terça-feira, 6 de janeiro de 2009

FALA QUE EU TE ESCUTO:


>>> "São eles que não se dão
bem conosco. Incomodamos um
pouquinho quase todos eles"


OSCAR SCHMIDT, em entrevista ao Fábio Balassiano, sobre as rusgas entre a sua geração e a que conquistou o bicampeonato mundial em 1959 e 1963. Quer ver o papo? É logo ali, no Bala na Cesta.

11 comentários:

eZ disse...

Oscar é um imbecil!

Anônimo disse...

o Oscar Schimdt, é o cara mais babaca que existe na face da terra.
Ele quer ficar tirando onda de que são eles? ta de sacanagem ne?
ele que fica cornetando todo mundo e se acha o bambambam!!!!
Oscar deveria ficar é calado e não falar nada!!!
Oscar fala mal dos brasileiros que estão na NBA, e dos que nao jogaram pela seleção.

Ele nunca respeitou ninguem como jogador, por isso se acha o foda!! e acha que ninguem deve respeitar o carmelo, nash e james.
alguem avisa o Oscar que se ee hoje estivesse no auge da carreira dele, ele nao seria nada melhor do que banco do james,carmelo. e que jogaria apenas 10a15minutos por partida.
por que pra jogar basquete hoje, como ele diz e como ele nunca fez, tem que DEFENDER.

falastrão

Baguete disse...

Hahahaha o Oscar ta sem moral! E com razao!

O problema no basquete nacional, me parece, eh que todo mundo eh oposicao mas ninguem tem uma ideia que efetivamente possa garantir a melhoria da modalidade.

Os que estao no comando ja provaram ser, no minimo, incompetentes. Mas quem esta de fora ainda nao mostrou que eh muito melhor.

Abracos, Baguete

Baguete disse...

Hahahaha o Oscar ta sem moral! E com razao!

O problema no basquete nacional, me parece, eh que todo mundo eh oposicao mas ninguem tem uma ideia que efetivamente possa garantir a melhoria da modalidade.

Os que estao no comando ja provaram ser, no minimo, incompetentes. Mas quem esta de fora ainda nao mostrou que eh muito melhor.

Abracos, Baguete

DDefilippo disse...

Vaidades e panelinha. Sempre a mesma coisa...

abs

Mr. Hill disse...

Independente de falar uma ou outra pequena bobagem aqui e ali, não se pode desprezar a importância do Oscar pro basquete brasileiro.
Ele no auge era respeitado e reverenciado até pelas mega estrelas do verdadeiro "Dream Team" americano. Caso alguém tenha dúvida, que pegue o vídeo da Olimpíada de Barcelona e veja o desespero do Pippen pra marcá-lo.
É inegável que ele é um ídolo até hoje. Qual criança não conhece o Oscar? Nem que seja apenas pelas matérias na globo, mas conhece.
Essa popularidade pode e deve ser usada para o bem, como na matéria com os meninos do Mato Grosso que passou no Esporte Espetacular.
No mais, Wlamir Marques é campeão não só na quadra como na elegância com que se posiciona em relação a cada assunto, inclusive nos "pseudo-polêmicos". Caso eu fosse hoje o técnico da seleção brasileira ele seria o supervisor e chefe de delegação, sem dúvidas. E o Oscar viajaria o Brasil todo lançando escolinhas, massificando o esporte, motivando a garotada como padrinho de festivais, campeonatos e que tais.

O BASQUETE BRASILEIRO tem espaço para todo mundo que é do bem. É hora de se harmonizar para poder ocupar o lugar que é de direito dentro do país, do continente e do mundo.

Robério disse...

Oscar...vai te CATAR!!!
Sempre foi individualista, ganancioso...nunca foi atleta de grupo!!! Sempre jogou conforme seus prórpios interesses...nunca se sacrificou dentro de quadra...cestinha??? chutava 80 bolas, metia 10,11...era rei!!!
Sempre detestei esse cara e o acho NOCIVO ao basquete brasileiro!!!
Ganhou um Panamericano, alguns Sulamericanos e MORRE DE INVEJA do Wlamir e sua geração pelas conquistas infinitamente maiores...Oscar está cada vez pior...ainda mais depois da desvalorização do Panamericano (ele provavelmente considera seu título em 87 equiparável a um Título Mundial, Olímpico...)

Anônimo disse...

Não questiono o basket do Oscar. Mas já disse aqui nesse blog: em matéria de abrir a boca, Oscar é o Pelé do Basket.

Heverton Elias

Anônimo disse...

Aff... Essas frases do Oscar... só com muita paciência MESMO.

Anônimo disse...

Já vi o Oscar abraçando o Amauri e o Vlamir e todos se dizendo um ao outro serem fãs;
Como sempre acho que o contexto que as coisa são colocadas nas matérias levam a esses discursos anti OScar;
Não é porque ele é idolo quepode falr qualiqer coisa mas , tmabpme não é tudo que ele fal que é para desconsiderar ou menosprezar as outras gerações
Esse é o Brasil sempre defenestando seus ídolos e qualqier de suas opiniões?

Anônimo disse...

Para vcs entnderem o que eu digo vejam o memso trecho da memsa entrevistas ,mas comumpouco mais de frases:
"-- Dou meus parabéns a todos eles, que conquistaram muito em tempos difíceis, após guerra, etc. Quanto a não se dar bem, são eles que não se dão conosco."

Não dá outro contexto?