segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

DANÇA DOS NÚMEROS


15


Foram os pontos que faltaram para Kobe Bryant se tornar o mais rápido da história a atingir a marca de 22 mil na carreira. Ele poderia quebrar o recorde de Wilt Chamberlain no domingo, por apenas um dia, mas ficou no banco durante todo o quarto período contra o Toronto. Humildade? Ou dedo do Phil Jackson?

15 comentários:

Dinho disse...

Claramente dedo do mestre. agora a formação reserva do Lakers jogou mais que os titulares do Toronto é brincadeira né....os Lakers descansou Kobe, Gasol, Fisher e Rad os titulares(diferente do Boston que vem penando)...trÊs partidas foras porém fáceis e com as peças descansadas....aposto 17-1 tranks.

Nf disse...

lakers tá surpreendendo a todos, e o no 2° esquadrão pelo menos 3 dos 4 jogadores tem jogado bem, e se bobiar o banco do lakers vai ter 3 jogadores com médias de 10 pontos (odom, ariza e farmar) quer mais? os jogadores que entram jogam com seriedade podem tá ganhando por 20 pontos, vão lá e jogam com energia, tá dando gosto de ver esse time,

Alfredo disse...

De que adianta? Esse recorde seria quebrado mesmo pelo Lebron mais tarde? Rs.

Diego disse...

Lebron tem comer muito arroz com feijao ainda pra construir a carreira que o Kobe tem,entao qualquer comparacao com ele eh descabida.
E dizer que nesse jogo de ontem ele nao jogou pra "evitar" essa busca por objetivos individuais eh pra quem nao anda acompanhado os jogos dos Lakers.Em quase nenhuma das vitorias tranquilas dos Lakers ele jogou o ultimo quarto.

Anônimo disse...

De que adianta? Esse recorde seria quebrado mesmo pelo Lebron mais tarde? Rs. (2)

Anônimo disse...

O Lakers é o time que tem mais candidatos a sexto jogador por metro quadrado.

Heverton Elias

Flávio Vieira disse...

Lakers é um time - a quanto tempo eu queria dizer isso - e Kobe faz parte dele, e sempre que o jogo está resolvido o mestre Zen o coloca no banco...

E tem mais nisso: Lakers tem 14-1 e neste ritmo, o recorde do Bulls ( 72-10 ) em 96 pode cair. Este sim é um recorde que Lebron jamais quebraria... e em tempo: este time do Lakers é melhor é muito que àquele Bulls...

eZ disse...

bem, soh p comparar e comecar uma discussao sadia aqui :)

As rotacoes:

bulls 96

Ron Harper
Jordan
Pippen
Rodman
Longley
Kerr
Kukoc

O maior jogador da historia, o grande `point-forward` da historia, o maior reboteiro e um dos maiores defensores da historia, o mais eficiente arremessador de fora da historia ( Estatisticamente falando) e um dos mais versateis e mais inteligentes jogadores q se teve noticia.


Uma defesa fortissima, um armador alto e mto bom na defesa. O ataque pra la de versatil.

Eu gosto do Lamar Odom, mas nunca sera o pippen. Jordan estava no auge, kobe jah esta na descendente. Radmanovic, Fisher, Ariza, bem adoro o Fisher, mas tb n esta no nivel dos amigos do bulls.

Bem, e Pau Gasol e Bynum fazem a diferenca no garrafao e acho q sao ateh certo ponto complementares, mas soh o rodman vale pelos 2 na defesa e acho q kukoc eh capaz de de fazer o trabalho do gasol com anabolisantes, pois passava mto bem, arremessava mto bem e ainda conseguia meter suas bolas dentro da tinta.

Eu acho q o bulls eh infinitamente melhor. Apesar de eu odiar aquele time maldito mas tem q concordar q os caras eram bons ....

Anônimo disse...

