece saber utilizá-lo do jeito q tem q ser. Não o acho egoísta, alias, muito pelo contrário. ele pode ser sim nosso 20-5-5 guy.

Anônimo disse...

É verdade, soh pq nao jogará por lesão nao quer dizer q deve andar de cadeira de rodas

Elder Franca disse...

Baba-ovos de plantão, regozijai-vos!!!!! Em setembro, Leandrinho, irá a São Paulo e fará a mesma "pelada" que fez em NY, com NASH e companhia (notícia publicada no UOL ESPORTES/BASQUETE). Sempre disse que ele faz o maior "pouco caso" do Brasil, mas quando fosse para "promover" a NBA, viria aqui, com a "maior cara de pau"! Dito e feito. Deveria se mudar de vez para os EUA. O que fazer aqui, nesse país de 3º mundo, que não tem um basquete que mereça toda a sua "catigoria"????? Marketing, respondo eu!!!! Daqui a pouco irá fazer algum "projeto social"; o que, por sinal, a NBA estimula, em um curso que os novos jogadores fazem quando entram na Liga, pois, como ensinam nesse curso, é uma forma de dedução do Imposto de renda e de MARKETING PESSOAL. Tô fora!!!! Um abraço a todos.

Christian disse...

Será que alguém realmente acha que o George Karl ou outro amigo do Leandrinho iria treinar mesmo a seleção só de favor para ele??? Pera ai, o patamar de salários é outro bem como o desconhecimento do basquete internacional e brasileiro, isso ai não passa de desculpa esfarrapada. Não tiveram comportamento profissional em Las Vegas e continuam não tendo hoje.

Osama Lakers disse...

Elder, desculpe, mas o Leandrinho já se mudou de vez para os EUA - é onde ele mora e onde valorizam todo o seu potencial. Além disso, caso vc não saiba, ele já tem um projeto social - coisa muito séria e importante.

Como diz a sabedoria popular: uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa. Acho que misturar alhos e bugalhos nunca á positivo e parece que o brasileiro continua a ter uma síndrome de falar mal dos compatriotas que têm sucesso fora do país - foi assim com Carmen Miranda, com Tom Jobim e parece ser o caso com o Leandrinho. Lamentável.

Acredito que ele está com problemas no joelho e tb acho que ele não deveria ter participado da pelada pq pegou mal - "não basta que a mulher de Cesar seja virtuosa - ela precisa parecer virtuosa".

Anônimo disse...

Pessoal ... pera aí... a pelada foi realizada por uma causa nobre... muito mais nobre do que ajudar uma equipe a disputar uma olimpiada ... trata-se de pessoas, que precisam de uma ajuda pra sobreviver.... trata-se de vidas!!!
Vamos parar com esse sensacionalisamos e egoísmo... senão não querem acreditar que o Leandrinho está mesmo com um problema no joelho. Acreditem que o sacrifício foi feito com a finalidade de coletar dinheiro para pessoas que precisam e que correm risco de morte....

Anônimo disse...

quem quiser defender ele defenda

mais eu naum defendo falta vontade mesmo


porto rico vai completo para o pre-olimpico

com arroio,ayuso,daniel santiago q volta ao time e principalmente BAREA Q MESMO SEM CONTRATO VAI CORRER O RISCO DE NAUM TER SEGURO E VAI JOGAR POR PORTO RICO E LEMBRANDO Q DEVIDO AOS SEUS PAI SEREM ESPANHOIS ELE RECUSOU EM DEFENDER A SELEÇÃO ESPANHOLA PARA JOGAR POR PORTO RICO

ESSA É A DIFERENÇA DE UNS PARA OUTROS

Arecoclas disse...

Por essas e outras que nunca mais vencemos Porto Rico titular... Arroyo e Ayuso estão invictos contra o Brasil...

Elemento disse...

Tudo bem Ez, torço para que você esteja certo e que o Marcelinho queime a minha língua. Se isto acontecer não terei nenhum problema em admitir aqui...

Elder Franca disse...

