domingo, 1 de junho de 2008

1962 - O PRIMEIRO DUELO ÉPICO



Havlicek e Auerbach seguram a taça após a grande final de sete jogos



A segunda final entre Celtics e Lakers, em 1962, já consolidou
o tom épico da rivalidade. O Boston perseguia seu quarto título seguido, enquanto o time de Los Angeles vinha forte após uma temporada fantástica, com os jovens craques Elgin Baylor e Jerry West. Baylor, aliás, foi convocado para o Exército e, durante a fase regular, só conseguia jogar nos fins de semana. Como era apenas um suplente nas Forças Armadas, o ala chegava tinindo para as partidas, e acabou o ano com média de 38.3 pontos.

Após uma vitória para cada lado no Garden, a final migrou para Los Angeles e viu seu primeiro momento mágico: Sam Jones vai repor a bola, mas West rouba, parte para a bandeja e garante a incrível vitória no último segundo. Nunca viu? Então veja agora:



A vingança dos Celtics veio no jogo 4, empatando a série de novo. Só que, na volta para Boston, Baylor fez história. O craque anotou 61 pontos (um recorde em finais até hoje) e pegou 22 rebotes. Ah, você também não tinha visto essa? Pois divirta-se:



Mas os verdes não estavam dispostos a entregar a série e voltaram a vencer na casa do rival. Com o 3-3, o jogo 7, em 16
de abril de 1962, foi antológico. Frank Selvy teve a chance de encerrar a dinastia, mas errou um arremesso no fim do quarto período. O rebote ficou com Russel, que pegou 40 naquela noite, e os Celtics venceram na prorrogação por 110-107.

2 comentários:

leonel disse...

Rodrigo, a primeira vez que deram o título de MVP nas finais foi em 1969 e não em 1962.

Foi West, mesmo perdendo a série para o Boston. Você sóerrou o ano.

Rodrigo Alves disse...

Tem razão, Leonel, troquei as bolas. Abraço!