domingo, 15 de junho de 2008

MICAELA, RAVIOLI E CANTORIA


Micaela / Foto: CBB

Em Atenas, Micaela bateu na trave. Com uma grave lesão no pé direito, a ala ficou fora do grupo que foi às Olimpíadas. Quatro anos depois, por ironia, caiu nas mãos dela o papel de liderar a seleção no jogo contra as cubanas, que valia vaga em Pequim. Na hora de cobrar os lances livres decisivos, o filme triste do passado não voltou à cabeça. "Só falei: Deus, esse
é pro Senhor, e arremessei a bola". A bola caiu, a seleção se classificou, e Micaela agora é só felicidade. Após o jantar de comemoração em Madri, com direito a ravioli e cantoria, ela falou por telefone com o Rebote.

- REBOTE - E aí, como foi a festa?
- MICAELA - Nossa, muito bom! Fomos jantar num restaurante. Algumas comeram pizza, eu comi um ravioli. Nós cantamos, nos divertimos, todo mundo está muito feliz. O que aconteceu foi muito importante para nós. Não podíamos ficar fora da Olimpíada.

Festa do Brasil / Foto: CBB- Já está pensando na China?
- Quando acabou o jogo e a gente entrou no ônibus, já vieram trazer a definição dos grupos na primeira fase. Nossa chave é dificílima, mas eu nem quis olhar direito. Apenas disse: "Vamos comer porque
eu estou morrendo de fome, depois a gente vê isso" (risos).

- Você fez aniversário na quinta-feira, mas nem conseguiu comemorar direito por causa da derrota para a Bielorrússia e a crise com a Iziane. Agora, com a vaga garantida, a festa está completa?
- A Kelly me deu um bolo, foi bem legal, mas não tinha muito clima para comemorar na sexta. A gente passou por um momento muito difícil, e o que aconteceu tornou essa nossa vitória ainda melhor. Outra coisa muito legal foi que o Ronaldo e o Milton, professores que me ensinaram a jogar basquete em Miracema, vieram a Madri para festejar o aniversário comigo e ver os jogos.

12 comentários:

Marcelo Marques disse...

já pensando no masculino

li num jornal de phoenix q sairam os exames do leandrinho

e naum constaram nda e ai sera q ele vem?

eu acho q naum

Renato disse...

A Micaela é um talento especial que precisa ser trabalhado com carinho e visão estratégica pelo Bassul no longo prazo.

Ela já é a melhor jogadora do Brasil (*) e só tem a melhorar.

Sua capacidade atlética e a sua explosão são muito superiores às da grande maioria das jogadoras que vi neste pré-olímpico.

Quando ela dispara e salta, parece que o resto do jogo está em câmera lenta.

No entanto, ela parece ainda não ter controle total sobre toda esta capacidade, muitas vezes se precipitando, forçando algumas bolas.

Para corrigir isso é questão de trabalhar os fundamentos incansavelmente. Nada que exija técnicas de outro planeta, basta humildade e dedicação constante, no dia-a-dia do clube e da seleção.

Se ela estiver disposta a isso, e for bem acompanhada, pode virar uma das melhores jogadoras do mundo, escrevam o que eu estou dizendo.



(*) descontando "aquela-que-não-ouso-dizer-o-nome", que parece não estar interessada nesse negócio de seleção mesmo...

David Abreu Pereira disse...

Sei que talvez não seja o tópico apropriado, mas alguém sabe se os treinos do masculino no Maracananzinho são abertos?

Alexandre Estefan disse...

Amigos, hoje eu vi o nível que nosso basquete se encontra, a forma que comemorei a classificação para Pequim foi maior do que um título do Flamengo ou alguma Copa do Mundo de futebol, e fiquei sem ter como explicar a namorada o motivo das lágrimas, essa vitória me emocionou, não pelo lindo basquete ou pela dificuldade.. mas uma derrota hoje poderia decretar de vez a morte do basquete no Brasil (se é que já não morreu), e olha que nem sou de assistir basquete feminino..
Parabéns as meninas, ao Bassul, e a torcida presente! Rumo a Medalha.
Falando em medalha.. gostei do grupo em que o Brasil caiu, adversários fortes e que darão experiência a esse grupo.

Rodrigo Alves disse...

Teoricamente os treinos são fechados ao público, David. Mas vira e mexe aparece alguém lá para ver. Acho que vale a tentativa, explicando com jeitinho para quem estiver na porta. Abraços!

Rodrigo Alves disse...

Marcelo, em qual jornal de Phoenix você leu isso? Não encontrei nada ainda.

Pelo papo que tive com a mãe do Leandrinho, é quase impossível que ele esteja no Brasil na segunda-feira. Vamos ver.

Abraços!

Fábio_Fortal disse...

Para que chorar por uma (pseudo) "estrela" se temos uma constelação de guerreiras... desde os tempos de Hortência e Paula que não me empolgava tanto com uma seleção feminina. E desculpem o trocadilho, mas a Micaela foi brilhante.

David disse...

Valeu Rodrigo. Agora abusando um pouco, você sabe os horários dos treinos de terça-feira 16/6?
No site da CBB só tem os horários dos treinos até segunda, e na terça estarei no RJ e com tempo livre justamente nos horários que o Brasil vinha treinando.

Rodrigo Alves disse...

Não sei David, na verdade acho que nem eles sabem ainda. Mas vou confirmar amanhã à tarde. Abraços!

Anônimo disse...

Ela tem um porte fisico bom mesmo pro basquete, bem atletica, rápida... mas ela ainda tem que jogar com um pouco mais de cabeça, as vezes vai que nem uma louca pra cesta. Mas tem potencial pra melhorar e se tornar uma grande jogadora ainda, apesar da idade. Fez uma linda partida hoje e tá de parabéns, tomara que ela só cresça como jogadora e pessoa.

abraços

Rodrigo Afonso disse...

O Brasil caiu em um grupo difícil, com Letônia, Bielorússia, Coréia, Austrália e Rússia. Para passar para as quartas com uma boa colocação, tem que mostrar a mesma aplicação defensiva que mostrou contra a Espanha e melhorar a distribuição de jogo e as jogadas de ataque. Espero que a chega de Érika traga ao time o upgrade no garrafão do qual precisamos. Mas temos que contar com a Érika em forma. E a Kelly tem que aproveitar esses quase dois meses antes da estréia no jogo para também entrar em forma e ganhar agilidade.

Fiel disse...

Sempre achei que a Micaela iria estourar, parece mesmo ter muito talento, falta talvez mais confiança e uma 'lapidação'.
Em tempo, tb fiquei emocionado com a vontade das meninas, torci pra caramba tb, ainda mais com a saida da mala da iziane, elas mereciam vencer sem contar com a "estrelona".
Comemoração digna e merecida !