sexta-feira, 6 de junho de 2008

NENÊ FORA DO PRÉ-OLÍMPICO




Podem colocar mais um na lista. A assessoria do pivô Nenê informa que ele pediu dispensa da seleção e não vai disputar o Pré-Olímpico de Atenas. O ortopedista-chefe do Denver Nuggets apresentou um relatório dizendo que o atleta brasileiro precisa repousar e manter a seqüência do tratamento nos EUA. Ele tem uma "inflamação no tendão adutor da virilha direita", na região onde foi feita a incisão para a retirada do tumor no testículo.

A fase do nosso basquete é, realmente, inacreditável...

33 comentários:

Anônimo disse...

a casa ta caindo

Anônimo disse...

a casa ta caindo

Marcelo disse...

Fica difícil não pensar em boicote dos jogadores da NBA. Só acho que seria mais honesto por parte dos atletas virem a público e dizerem: "não jogaremos por causa do Grego". Simples assim.

Messo disse...

Concordo com o Marcelo, tem q falar q eh por causa do Greco... quem sabe assim a opinião publica tira essa corja de lah da CBB

igorpuga disse...

eu avisei... precisa juntar 3 pra neguinho começar a entender que não há problema médico e sim má vontade.

Renato disse...

Quando é que algum destes vai ter a honestidade de dizer que não veio porque não quis? Ou porque até queria muito, mas não podia botar em risco a situação com o seu time?

Marcelo Marques disse...

com todo respeito ao nene

na seleção ele nunca jogou nada então por isso não fará falta

como eu disse prefiro uma seleção nota 5 com vontade e raça do q uma nota 7 sem vontade e com jogadores sem interesse

Anônimo disse...

Duvidar da contusão do Nene é no minimo desconhecimento da história recente.
O Nene foi o unico jogador brasileiro que se recusou a jogar com essa direçaõ da CBB, o erro dele foi ter voltado atras de sua decisão.

Abs

Alexandre Reis

jdinis disse...

Minha opinião:

O problema do Nenê não é a administração do basquete braileiro pela CBB. Ele não gostou foi de abandonar o contrato com o Vasco para ir treinar nos EUA e não ter apoio da Confederação. Em relação a CBB é só isso, problema pessoal!

Não existe nada de posicionamento político. Se a CBB tivesse contratado um dos tais técnicos americanos indicados pelos "super astros", ele e o Leandrinho estariam na equipe (e provavelmente seus desafetos não!). Não incluo o Varejão pois entendo que seu caso é realmente de contusão.

Também acho que, ao contrário do Leandrinho, o Nenê faz pouca falta. Ele tem muito marra e poucos resultados na quadra.

Vamos de Tiago, Baby (que para o tipo de jogo dos pivôs europeus - menos "atléticos" que os americanos - quebra o galho), Paulão (se não estiver contundido)e Murilo / J.P. Batista (com toda a moleza, falta de impulsão e disposição - pivôs de fazer "bandejinha" ao invés de "cravar").

É o que temos!

Abços.

Anônimo disse...

Mudando de assunto ...
Parabéns a equipe de Franca pelo título da Supercopa.
Marcelo

Anônimo disse...

Amigo...
Num é porque o cara teve um tumor, que é o mais grave dos problemas médicos, que ele não pode jogar - tanto é que jogou 6 dúzia de jogos no final da temporada do Denver...
Faça-me o favor

Fabiano disse...

Com o time completo já seria difícil chegar nas Olímpiadas, imagina agora, sem nene, leandrinho e varejao.

Huertas
Alex
Guilherme
J.P Batista ou Murilo
Splitter

Com esses 5 será que vai?!

Anônimo disse...

Antes da convocação eu já tinha "pendurado" o cartaz: EU JÁ SABIA!!!

Thiago disse...

Depois que eles viram o grande desempenho do sensacional arremessador compulsivo Marcelinho na final do Nacional, resolveram descansar. Com um monstro daqueles fazendo 40 pontos por jogo, ninguém da NBA precisa ir a Atenas.