Tá, eu acho o time do Lakers muito bom. Mas melhor que o Bulls de 96? Sinceramente eu não saberia dizer nem se o Lakers tem o melhor time dessa temporada. Claro que tá com a melhor campanha até aqui. Mas metade do banco que eu acabei de elogiar aí em cima, eu mesmo reclamei horrores na final da temporada passada. Outra coisa é que a defesa desse time não me traz confiança (o povo lá do Lakers Brasil tá saturado de me ouvir escrever sobre essa defesa. Quando o Phil Jackson vai inventar um sistema de triângulos para defensores rsss). Vendo os elogios eu acabo por me lembrar de algo que eu li no Basketbrasil essa semana, escrito pelo Adriano Albuquerque na coluna Ranking do Mês.
"E a cada post, texto ou coluna entusiasmado com o Lakers pela internet, penso, “Sem dúvida, é o Flamengo da NBA: vence algumas partidas e já é logo taxado de ‘melhor do mundo’"

Heverton Elias

Anônimo disse...

Só não concordo com esse lance de descendente do Kobe Bryant, que o amigo eZ colocou. O Cara acabou de ser MVP, com 9 dedos na mão. Foi pras olimpiadas e saiu de lá com fama de jogador que decide no final. Com todo respeito as diversas opiniões, mas pra min ele tá é jogando pro gasto.

Heverton Elias

Alexandre Estefan disse...

Também não concordo que o Kobe esteja em queda, mas não dá para comparar o Lakers de agora com o Bulls de 96, a diferença é enorme.

Alfredo disse...

Ô Diego, não se trata nem de comparar Lebron com o Kobe.

O fato é que Lebron vem quebrando recordes atrás de recorde relacionado à idade ("o jogador mais jovem a..."), principalmente aqueles ligados à pontuação.

E basta dar uma olhada nos números para constatar: Em 13 temporadas na liga, Kobe fez um total de 21.985 pontos, enquanto que Lebron, na sua sexta temporada, já marcou 11.162.

Neste ritmo, salvo alguma lesão séria no meio do caminho, Lebron não precisará de muitos esforços para quebrar os recordes do Kobe, estes um pouco prejudicados pelo tempo em que esquentou banco do Lakers no início da carreira.

eZ disse...

Heverton ... o Kobe Continua um jogador fantastico, mas tem jogado apenas 30 minutos por jogo, n tem mais a explosao q ele tinha antes e tem mantido seu jogo um pouquinho mais 'mid-range'. Pra mim ele ainda continua o melhor jogador do mundo.

Mas acho q fisicamente, ele claramente teve uma queda.

rodrigo sodré disse...

O Kobe tá jogando 30 min por jogo porque não precisa jogar mais que isso. rs
Mas nos jogos em que ele foi exigido um pouco mais, como contra o Nuggets, ou um dos jogos contra os Mavs, ele decidiu ambos. Acho que devemos esperar os playoffs pra falar se o Kobe está na descendente ou não. Pra mim ele só está entrando no seu auge.

Dead boy disse...

O Bulls de 96 era muito melhor que o Lakers de hoje. Eu não trocaria Jordan/Pippen/Rodman por nenhum outro trio já formado na história da NBA.

Kobe não está na descendente. Ele só mudou seu estilo de jogo. Poderia ainda marcar mais de 30 pontos por partida, mas está dando mais assistências e, sim, ficando menos tempo em quadra. Lembrem-se: Jordan fazia mais de 35 pontos por jogo nos anos 1980, mas, quando realmente teve ao seu lado um time mais forte (anos 90), estabilizou na média de 28/30 por jogo. Era decadência? Não creio. Inclusive porque os 6 títulos dele vieram nos anos 1990.

E é quase certo que LeBron vai quebrar os recordes de precocidade de pontos de Kobe, que levou 3 ou 4 temporadas pra embalar nas estatísticas. LeBron já cravou mais de 20 por jogo quando ainda era rookie. Assim é covardia. O que não o torna, na minha opinião, melhor que Kobe. Pelo contrário. E, nesse caso, ainda vale o mesmo argumento sobre o Jordan. Será que LeBron faria tantos pontos se jogasse num time que não precisasse tanto dele? Creio que não. Ele jogaria menos minutos e se pouparia mais no fim do jogo. Mas, jogando na porcaria que é o Cleveland, ele tem que correr 100% do tempo e fazer de tudo, por isso sua média de pontos sempre foi alta e continuará sendo alta enquanto ele jogar nesse time medíocre.