quinta-feira, 6 de maio de 2010

O BRASILEIRO VICIADO EM DEFESA




Há quanto tempo nós ouvimos (e falamos) que o jogador brasileiro não gosta de marcar, que nossas defesas são ruins, que nosso basquete só quer saber de correria e arremessos? É claro que existem exceções louváveis e a mentalidade tende a mudar, mas o estereótipo ainda tem lá seu fundo de verdade. Diante desse quadro, ganhamos nesta quarta-feira um ótimo motivo para soltar foguetes: Anderson Varejão foi eleito para o segundo time defensivo da NBA.

A primeira seleção tem Dwight Howard, Kobe Bryant, LeBron James, Rajon Rondo e Gerald Wallace. Anderson está em ótima companhia na equipe "reserva", com Tim Duncan, Josh Smith, Dwyane Wade e Thabo Sefolosha. O analista John Hollinger, da ESPN, ainda discorda da escolha e põe o cabeludo no primeiro time: "Estou convencido de que ele é o melhor ala-pivô defensivo neste negócio".

Leandrinho e Nenê sempre foram os brasileiros mais badalados na NBA, mas hoje o grande nome verde-amarelo por lá é o de Varejão. O ala do Phoenix passou a desempenhar um papel quase insignificante em seu time, enquanto o pivô do Denver já é visto com desconfiança pela imprensa local. O colunista Mark Kiszla, do Denver Post, escreveu ontem um artigo bem pesado pedindo a saída de Nenê da equipe (leia aqui), alegando que ele ganha muito, joga "mole" e sempre cai de produção quando a coisa aperta nos playoffs. Exageros à parte, é uma oposição.

Varejão é hoje o melhor brasileiro em atividade nos Estados Unidos, talvez superado em escala mundial apenas por Tiago Splitter, que vem comendo a bola na Espanha. Mais que isso, os dois gostam de jogar pela seleção, fazem a diferença com a camisa verde-amarela (vide a Copa América) e têm a cabeça muito mais arejada que seus outros companheiros. Tomara que estejam juntos na Turquia.

17 comentários:

Jones Mayrink disse...

O Varejão com certeza é uma rocha na defesa dos cavs, ele está em todos os lugares brigando e sendo um carregador de piano na defesa.

Na seleção, acho que para irmos bem, além de leandrinho e Nenê, precisamos muito dele.
Splitter vindo do banco, vai ajudar muito tambem!!!

E o Splitter rodrigo, tem noticias nao, sobre a ida dele pros spurs na proxima temporada??
chegou a hora de renovar

João Pedro TONHÃO #23 disse...

Kdê o Arest nessa lista tbm..? Tem q estar ai sem pensar duas vezes..
Varejão realmente evolui a kda ano, anda jogando d+, tem vaga em qualquer time do mundo..
Cleveland vai precisar mtu dele para virar contra o Boston..!'

eZ disse...

Sem falar que Splitter tem sido considerado um dos melhores defensores da europa tb.

Paulo M. F. disse...

Ontem assisti ao jogo do Suns contra os Spurs, no qual o Suns abriu 2 x 0, e o Leandrinho não jogou nadaaaa, bizonho.

Anônimo disse...

Sobre a reportagem do Nenê:

O melhor jogo do Carlos Boozer na série foi no jogo 6 que matou a série;

Ele dominou o garrafão com grafados e arremessos sem ninguem para pará-lo;

Ora não por coincidência esse foi justamente o jogo que o Nenê não jogou:(DIGA-SE O ÚNICO JOGO DO ANO QUE ELE FICOU DE FORA)

Se Nenê não consegue ultrapassar a barreira dos 15 pontos e 7 rebotes sua importância defensiva não pode ser negada;

Se querem saber o brasileiro é um dos pontos de equilíbrio do time e arrisco a dizer se o Nenê sair e ficar só na base dos 450000 arremessos do Carmelo, vai voltar ao que era, NADA.

Mas é mais fácil criticar o brasileiro do que o Carmelo, com seus números "estrondosos", mas aproveitamento que é bom nada;

Carmelo, e não Nenê é o grande nome e estrela do Denver, o brasileiro não está lá para liderar o time, ainda mais depois do câncer conseguiu manter seus números e importancia, jogando todos os jogos da temporada regular e com numeros até melhores nos jogos dos playoofs;

A grande estrela do Colorado é Carmelo, então na hora H, acho que é dele que se tem que cobrar mais, liderança , frieza, precisão e decisão.

- O difícil é desmascarar o padrão e nível do Carmelo , que infelizmente pensa que está no nivel de um Lebron ou de um Kobe , nem do Durant ele está hoje, pois não marca ninguém, o que dizer dos erros no jogo 6 debaixo da cesta , não sabe liderar um time como até Lebron faz;

Porque não criticar atitude de certos jogadores no jogo 6 (Billups, Martin, esse sim machucou-se num momento importante fazendo com que Denver perdesse posições importantes para os Playoffs);

No jogo 6 o time estava perdendo e eles lá rindo no banco de reservas sem o menor comprometimento;
Ah se o George Karl estivesse no banco isso não aconteceria;

Por fim, sobre o Nenê opinião por opinião, prefiro ficar com a próprio George Karl a respeito do brasileiro e sua importância como ponto chave para o Denver ser um time de respeito hoje na forte Conferência Oeste, deposi de duas ótimas temporadas e de ter quase chegado a um All Star games;

Sinceramente, ao opinião desse jornalista, respeito mas não sei não.

Então creio que o Brasil irá bem com Varejão , Leandrinho se recuperando das contusões e Nenê descansado gaças a boca do Rodrigo (srssrsrrssrrrs)

abraços

Sandro

eZ disse...

com relação ao Denver, acho q o grande vilão e âncora desse time é o jr smith.