[modo ironia: OFF]

Anônimo disse...

Digamos que a CBB tivesse contratado o George Karl. Será que ele iria sair do Denver para ver os jogadores brasileiros pelo mundo?(Nem sei se o Moncho fez isso mas pelo menos ele não tinha nenhum outro compromisso)resumindo ele ia convocar quem o Leandrinho e o Nênê falasse fora que o time do Denve passaou 86 jogos 9 meses de treinamento e o que os comentaristas falavam era que era um time que tinha 2 fora de serie e os 2 disputavam quem fazia mais pontos em quadra. Agora imagina essa tatica no Brasil. Me desculpem esses "astros da NBA" mas eles não são nenhum Dirk, Ginobili ou Nash para ficarmos chorando, o Leandrinho realmente vai fazer falta mas ainda sim se o Alex jogar com sua tradicional raça talvez nem vamos sentir tanta falta assim.

Deixar bem claro que sou contra o Grego mas a seleção é BRASILEIRA. No futebol também temos uma pessoa polemica no poder mas mesmo assim copa do mundo ou até qualquer amistoso está lá a gnt na TV e os melhores do mundo em campo. (kaka que está fugindo a regra agora)

cibele disse...

Concordo com o jdiniz. Não há posicionamento político, boicote.

Nunca que esses caras vão assumir posicionamentos políticos para a melhora do basquete brasileiro. Os caras são impulsionados puramente por interesses pessoais.

Se fosse político, pode crer que eles dariam uma coletiva e falariam. Afinal, boicote só funciona quando pode ser efetivo. E pra ser efetivo, eles tem que criar comoção na imprensa e com o público brasileiro. Ai sim eles falariam.

Mas honestamente, vocês acham que eles estão interessados? O conforto é sempre melhor...e nenhum desses caras tem perfil combativo.

Rafa disse...

boicote? que boicote?
não é nada disso não...é business mesmo!
na NBA e na Europa paga-se fortuna e recebe-se pressão para não jogar.
E no fundo no fundo, eles estão pouco se f*dendo para a seleção.
Só joga aqueles que tem mesmo paixão e que brigam com seus clubes. É o caso do alemão dirk nowitski, do splitter e do manu. (tá bom que este último deu umas fugidas, mas quando importa mesmo ele joga).
Essa é a realidade. Parem de lamentar e criar justificativas!

Anônimo disse...

Vamos lá:

1. A cbb ou algum clube ajudou esses caras aqui ? Muito pelo contrário, Nene quase não draftou porque o Eurico queria uma MULTA!!! Lembram disso ?? Sabe o que a CBB fez pelo cara: NADA

2. Leandrinho ficou sem receber seus últimos salários em Bauru, sabe o que a CBB fez pelo atleta até então ? NADA

Porra, e vcs ficam com esse patriotismo falso também, até no futebol a nike escala os caras...

jdinis disse...

Também acho que os interesses pessoais prevalecem e que o mais importante é o "negócio" (business).

Entretanto, vejamos:

- O Yao Ming é constantemente votado para titular do All Star Game por que realmente merece ou porquê milhões de chineses votam nele? Votariam se fizesse "corpo mole" com a seleção? Os direitos de transmissão e camisas do Houston venderiam bem para os chineses?

- Se você pudesse escolher entre adquirir um pay-per View / comprar uma camisa de jogo entre Tau Cerâmica e Denver, qual escolheria? O jogador brasileiro com quem você se indentifica faria diferença?

É claro que o mercado brasileiro não é tão importante assim no que diz respeito ao marketing, mas com essas "estrelas" nunca será.

Em tempo: Já viram o Giba ganhando dinheiro com comerciais? e o Oscar?

Abços.

cibele disse...

Toda vez que as pessoas discutem sobre isso, a conversa descamba pro "falso patriotismo" das pessoas aqui presentes.

Oras bolas, eu e muitas pessoas daqui só estamos fazendo constatações.

