domingo, 7 de dezembro de 2008

O CHORO DO BABY


Na noite de sexta-feira, Kevin Garnett deu uma senhora bronca em Glen "Baby" Davis quando os reservas do Boston deixaram a diferença de 25 pontos cair para 13 diante do Portland. Davis foi agarrado pelo braço e chegou a chorar no banco, enquanto os titulares voltavam à quadra para terminar o serviço. O engraçado da história é que Garnett dá o esporro, entra em quadra, recebe a bola e... comete um desperdício. Confiram no vídeo abaixo.

17 comentários:

bruno disse...

Eu acho graça que até outro dia a imprensa americana tinha Garnett como soft, como frouxo, etc e tal.
Agora, do nada , ele virou lider, meio bad boy, sendo que, na verdade, Garnett não é nem um nem outro.
Continua sendo um role player glorificado, vivendo na onda do titulo do Celtics que o maior responsável foi o Pierce.
Em tempo:Glen Davis ainda é uma criança!

ivarrocha disse...

Pelo amor de Deus Bruno, o KG é um jogador fantástico e sempre foi um líder, e para nós que amamos e jogamos basquete, não nos faz muita diferença oq a imprensa diz dele, é indiscutivel sua presença dentro de quadra e quanto ao Pierce, acredita mesmo que um título se ganha sozinho? sem o KG, assim como sem o Pierce ou sem o Davis aquele título não viria....

bom, sem o GDavis tudo bem!
Ear Boykins

eZ disse...

Antes da chegada do Garnett, o boston era saco de pancadas ... e lá havia um cara chamado Paul Pierce ...

Anônimo disse...

nao foi paul pierce, ou KG, q ganhou o campeonato, e sim o Boston

Anônimo disse...

pra mim pierce nao tem qualidade pra se tornar um hall of famer, kg sim! um dos melhores de todos os tempos na sua posicao. e como alguem ja disse aqui, boston era saco de pancadas e la havia 1 sujeito "duplo P"


Nairo

Dead boy disse...

O Paul Pierce não apenas ficaria fora do hall of fame. Eu teria dificuldade até pra colocá-lo na reserva de um All Star Game.

Victor Santi disse...

afff... depois vc me mostra onde falavam de KG era um frouxo. Pra mim o jogador com mais vontade e raça de vencer na NBA atual. E tah certo ele meu, tem q da esporro msm, os reservas tem a chance de jogar e nao fazem por merecer, tem q leva comida msm

Reareas disse...

Eu, particularmente, acho PP um tanto qto overrated. Tecnicamente ele é bom, mas fisicamente ele é fraquíssimo. E tenho q concordar com oq o Ez disse, o Boston era uma tranqueira antes das chegadas de Allen e KG... Oq ele fez foi fazer bom uso de toda publicidade feita em volta do time do Boston... Hall of Fame?? Vcs só podem estar de brincadeira... Posso citar no mínimo uma meia dúzia q merece mais q ele...

blogdokings disse...

O que o KG fez foi simplesmente o que qualquer líder de time faria ali. Deu um esporro num quase-rookie que errou bastante no jogo. Pode ter certeza que KG deve ter conversado mais friamente com o Glen Davis, que provavelmente aprendeu muita coisa nessa situação.

fabantas disse...

O Kevin Garnett é espetacular, não sei se Hall of Fame, ainda prefiro o Tim Duncan, porém ele tem que saber que o Big baby (Por que será que o garoto tem esse apelido, provavelmente devia ser chorão na universidade tbm...rsrs) é fraquinho tecnicamente, tem de cobrar dos caras certos, dos que tem mais capacidade.

Esse negócio de gritar, falar palavrão, xingar dentro de quadra ou campo, não vejo problema nenhum, existe em todo o esporte, é o calor do jogo, a vontade de vencer, mas a imprensa gosta de fazer um ESTARDALHAÇO qdo percebe algum lance desse tipo, claramente com a inteção de vender mais jornais ou ter mais acessos nos seus websites.

Go Kings Go - mas tá difícil nessa temporada, nem no Arco arena a coisa ta indo...rsrs

Anônimo disse...

KG otário... Atitude lamentável...

Leo Aracaju disse...

Achei fantástica a atitude do KG.

Se a a seleção tivesse um jogador com essa personalidade talvez estivessemos em uma situação melhor.

KG mostrou atitude. Muito melhor do que ficar dando uma de bunda mole.

Líder tem que cobrar mesmo. E ele tem moral pra isso.

Igor disse...

Eheheheh o que sera que o Baby falou para o Pruitt?

NETTO disse...

Que coisa feia, desse tamanho e chorando ainda, hehehehe. Qndo a discuçao da caixinha, para mim o P. Pirce eh um bom jogador, mais nao passa disso, com alguns momentos melhores, mais o fato eh q o KG eh muito mais importante para o time do que ele.

Bruno disse...

Com relação ao meu comentário em que disse que o Garnett era considerado soft, durante os anos de KG no Minnesota, ele sempre foi muito criticado pelas seguintes razões:
1-nunca arremessava as bolas decisivas, sempre preferindo o passe, o que lhe rendeu muitas criticas, inclusive colocando em cheque a condição dele de franchise player;
2-sempre foi muito criticado por que, apesar de ser um Power forward, sempre preferiu, e ainda prefere, os arremessos de meia distancia do que batalhar no garrafão, o que lhe rendeu também a conotação de ser um jogador finesse;
3-sempre teve a fama de desaparecer nos últimos períodos dos jogos, razão pela qual só conseguiu se destacar nos times em que haviam jogadores com perfil decisivo (Cassel e Sprewell nos Wolves, Pierce no Celtics)e, por isso, por ter fama de não decidir, por ser um jogador que não tem ou tinha por hábito pedir a bola pra decidir, é que alguns analistas da Nba tem (agora acho que não mais)o Garnett como um super role player, dentre eles o Charles Rosen da fox, por exemplo.
Acho o KG um cara intenso, muito profissional, mas qualquer time da nba que tenha o Garnett como o jogador principal não passará de um time de primeira rodada nos playoffs, como eram os Wolves (menos em 2004).Não o acho um franchise player, ele é uma versão maior do Scottie Pippen, ou seja, joga muito, mas não tem perfil de franchise player.ele precisa de alguém pra decidir, e no Celtics quem fez isso nos playoffs foi o Pierce.
Espero ter me explicado

Jota disse...

Atitude lamentável de KG. Até quando irão acreditar que é na força e na esculhambação que se incentiva.

LIDERAR NÃO É IMPOR, MAS SIM DESPESTAR NOS OUTROS A VONTADE DE FAZER!

Um baita jogador, mas com uma atitude de moleque!

Anônimo disse...

Jota,

vc de fato, é aquele que sabe tudo de esporte e competição da poltrona da sua casa. O mundo real não é esse que vc sonha viver - politicamente correto e com atitudes nobres. Despertar a vontade exige SIM, agressividade e não delizadeza ou poder de retórica. Isso é basquete não ciência política ou psicologia, Garnett não fez nada de mais...

abs