A seleção de arremessos dele é horrível, mesmo quando estão caindo são fora de hora e tome pombo.

o billups deu uma sumida, principalmente no ano passado contra o lakers, que foi ridícula a atuação dele.
Kenyon Martin é nulo. Como pode um cara ser considerado um stopper no garrafão e deixar o boozer pintar e bordar ?

E finalmente, teoricamente, martin e birdman são 2 dos melhores defensores de garrafão da nba, certo ?

Então teoricamente a defesa deveria melhorar muito com a saída de Nenê, certo ?

Bem, não foi o que se viu.

Creio que o nenê joga um pouco deslocado na NBA. Acho que com um pivô de origem e jogando mais solto na 4 o rendimento dele aumentaria muito.

Sem falar que ele é a 4a. opção no time né ?

Acho q ele tem mto o q provar e mostrar ainda.

Acho ele fraco nos rebotes para um cara do tamanho dele, mas ele é ótimo e rápido marcando as linhas de passe e rouba muitas bolas. Arrisco dizer q ele está no top 5 entre os homens de garrafão no quesito velocidade.

Creio q em um time sem um ballhog como o melo ele poderia consistentemente ter médias de 20/8/3/1.5/1.5 ....

Alguém mande-o de volta para o knicks, de onde ele nunca deveria ter saído!!!!! :) ( se bem q nem chegou a pisar né ? :( )

Trocaria fácil David Lee por Nenê e Affalo ;)

Duda 11 disse...

Olha, o Varejão é realmente um defensor muito bom! Não sei se o colocaria no primeiro time da defesa da NBA, mas certamente tiraria Lebron James e Kobe Bryant desse quinteto, pelo menos nessa temporada. Eles marcam bem, mas não estão entre os melhores defensores! Poderiam muito bem estar o Artest, o Josh Smith e o próprio Sefolosha...mas nome faz a diferença né!

caio disse...

Falou tudo!

marcelo marques disse...

SPLITTER VINDO DO BANCO ?

o melhor brasileiro em atividade já faz pelo menos uns 5 anos


tão de sacanagem

madruck disse...

EZ, Tu sabe o motivo de ele ser aparentemente "fraco" nos rebotes?
Eu assisti uns 60 jogos do Denver essa temporada, e o que acontece é que ele faz a Parede, para Carmelo e principalmente Martin pegar os rebotes, segurando o pivõ adversário. E os numeros ofensivos são realmente fracos, porém ele recebe pouquissímas bolas durante o jogo em posição 1 contra 1, assim fica difícil, enquanto Carmelo recebe 30 por jogo ele recebe 3. Ele mostrou ser um bom passador também, se mudar de time, ou o time mudar um pouco o foco, os numeros do nenê vão aumentar.

Anônimo disse...

nene tbm quase foi para o segundo time de defesa....ele teve 2 votos....2 brasileiros entre os melhores defensores da nba

Luis Gustavo disse...

o grande problema é que ele só defende no ataque nada e ainda é irregular, em alguns joos double double em outros nada...é fogo.

o nene tb não é o bicho e o leanrinho só me irrita no suns. pra mim pelo menos o varejão vai pro pau, os outros dois parecem querer só o filé, eh bucha...
no fim o leandrinho deveria ir pra um time de quinta e fazer pontos e o nene, sei lá pega um time supor montado (spurs, celtics) e ai sim ninguem vai reclamar dele. ele passa demais e decide de menos.

raul disse...

Vamos falar do Varejão pessoal, concordo que ele deveria estar no primeiro time, mas tudo bem.
só fazendo uma ressalva, leandrinho deveria sair do suns voando, esta no garbage do garbage.

Anônimo disse...

Belo post Rodrigo.

Machado.

Annie disse...

Belo Post Rodrigo.[2]

#GoVarejãoGo!

Anônimo disse...

Bom dia Rodrigo!

é .. mto legal o Varejão ser reconhecido assim .. ele faz por merecer .. mto garra!

Gostaria de saber sua opinião sobre a '' passada '' que o Lebron deu no último jogo contra o Celtics .. é legal? é o tal sobre passo?

abraços!
Raphael

Bruno disse...

Bem o Varejão é o melhor brasileiro da NBA faz uns 2 anos ou mais, pelo menos. Também é, junto com o Splitter, o melhor jogador da seleção.

Quanto ao Leandrinho, já escrevi neste espaço diversas vezes que precisa sair do PHX, por que sem D`antoni (os dois irmãos), o jogo do brasileiro caiu e sua importância também. Volto a dizer:o Leandrinho renovou seu contrato de forma equivocada com o Suns, ele estava em alta e renovou por preço de banana, contando com a lealdade do clube, com o ambiente.Tomou uma decisão pessoal e não profissional, e agora paga por isso.

Nene:é ótimo jogador mas por ter sido a 8ª escolha do Draft querem que ele seja um superstar, e isso ele não é. Além disso, nunca fizeram muita força para desenvolver o jogo ofensivo do Nene por causa da presença de Melo, e depois de André Miller, Billups,Smith, etc restando ao Nene fazer pontos de lance livre, já que ele é um big man muito rápido e que leva vantagem no um contra um, e putbacks e outros pontos que sobram.
Na defesa faz um bom trabalho no um contra um, no box out, mas tem números ruins de rebotes MESMO, e muitas vezes perde a concentração na marcação e se perde nas rotações.
O Nene tem que ser mais individualista, tem que buscar um pouco mais o seu jogo, as vezes esse papo de ser jogador de grupo é uma desculpa para se omitir, e acho que isso que a galera de Denver pensa.Estou curioso pra ver Nene na seleção, essa é a hora dele fazer algo pela seleção, finalmente.