Ninguém aqui tá defendendo a CBB. Mas eu também aqui não vou ficar achando que esses caras são os hérois da resistência...

Anônimo disse...

Se Murilo tiver espaço, não sai mais do time titular! Ae vamos nos classificar sem esses mercenários e na hora do prato principal(Pequim) essa turma vai tá doidinha para participar.
Vamos nos classificar, anotem! E quem estiver na equipe vai estar pq quer jogar, vão ser pura raça, e isso é melhor do que umas "estrelas" com pouca disposição e prendendo bola.
Huertas, Marcelinho Machado, Alex, Murilo e Tiago.
E com Moncho o Marcelinho vai render d+, procurar a melhor jogada, ter paciência e vai nos fazer lembrar de momentos como aquela bola de 3 no estouro do cronômetro contra a Turquia!!!!
E acredito que o Guilherme vai estar em forma dessa vez e vai ajudar bastante.
Ei Dirk, cuidado, Murilo vai acabar contigo.

Alexandre Estefan disse...

E tinha gente que não entendia o pq de tantos jogadores convocados para o garrafão..

Marcus disse...

Na minha opinião, a falta dos jogadores da Nba pode até ser benéfica para a seleção. Prefiro ver a seleção com jogadores que estejam realmente com vontade de somar ao grupo e não alguns que achem ruim o simples fato de ser substituido. Torço para quem sabe o Moncho conseguir fazer uma espécie de "Família Felipão" da copa de 2002 e tornar o time pelo menos mais aguerrido e que saia do Pré-Olimpico pelo menos com a cabeça erguida.

Abraços

SANDROSAMPA disse...

Só estamos vendo consequencias da otima administração do basquete nacional; desunião dos clubes e fraqueza dos jogadores em geral.

-Utopia: Volto a pregar ou se faz um RESET total e começamos do zero
uma estrutura a longo prazo, onde tenhamos substitutos para esses casos.
-Realidade: Dos times de ponta no Brasil hoje quase nenhum dispõe de todas categorias de base a começar dos 10 anos de idade.

-Utopia: Onde tenhamos seleções que se reunam pelo menos os jovens talentos com amistosos para pegar tarimba internacional.
- Realidade: seleção B sem nenhum nexo de futuro ou ligação entre as comissões tecnicas principais

-Utopia:Sem falar numa reestruturação tática que venha desde das categorias de base.Com um tecnico com nova mentalidade de jogo e com competencia para colocá-la em prática não apenas verbalmente
-Realidade: OS tecnicos das nossas seleções são uma sequencia das comissões anteriores, por isso, se negam a criticar o trabalho apontando os erros efetivos, para que pussem ser corrigidos;

-Utopia: Ao inves de um tecnico isolado uma comissão(COM NOVOS NOMES),contando até com algum técnico estrangeiro, com contratos de longo prazo para permitir desenvolver o trabalho coordenado com todas as seleções de diversas categorias.
-Realidade: temos um técnico estrangeiro de competencia reconhecida internacionalmente, mas com um contrato de apenas 2 o 3 meses sem garantia de prosseguir mesmo que classifique para olimpiada;

-Utopia: Fim das divergencias entre os clubes união en torno de um campeonato único , uma liga adminsitrada por eles, sob mera supervisão e chancelaria da CBB, qeu cuidaria da seleções, com amistosos, planos de marketing para trazer grandes eventos ao Brasil , mundiais, NBA , trazendo visibilidade ao esporte.
- Realidade: Dois campeonatos " capengas", onde os torcedores , são iludidos da qualidade, sem renovação dos jogadores, Clubes que não se entendem, pois só querem saber quem exercerá o comando, ou quem será o salvador da pátria do basquete.

Utopia: Ídolos do nosso esporte(INDEPENDENTE DA ÉPOCA) participando da gestão e da condução da direção do esporte, como vemos no exterior: Com Sabonis na lituania, Kukoc, Croacia e Europa, e outros da antiga Ioguslávia e demai paises Europeus,ou como na NBA onde ex-craques se tornam Managers, diretores de times, maioria com qualidade para mexer no esporte que sempre jogaram.

