segunda-feira, 8 de março de 2010

FRANCA DE VOLTA AO SEU LUGAR




Bastou uma piscada de olhos e, pronto, lá está Franca de novo na elite do basquete nacional. Após uma campanha decepcionante e marcada por lesões no primeiro NBB, o time do interior paulista já é o vice-líder da segunda edição em número de pontos - 33, dois atrás do Universo e um à frente do Flamengo, que tem um jogo a menos. Como só tenho visto as partidas que passam na TV, fica difícil explicar com precisão os motivos da arrancada francana, com seis vitórias consecutivas. As estatísticas, por exemplo, só confundem neste caso.

Franca não tem nenhum jogador entre os principais cestinhas,
reboteiros ou passadores do campeonato. No quesito rebote,
aliás, é o pior entre os 14 da competição. A conclusão é que a
equipe se reencontrou por meio do conjunto, de um ataque
mais cuidadoso (são poucos desperdícios, apenas três na última
rodada, contra o Saldanha) e de uma defesa mais agressiva
(muitos roubos de bola, o quinto melhor da liga nesse aspecto).

Além de contar com o jovem
Benite para ajudar na armação
e a qualidade do americano
Tony Stockman, o time de
Hélio Rubens se sustenta, em
boa parte, pela consistência
dos seus dois veteranos.
Rogério, 38 anos, e Helinho,
34, são os nomes do elenco
que mais passam tempo em
quadra (médias ali em torno
de 30 minutos por partida). E
são sempre destaques nas
vitórias – às vezes um, às
vezes outro, às vezes os dois.

Após a boa série de seis vitórias (incluindo bons adversários
como Brasília, Minas e São José), Franca tem pela frente dois
jogos em casa, contra o vice-lanterna Londrina e um Joinville em
má fase. Boa oportunidade para acumular mais dois triunfos e
pegar moral para o confronto seguinte, no Rio de Janeiro, diante
do Flamengo. Sem as lesões do ano passado e alguns ajustes
no elenco, os francanos voltaram ao pedaço de cima da tabela.
Torcidas à parte, é uma boa notícia para o basquete brasileiro.

12 comentários:

João Pedro TONHÃO #23 disse...

Queria ter ido assistir o jogo contra o Vila Velha, porém não pude comparecer.. Realmente não esperava essa arrancada do Franca, vamos ver se mantém assim ateh os playoffs.!'

Bruno disse...

Franca de fato tem um bom conjunto, mas falta mais alguma coisa ao time.
Helinho e Rogério ainda são efetivos, o time tem bons jogadores jovens e Hélio Rubens é um bom técnico, mas Franca é, na melhor das hipóteses, a terceira ou quarta força da competição, abaixo de Brasília e Flamengo e disputando com Minas e Joinville.
Apesar da tradição, o título seria pouco provável.

Anônimo disse...

Helinho vem jogando, já faz tempo, um basquete superior ate mesmo ao do Huertas......Não entendo o porque de não ser convocado (ou melhor, imagino ser por pura politica contra seu pai).

Abra o olho Magnano!!!!

Anônimo disse...

De acordo.
Helinho é o armador que falta à seleção.

Hj muito mais experiente e decisivo (e ainda sem seu pai por perto para atrapalhar.....).

Anônimo disse...

Helinho melhor que Huertas?!?!?
HA HA HA!
(sarcasmo ok?).

Duda 11 disse...

Acho que apesar de viver uma boa fase, Franca não tem time para ser campeão da NBB! Ainda falta mais qualidade no garrafão, pois David é fraco, Ricardo está em má fase e Willians não é nada demais. Por causa disso, o jogo fica sobrecarregado nos homens de cima, principalmente nos jogos mais parelhos! Foi assim no Campeonato Paulista!

Pedro disse...

Franca é o conjunto como você bem disse, o norte-americano Willians deu força ao garrafão e agora Franca não tem problemas contra homems pesados dentro do garrafão.

Bruno disse...

Helinho é o armador que falta a seleção?
Rapaz basquete é coisa séria!
Helinho nunca teve bola pra jogar na seleção brasileira, é um dos atletas menos preparados sob o ponto de vista fisco e atlético que já vi em primeiro nível:baixo, lento e fraco fisicamente, sobrevive na profissão por que é inteligente, por causa do pai, e por que é um bom chutador (veja bem, apenas bom, converte o arremesso quando livre e pouco mais do que isso).
Se voce me disser que falta um jogador com o perfil do Helinho na seleção, mais cerebral, pode até ser, mas o próprio Helinho, ainda mais hoje com 38 anos?NUNCA!!!

Mr. Hill disse...

Dicordo do amigo acima.

O Helinho foi queimado na seleção por conta de ter o pai que tem.

Na bola ele é excelente, joga muito basquete, arma bem o jogo, sério, com postura, enfim, eu escalaria ele fácil.

Mr. Hill disse...

Dicordo do amigo acima.

O Helinho foi queimado na seleção por conta de ter o pai que tem.

Na bola ele é excelente, joga muito basquete, arma bem o jogo, sério, com postura, enfim, eu escalaria ele fácil.

Anônimo disse...

Basquete com consistência.
É muito dificil praticar um basquete com regularidade, controle do jogo, valorização da posse de bola, e esses aspectos não são calculáveis em nenhuma estatística.
Sobre os comentários referentes ao Helinho, acredito que nacionalmente ele esta indo bem como sempre, mas internacionalmente, o vigor físico o impede hj de jogar com a qualidade necessária. Mas é bom jogador sim, diferenciado na posiçào tão carente no brasil.
Abraço a todos reboteiros.
David

César Franca disse...

Rodrigo, esse fds eh uma boa oportunidade pra vc ver Franca ao vivo, vai pra Franca ver os jogos, garanto que vai ser bem recebido. Ai vai perceber bem alem dos numeros a capacidade de nossa equipe. Abraço