Pois é. Realmente, não misturemos alhos com bugalhos. Sempre achei o lado mais positivo na NBA o fato de que lá os ídolos são lembrados e são encorajados a serem "role models". É importante. Mas não considero Leandrinho um Ídolo. Como sempre achei e falei aqui, considero-o um o jogador mediano (não espetacular) que poderia, se quiser, virar um ídolo, pelo exemplo. Não quis e não o fez! Acho legítimo as pessoa que gostam do Leandrinho virem aqui e o defenderem; da mesma forma que acho legítimo eu expressar a minha opinião aqui. Só acho que ele está com complexo de "cucaracho". Olha, não vou culpá-lo por seguir ordens da NBA ou de seu time, é quem paga seus salários, isso é óbvio, mas se quisesse ele poderia ter peitado sim a NBA, asim como fez alguns jogadores e seria bonito, isso, sim, me faria orgulhar dele. Teria brio, opinião, e, com certeza, se é o super-jogador que todos falam aqui, a NBA e seu time o perdoaria, deixaria jogar, assim como aconteceu com o LEBRON, KOBE, HOWARD, etc. Apesar de ganhar milhões de dólares, o Leandrinho está, como disse, com esse "complexo de cucaracho", se comportando como um imigrante ilegal que está lá "de favor" e sempre obediente ao seu patrão. Não se Iludam se daqui um tempo a NBA for fazer um vídeo institucional e colocá-lo nas ruas do México e chamá-lo de "Pancho". Para eles somos todos iguais. O pior é que o Leandrinho deve achar isso tb. Um abraço a todos.

Anônimo disse...

Os comentarios do colega acima sao infundaveis haja visto que o Leandrinho peitou a NBA quando ele sofreu cirurgia no seu cutuvelo antes do pre-olimpico de Las Vegas, para representar o Brasil no torneio.E o fez.MAS ISSO NINGUEM LEMBRA, a ordem e vamos crucificar o Leandrinho.

Ahhhhh faca me o favor....

Anônimo disse...

29/6/2008- 15:11
Nash defende Leandrinho, mas admite: 'Os clubes nos pagam'

Preocupado com a repercussão negativa da participação do amigo Leandrinho em sua partida de futebol beneficente, o armador canadense Steve Nash conversou, na tarde deste domingo através de uma teleconferência, com a imprensa para explicar as razões do brasileiro em jogar em Chinatown. Confira os principais trechos:

PARTICIPAÇÃO NA PARTIDA BENEFICENTE

“Sinceramente, acredito que comparar uma partida de futebol beneficente com dois meses de treinamento duro em uma quadra de basquete seja uma imensa bobagem. O Leandrinho jogou por 15 ou 20 minutos, a meia velocidade, e, assim como eu, que tenho um problema no tornozelo, estava amparado pelos médicos do Phoenix, que vieram a New York e nos liberaram para brincar apenas. Acho que as pessoas precisam parar de comparar situações completamente diferentes. Devemos ver as coisas objetivamente: Leandro esteve lá por uma causa social, e não consigo entender o porquê de tanta reação negativa do Brasil. Por isso não considero, como muitos de vocês estão falando, que o momento da participação dele no futebol tenha sido inadequado”.

REAÇÃO DO LEANDRINHO

“Acho que ninguém tem mais amor em defender o seu país do que o Leandrinho tem pelo Brasil. Falei com ele quando do resultado do exame, em Phoenix, e ele estava muito triste. Ele quer jogar pela seleção, mas sabe que precisa se cuidar neste momento. A situação é bem clara: ele se cuida agora, porque se atuar do jeito que está, agravará a lesão e será prejudicial para o futuro da sua carreira”.

PRESSÃO DOS CLUBES DA NBA E DA TORCIDA BRASILEIRA


“Jogamos muitas partidas lesionados e sinto que sempre tenho um problema de lesão quando estou atuando. E é infeliz, porque o time paga o seu salário. Infelizmente, a seleção nacional não paga o seu salário. Embora você sempre ame seu país e queira jogar por ele, você tem de pensar na sua família, no seu salário e em sua responsabilidade ao seu time, pois ele está pagando a conta. É triste que seja desse jeito, pois acho que se todos tivéssemos escolha, iríamos jogar pelo nosso país antes. Mas não é desse assim, não há esse dinheiro no basquete internacional para se construir uma carreira, então você precisa ir aonde sua carreira o leva. Na NBA, nós temos uma oportunidade inacreditável para todas as nossas famílias. Eu simplesmente não entendo porque os fãs brasileiros estão tão chateados assim. Não faz o menor sentido”.