Realidade: Nossos ídolos são defenestados da administração do esporte , por questões políticas, acabam se tronaqndo vilões quando na verdade podeiram fazer parte da solução do nosso esporte.Como foram e são o ex-ídolos do volei, esporte muito menos emocionante que o basquete, que dão exemplo, seja como tecnicos ou como administradores.

NO BRASIL DESEJAR ESSAS COISAS SERÁ SEMPRE UMA ETERNA UTOPIA POIS NOS PERDEMOS EM CRÍTICAS PESSOAIS, ORGULHO, REVANXISMO, FALTA DE HUMILDADE PARA ENXERGAR A REALIDADE QUE SE NÃO FOR MUDADA SÓ TENDE A PIORAR (será é que ainda pode mais).
E não nos enganamos com pessoas, técnicos, clubes e federações que se dizem oposição ,pois já estiveram um dia lá e, quando comiam uma fatia do bolo , tudo era mil maravilhas.
PS - QUANDO JOGADORES se negaram a servir poR causa do Grego e falaram abertamente isso , foram perseguidos de anti patriotas. Isso ocorreu recentemente com o NENE.
Então amigos enquanto não forem enfrentadas as realidades acima e tornadas reais aquelas utopias, utópico será o sonho de qualquer de ver o basquete grande de novo no Brasil, memso sendo o esporte espetacular emocionante e maravavilhoso que é.
Desculpem me prolongar
mas o asunto merece.
Parabens Rodrigo Alves e todos que ainda continuam a militar nesse esporte.
Precisa ser um herói pra não desistir disso.

Elder Franca disse...

Acho estranho quando falam desse negócio de PATRIOTISMO. Sempre quando falam, fazem uma comparação entre a CBB/MÁ (realmente é uma unânimidade, é MÁ mesmo!) e os jogadores/bonzinho. A comparação não é tão preto/branco assim não! Olha, me desculpem os que pensam o contrário, mas esses jogadores não estão jogando por conta da CBB não. Eles tão cansados, tão com compromissos de marketing e tal, ou seja, falta vontade mesmo! Acho que já tem uns três anos (ou mais, me corrijam.) que a NBA na OFF-SEASON traz eventos para o Brasil com jogadores do Brasil (nené, Leandrinho, etc.). Bem, Não é o que eu quero, mas vai acontecer que nós, meros torcedores, vamos acabar perdendo o vínculo com esses jogadores. Não defendem o Brasil, só vem para cá quando tem compromisso oficiais da NBA e de seus patrocinadores pessoais, oras!!! Essas pessoas que falam em PATRIOTISMO, eu pergunto: Por que torcem para NENÉ, LEANDRINHO E VAREJÃO???? É por quê são Gênios da Bola?? Vão estar, daqui a 50 anos entres os novos 50 melhores da NBA???? Por favor!!!! Eu, pelo menos, assim como alguns outros aqui, torcemos por quê são brasileiro, temos vínculos comuns com eles. Repito, se não for por isso, vou torcer para o PAPALOUKAS, KOBE, ETc. Abraços a todos.

Anônimo disse...

torcem porque são trouxas... o leandrinho caga pra todo mundo. nos eua, ninguém é paga pau de jogador, nem de franquia, nego torce pela cidade. idiota aqui só a gente

lisangelo disse...

Respondendo ao jdinis:

Sim, tanto o Oscar quanto o Giba ja fizeram comerciais.
O Oscar fez comercial pro Ourocard "É ouro!", pro AbToner e varios outros. O Giba o ultimo que me lembro, foi um junto com o Bernardinho, em que o tecnico ficava jogando coisas do telhado e o Giba na rua ficava apanhando...

Leandro disse...

Será que dessa vez não classificaremos nenhuma das seleções barasileiras para uma Olimpíada...

bIL disse...

