terça-feira, 11 de maio de 2010

A TAL GUINADA DE CAMPEÃO






Era tudo que o Los Angeles Lakers precisava. Após uma série complicada contra o Oklahoma City, que lançou desconfiança sobre os atuais campeões, nada melhor do que varrer do mapa um time enjoado e encardido como o Utah Jazz. Os 4-0 consumados nesta segunda-feira com a vitória por 111-96 recobram a moral de Kobe Bryant & Cia, que agora partem para enfrentar um energizado Phoenix Suns na final do Oeste. Os dois rivais terão tempo de descansar, já que o jogo 1 só rola na próxima terça.

É claro que as lesões de Andrei Kirilenko e Mehmet Okur prejudicaram o Jazz, mas mesmo assim ninguém esperava uma varrida. E ela veio pelas mãos de um jogador frequentemente tachado de "suave", "amarelão" e outros elogios: Pau Gasol. O pivô espanhol brilhou na série com médias de 23.5 pontos e 14.5 rebotes, além de beirar as três assistências e os três tocos por noite. Agigantou-se.

Kobe fez mais de 30 pontos em cada um dos quatro jogos contra o Utah e também pegou embalo. Após a vitória sobre o Thunder, escrevi aqui que os Lakers só não sofreriam diante do Jazz se tivessem aquela improvável "guinada de campeão". Olha ela aí.

11 comentários:

Alexandre Estefan disse...

Gasol ? Amarelão ?
Como ele seria campeão pelo Memphis?? Já que em todos os outros lugares que passou, conseguiu ser campeão.

Anônimo disse...

É aquela velha história... Todo mundo torcendo contra o Lakers. Ano passado davam o time como morto depois da(difícil) série contra o Rockets. Esse ano, já anunciaram que o time estava em decadência depois de perder duas pro jovem(e bom) time do Thunders(que não levaria uma varrida do Magic NUNCA!).

E essaé pro Rodrigo aprender: NUNCA é improvável a guinada de um Campeão.

Vai ser uma baita série contra o Suns!

Lakers 4 x 2

Anônimo disse...

Chamar o Gasol de amarelão ???
Só quem não gosta de Basquete. Devem prefirir Boxe. rsssss

Que serie final espetacular ein: Lakers x Suns.

Vejo o LA como favorito, mas precisará jogar.

Alexandre Reis

Bruno disse...

Apesar de torcer pro Lakers e estar razoavelmente surpreso com a melhora do time, especialmente Kobe que parece muito melhor das lesões, acho que a série contra o Suns vai ser complicada, mas o Lakers deve ganhar e ir para as finais, de novo.
Chegando lá, contra Orlando, principalmente, ou Cavs, o Lakers terá muita dificuldade de repetir o titulo. Mas a situação já esteve muito mais difícil, realmente o time vem crescendo, os arremessos de 3 pts que não cairam a temporada inteira estão de volta, Artest está jogando bem melhor, o banco produziu um pouco mais, enfim, tudo o que vinha dando errado, como por milagre, está passando a funcionar e, se isto se mantiver, o Lakers briga pelo titulo.

Anônimo disse...

Compartilho da desconfiança do Bruno. sou torcedor do Lakers, mas não acho que o Los Angeles é o favorito, principalmente se levarmos em consideração a profundidade do Cavs e do Orlando. Ainda acho que o banco do Lakers é um problema e não acredito que Kobe está em boa forma, no jogo de ontem apesar dele ter feito mais de 30 pontos, ele demonstrou estar muito incomodado com a lesão no dedo indicador. Sem contar que agente não sabe a real proporção de suas outras lesões. O time ainda sofre apagões, como o que foi imposto pelo Utah na noite de ontem no terceiro quarto reduzindo para 5 uma diferença que chegou aos 20 pontos. Bynum novamente deixou a desejar, apesar de Gasol ter comido a bola, o problema é que com Kobe jogando lesionado muitas vezes Gasol fica sem a ajuda de Bynum quando o jogo aperta. Sobre as coisas que o Bruno afirmou que voltaram a dar certo, não sou tão otimista, a subida de produção no jogo do Artest na minha opinião se deve a falhas de marcação do Utah. A absurda sequência de bolas de 3 que ele derrubou no terceiro jogo, para mim tem mais haver com o fato de ele estar constantemente livre de marcação. Mas, isso tudo pode ser desconfiança de torcedor que quer sempre ver seu time ganhando.

Heverton Elias

Anônimo disse...

Quem tem mais time? Bobcats e Hawks ou Jazz e Thunder? Não basta analisar a profundidade do elenco. Tem que analisar contra quem se joga.

O Magic está jogando bem? Muito. Os adversários ajudam? Muito. Enfrentaram os Hawks destruídos e abalados pela série contra o Bucks.

Na minha opinião, pra bater o Lakers só o Cavs.

Duda 11 disse...

Gasol é craque, Kobe é gênio! Lakers fizeram uma excelente série, e espero um confronto bastante interessante com o Suns agora!

Anônimo disse...

Na minha opinão Utah mesmo completo teria dificuldades para ganhar dos Lakers.
(ALIÁS QUE NÃO TEM)

É bom para valorizarem a presença do Kirilenko, pois contra um Kobe sem lesões o Russo sempre fez bom papel defensivo.

Utah aproveitou-se do colapso do Denver e venceu bem, mas não seria pareo ao Lakers.

Está quase todo mundo dando a vitória do Lakers como favas contadas.

Mas o Suns podem supreender,pois tem um time experiente e que diante do Spurs mostrou que não treme como antes.

Admito que o Lakers seja favorito mas os 2 primeiros jogos em Los Angeles darão mostra se Phoenix pode ou não complicar.

Mesmo sendo azarão eu aposto no Suns dessa vez, pois na minha opinião os reservas serão a diferença esse ano.


No Leste concordo com o Anônimo aí acima , o Atlanta estava em franca decadência, Joe J voltou aos velhos tempos de pipoca no Suns
e Mike Bibbi sumiu(aposentadoria a vista).

Méritos do Orlando é verdade um time e principalmente um tecnico subestimado . (mais respeitado esse ano)

Mas na minha opiniao os Cavs estão tendo um grande adversário que é o Boston,que já foi campeão e tem no elenco jogadores de respeito ainda mais com Rondo jogando como está.

Suns x Lakers

Orlando x (Cavs ou Boston)

Serão grandes finais de Conferência

Esse ano a coisa está muito equilibrada pelo menos nesse grupo de times.

abraços

Sandro

Kobe Bryant disse...

Don't EVER underestimate the heart of a champion!

Sem mais.

Anônimo disse...

Se eu fosse torcedor do Lakers, começaria a ficar preocupado.
O Rodrigo tem sido um pé frio danado nesses playoffs.

Anônimo disse...

O Bynon não jogar nada é a coisa mais normal do mundo.
Bruno