ASTROS QUE ATUAM POR SEUS PAÍSES MESMO MACHUCADOS

“Sei que tanto o Dirk (Nowtizki, da Alemanha) e o Manu Ginóbili vinham com problemas físicos, mas pelo que falei com o Dirk, ele já está recuperado e sua condição física não traz problema algum para o andamento da sua carreira na NBA, ao contrário do Leandrinho. O que ele tem nos joelhos é algo sério, e que precisa ser tratado para que ele defenda as cores do Phoenix na próxima temporada e as da seleção brasileira em um futuro próximo. Eu, por exemplo, deixei de atuar pela seleção do Canadá depois de 10 anos porque senti que após quase 100 jogos na liga americana eu não teria mais capacidade física para desempenhar o mesmo papel pelo meu país

Elder Franca disse...

Legal, pois é, tava vendo hoje no SPORTSCENTER americano que o DWIGHT HOWARD luta (isso mesmo, luta!!!) contra o tempo para se recuperar para jogar as olímpiadas. Questão de vontade, não é? O Nash é outro que não pode falar sobre defender o seu país, pois constantemente está "machucado" ou indisposto ou tem que se recuperar para a próxima temporada. Mas bela atitude a dele em falar claramente que é isso, que tem que se recuperar para a próxima temporada, por isso não joga, pois depende dos seu salário. Ponto para ele, foi sincero. Outra coisa é o Leandrinho que não falou que era para descansar, falou que era pq tinha se machucado. Olha, com a devida licença em discordar daqueles que concordam com a tese do machucado, qualquer peladinha por mais inocente que seja, tem seu grau de risco e para uma pessoa que disse que iria se resguardar para tratar o "machucado" foi erradíssimo ter feito isso. Eu, por exemplo, já torci meu pé quando tava "brincando" (a palavra certa é esta: brincando) com meu sobrinho de tênis, escorreguei na bola e torci o pé (feio!). Então, para um cara que estava com tanto medo de se machucar e tinha que se resguardar... Vi uma imagem que vai ilustrar o que eu sempre falo: Tava vendo um documentário sobre as Olímpiadas e, especialmente, estavam falando nesse bloco sobre o MICHAEL JONHSON (corredor dos 200 e 400 mts). Pois bem, nas Olímpiadas de Barcelona por motivos de saúde, tinha perdido a chance de ganhar o ouro olímpico, mas já era um corredor consagrado. Chegaram as Olímpiadas de Atlanta e ele (mais consagrado ainda!) falou que ficou com medo de nãoconseguir, por mais consagrado que fosse, por mais rico e com todos os contratos com a NIKE, que tivesse, ficou com medo de não conseguir o ouro Olímpico, fois para os 400 e ganhou,mas tinha ainda os 200 que eram seu objetivo principal; largou. Dá para ver o momento em que ele se lesiona, logo no início da corrida, mesmo assim, dizendo ele que superou a dor, pois era a chance de entrar para a história. Continuou com dor e tudo. resultado, mais uma meddalha de ouro e a quebra do recorde mundial. Quando tocaram o Hino ele chorava copiosamente. Detalhe ele era de uma família pobre, conseguiu subir na vida com esforço e através do esporte (ficando rico com isso), mas o ouro olímpico (ou mesmo a participação em uma Olímpiada) e algo único. Ídolos são coisas difíceis de se encontrar hoje em dia. Um abraço a todos.
Obs.: Este será meuúltimo post sobre o assunto.

iuri disse...

olha, é compreensível a situação do leandrinho, já que o time dele faz pressão pra não ir, mas é perceptível a má vontade dele de jogar no brasil, uma hora fala que tá lesionado, que não pode fazer nada, aí uma hora aparece jogando futebol com os amiguinhos americanos dele?

e falaram que o rodrigo alves tá perseguindo ele, eu discordo, porque está certo em notíciar isso, como forma de cobrar do jogador.

Anônimo disse...