Cabe agora apoiar o grupo que vai, ficar fora de Pequim será mais uma tragédia para o basquete brasileiro. Será que o GREGO não vai se retirar nunca? NÃO É POSSÍVELLLLL!!!! O BASQUETE NACIONAL ESTÁ MORTO!!! SOCORRO FIBA!!! SOCORRO ONU!!!! SOCORRO COMITÊ OLÍMPICO INTERNACIONAL!!!

jdinis disse...

Esclarecendo comentário anterior:

Eu não fui claro quando falei sobre o Giba e Oscar terem feito comercial. Na verdade eu quis dizer que os dois EFETIVAMENTE fizeram comerciais (como disse o lisangelo), enquanto os nossos "craques" atuais do basquete NÃO e, provavelmente nunca farão, pois o basquete não tem o apelo junto ao grande público que já teve. Com o desprezo que os nossos NBA mostram pela seleção fica mais difícil retornar aos bons tempos.

Abços.

Ronei disse...

HUhauhauhauahuahuahuam,


Ai Rodrigo,


bem que eu disse no post do Leandrinho, que quando isso acontecer os comentários seriam esses!!!!


Totalmente previsivel!!!


Só mais uma coisa! Fico ao lado dos jogadores ao inves da seleção, esse é o meu ponto.

Quitei!!!!

Osama Lakers disse...

Ontem assisti o "Juca entrevista" e o Leandrinho deixou beeeeem claro que gostaria de defender a seleção, mas que precisava fazer uns exames.

Olha, se ele estava mentindo, mereceria um Oscar pela atuação - por isso, acho que ele falou a verdade e que precisa tratar da saúde.

Além do mais, disse que não recebeu esse monte de mensagens que o Moncho anda falando... Como parece que na CBB a bagunça tomou conta, acredito muito mais no Leandrinho do que nesse povo.

E outra pergunta: Pq a CBB não quis o George Karl como técnico? Além de bom treinador, o Leandrinho disse que seria sem custos...

hmmm - há algo de podre no reino da cartolagem, diria Hamlet.

Anônimo disse...

CHEGA !
Pessoal, desafetos ou não do Grego e da CBB , estamos tratando de defender uma vaga para disputa de JOGOS OLIMPICOS que ocorrem a cada 4 anos.
Chega de tratar desse assunto de forma politica. O BRASIL tem que se apresentar com os seus melhores jogadores, como foi no passado e deve ser sempre. Honrar a camisa do pais que apesar de todos os desmandos e confusões lhes proporcionou chegar aonde estão, seja aqui, na Europa ou até mesmo na NBA.
Falta coragem a alguns desses "estrelinhas" para enfrentar suas equipes e seus atuais dirigentes que os pressionam para não jogarem pela seleção, mas que os obrigam a jogar os playoffs mesmo quando machucados. Falta coragem para correrem alguns riscos (com tiveram que fazer muitas vezes) e servirem ao Brasil no mínimo como reconhecimento e para que possam um dia se orgulharem de terem lutado e suado a camisa verde-amarela. Falta coragem para dizerem as verdades , sem desculpas, sem tirarem a bunda da seringa e ficarem dando uma de bons moços. Faltam-lhes "culhões" (como se falava em quadra no meu tempo), serem mais "HOMENS" e se posicionarem abertamente, e lutarem para obter glorias e titulos pelo Brasil, retribuindo a todos nós torcedores e apaixonados pelo basket brasileiro. Depois que cada um desses "estrelinhas" fizer a sua parte aí então terão o nosso respeito e direto de escalar tecnico e outras coisas do tipo. Aliás, boa parte da culpa da não classificação para a Olimpiada no pré-olimpico do ano passado foi do Srs. Nene, que se apresentou GORDO e fora de forma, e na vespera do embarque para o torneio, e tambem do Sr. Varejão que por estar em negociações contratuais pediu dispensa. Nada os impedia legalmente ou fisicamente de terem se aplicado como os outros jogadores.
CHEGA de baboseiras e de se dar tanta atenção a quem não merece !
Ou se dão ao respeito ou CHEGA DELES !