segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

MAIS DO MESMO?




A cinco meses da eleição da CBB, parece que nós teremos mesmo três candidatos: Grego, o homem da situação; Antonio Chakmati, da Federação de São Paulo, aliado da CBB até 2006; e Carlos Nunes, manda-chuva da Federação gaúcha, que até outro dia fazia o meio-campo entre os estados e o atual presidente da confederação. Para quem quiser saber um pouco mais sobre os postulantes à cadeira máxima da bola laranja no Brasil, com a visão crítica que o pleito naturalmente exige, recomendo a análise do Paulo Murilo no Basquete Brasil. Difícil é não terminar o texto com a nítida sensação de que, haja o que houver, nada vai mudar. Triste.

6 comentários:

eZ disse...

Devin Harris no all star ?

eZ disse...

Mais um off ...

Jamal 'quebrando o tornozelo' do ray allen...

http://www.youtube.com/watch?v=IYeMujqG6QI&feature=related

Coach Vito disse...

rodrigo, estou de ferias aqui nos EUA, quarta feira eu estou indo ver MSU - NC , da pra acreditar?
O primeiro e o sexto time no ranking.
depois eu mando fotos e comentarios.
Abracos

Guto Sousa disse...

Rodrigo, vc sabe dizer se cargo do Grego na ABASU é da CBB ou "dele"?
Pode ser que a candidatura do Carlos Nunes é que seja a real da situação, caso ele continue tendo o cargo da Sul-Americana(o mandato vai até 2013). Se for assim, ele colocaria seu nome só pra tirar mais algumas federações do Chakmati.

jotapê disse...

Quem sabe em 2020 a gente consegue colocar o basquete brasileiro numa olimpiada.

Anônimo disse...

BAHIA, SERGIPE, PARAIBA E RIO GRANDE DO NORTE VOTAM NO GREGO