Eu queria saber sicneramente se não era o caso daquele Venezuelano que claramente agrediu o baby no final do jogo não vai sofrer nenhuma punição? Inacreditável, nã otem como a CBB encaminhar nenhum processo contra ele na FIBA? ... isso era passível até do cara ter sido pela própria polícia do estádio por agressão q absurdo, pela imagem fica absolutamente claro que o cara teve toda a má intenção do mundo de acertar a cabeça do Baby.

Anônimo disse...

Caros Leitores

A melhor maneira de se entender uma atitude,uma situacao, ao meu ver ainda e se colocando na posicao do cara.Mas no momento em que a gente se coloca na posicao do envolvido na polemica, tem que se fazer um retrocesso porque uma coisa pucha a outra.Nos nao podemos julgar apenas por aquilo que esta sendo visto,ou crucificar o cara por atitudes de duas semanas.Mas se assim for gostaria que o julgamento fosse justo e que todos levassem em conta tudo o que o cara fez nos ultimos 5 anos de selecaoou tentou fazer, porque nao e facil julgar.Nao deve ser facil ser Deus, ser justo preciso no falar e no julgar e dar o peso certo e a quantia certa de julgamento e recompensa para cada integrante desta face da terra.

Anônimo disse...

MAIS UMA PALHAÇADA DO CARA !
DENTRO DO PREVISTO POR MUITOS...

Elemento disse...

Bom, se o Leandrinho é apenas mediano, então não fará falta, não é mesmo? Dizer que ele é mediano é a maior falta de respeito possível com os jogadores que disputarão o pré mundial, na minha opinião. Eles são o que então?

Daqui a um tempo o Leandrinho atende uma convocação de novo e vira rei novamente. Super humilde, talentoso... Atualmente, ele é um insignificante mediano, que "optou" por não ser um ídolo (?)...

Nem uma coisa, nem outra né... O Leandrinho é um ser humano.

A grande questão, na minha opinião, que passa batida nos comentários aqui e nas matérias da imprensa brasileira em geral, é o Grego e sua gestão à frente da CBB. Não fosse isso, nada disto estaria em discussão.

Elemento disse...

No último pré, o das Américas, o debate era: o Valtinho errou, o Leandrinho errou, o Nenê não jogou, o Nezinho pra lá, o Marquinhos pra cá... O Grego, esse saiu ileso...

Este é o cenário que vai se configurando novamente né. É sempre um problema pessoal dos jogadores...

Ninguém lembra que houveram meses para definir uma comissão técnica, e o Grego esperou até a última hora para fazer a lambança que fez...

Será que isso foi positivo?

E a vinda do Moncho no último momento, com problemas de visto e tudo mais...

Ninguém fala da politicagem?

Já vi este filme antes...

Anônimo disse...

tem comentarios aqui que sao ridiculos. INVEJA PURA! nao podem aceitar o sucesso do cara no exterior. o cara decide o que eh melhor para ele nao para os fofoqueiors de plantao. alguem decide a vida de voces. paga as contas de voces se nao puderem trabalhar? estou seguro que nao! entao calem a boca antes de ficarem julgando o que o leandro faz ou deixa de fazer. cuidem das suas vidas e ele cuidara da dele.. simples.. viva e deixe viver!

Anônimo disse...

Problema é que cada um tem sua opinião. Se o LB tem o direito de fazer o que quiser, todos aqui tem direito de fazer tb o que quiserem e expressarem sua opinião do jeito que bem entendem. Viva e deixe viver. Eu tb não não concordo com a atitude do LB e é isso que estamos discutindo. Ele tem o direito de fazer o que bem entende da vida dele. Estamos aqui, neste fórum de discussões, para isso, discutir.

Pedro Sérgio

Anônimo disse...

todo mundo metendo o pau no Leandrinho...mas se ele joga o pre olimpico, agrava sua contusao, o Brasil nao faz o milagre de classificar, e ele fica com o joelho "bichado" e ai? alguem vai contratar o Leandrinho?? Atleta quando esta com contusao tem q pensar nele primeiro, se tem planos pra jogar por muito tempo...a nao ser q ta no final de carreira, ai vale o esforco heroico, perder a perna...