terça-feira, 11 de novembro de 2008

GANGORRA VERDE-AMARELA




A temporada da NBA mal deu
a partida, e a gente já pode começar a costurar algumas conclusões sobre os brasileiros. É claro que ainda não dá para traçar análises definitivas, mas alguns sinais já aparecem - e curiosamente apontam para uma mudança no ranking verde-amarelo da liga americana.

Leandrinho, o brasileiro que mais brilhou na NBA até hoje, enfrenta uma encruzilhada em Phoenix. Sua média de minutos caiu de 29.5 no ano passado para 20.6 agora. Na segunda-feira, ele finalmente explodiu. Contra o Memphis, guardou para o último período 16 dos seus 27 pontos. Travou um duelo lance a lance com OJ Mayo na reta final e garantiu a vitória dos Suns (veja aqui). Resta saber se terá mais chances em quadra e se o início hesitante foi apenas pelas lesões na pré-temporada. Com a palavra, o técnico Terry Porter.

Enquanto Leandrinho começa a melhorar, nossos grandalhões
já estão fazendo bonito. Anderson Varejão viu seu tempo de quadra cair um pouco, mas ainda assim conseguiu evoluir no seu ponto fraco: o ataque. Nos sete primeiros jogos, a média de pontos pulou de 6.7 para 8.1. A produção cresceu especialmente nas duas últimas rodadas, incluindo os 18 pontos contra o Indiana, a melhor marca de sua carreira na NBA até agora.

No garrafão do Denver, Nenê saiu da temporada 2007-08 marcado por uma doença grave e abriu 08-09 com a melhor média de pontos em sete anos de liga americana: são 16.2, além de nove rebotes por noite - também um recorde pessoal. É claro que os minutos do pivô deram um salto, mas ele está abraçando com força a oportunidade na vaga de titular.

O desafio agora é perseguir a consistência. Se conseguirem manter a boa produção, Nenê e Varejão podem ser um belo alento para os torcedores brasileiros, que nunca precisaram tanto de motivos para sorrir. Tomara.

18 comentários:

Anônimo disse...

Bom, vou cair aqui num clichê dos blogs de basket nesse início de temporada. Não dá pra comemorar alguma coisa, apontar o MVP, dizer quem vai ser o campeão. ou seja é cedo pra falar alguma coisa (apesar de teimarmos em fazer esse árduo exercício). Mas assim como os torcedores de Lakers e Hawks estão empolgados com o excelente início de temporada (ainda que seja só início) não tem como não ficar animado com os brasileiros, principalmente com o Nenê. O desempenho dele foi bom não só pelos números mas pelas apresentações, ele tem jogado bem, tem se apresentado, tem partido para a briga no garrafão, ele tem mostrado atitude, o que é bem legal. É como vc disse Rodrigo, ele abraçou a chance que lhe foi dada.

Heverton Elias

Fábio_Fortal disse...

Tá dando gosto ver o Nenê jogar. Assisti a partida passada contra do Denver contra o Memphis e deu pra notar que ele virou referência no garrafão e tem jogado com uma vontade imensa. Agora, além da consistência, resta torcer para que a bruxa das contusões não ronde por aqui...

Bacana a coluna do lado com os resultados da NBA, Rodrigo.

Abraço!

Baguete disse...

Todos estao dizendo que o Nene voltou para essa temporada mais leve e com a melhor forma fisica de sua vida.

Com a saida de Camby e a inconstancia de K-Mart, Nene tem tudo pra se firmar como uma boa arma para a equipe dos Nuggets. Com a chegada de Billups no time, melhora um pouco a defesa de perimetro do time e isso, com certeza, facilita tbm a vida de quem joga dentro do garrafao.

Abracos!

Anônimo disse...

Rodrigo, essa melhora de rendimento teria ligação direta com:

Uma recuperação correta das lesões do ano passado.

Uma pre-temporada adequada.

Pelo menos a ausencia da seleção serviu pra alguma coisa.

Abs

Alexandre Reis

Coach Vito disse...

Pra quem gosta de numeros, um dos meus atletas fez uma previsao dos 4 jogadores em atividade na lista dos maiores cestinhs da NBA, e se a media de pontos por jogo for a mesma da temporada passada, teremos ao final do ano:

Shaq como o 5 cestinha da historia, Atras apenas de Kareem, Karl Malone, Wilt e Moses Malone (shaq hoje esta em 11)

Allen Iverson como 17, ultrapassando Elgin Baylor, Adrian Dantley, Roberto Parish e Charles Barkley, e sendo ultrapassado pelo Kobe Bryant. (AI hoje esta em 20)

Kobe Bryant como 16, ultrapassando Larry Bird (nos proximos 2 jogos), Gary Payton (no jogo seguinte), Clyde Drexler e a lista do Allen Iverson (Kobe esta hoje em 24)

Kevin Garnett como 24, ultrapassando George Gervin, David Robinson, Bob Pettit, Walt Bellamy, Hal Greer e Larry Bird (Garnett esta hoje em 30)

E so esperar pra ver.

outra estatistica que ele fez pra se ter uma idea do o que foi o Kareem Abdul Jabbar e a seguinte:
Com a media do ano passado eles precisariam apenas de X numero de jogos para ser o maoir cestinha da NBA.
De uma olhada:
Shaquile precisa de 857 jogos fazendo 14 pontos por jogo. Apenas outra 10 temporadas...

Allen Iverson precisa de 667 jogos fazendo 18 por jogo, umas 7 ou oito temporadas...

Kobe precisa de 694 jogos com a media de 25 pra chegar la.

Garnett precisa de 1192 jogos, sendo que ele ja jogou 1006 ate agora, e so fazer tudo de novo e mais duas ou tres temporadas.

giuliano disse...

Resta saber se, confirmada a ascenção dos brazucas na NBA, isso reverterá algum benefício para a seleção. Sinceramente, acho que o basquete só voltará a ser popular qdo a seleção voltar a vencer, ou pelo menos deixar de dar vexame.
Sem dúvida que Nenê, AV e LB são fundamentais nessa retomada, já que não temos mão de obra para prescindir dos nossos "Americans", e o pré-olímpico foi prova disso (Duda, Fúlvio, aquilo parecia um circo dos horrores).

Dinho disse...

Nenê evoliu na defesa , agora vai ficar mais fácil com péssima troca feira pelo Detroit( Billups por Allen Iverson, perdeu sua principal característica a defesa)...Com Billups fica mais fácil defender o perímetro e maior a chance de rebote( pro Nenê pegar)

Varejão é o que mais supreender pois tem vez que colocar no Banco o outro pivo, seu defeito é fraca pontuação!


Leandrinho é jogador que teve inicio de temporada complicado, houve troca de treinador que dá enfase na defesa, como leandrinho é deficiente com a defesa tem sófrido para entra no jogo'

Ronei disse...

leandrinho deve ter lido o blog, mandou 28 pontos ontem.

Boa sote para os brasileiros.


E rodrigo como sempre teu blog está fantástico

Anônimo disse...

Boa sorte para todos eles, mas acho que eles não deverão integrar mais a equipe da Seleção Brasileira (só pra se queimarem) e ainda por cima, com os cortes para a CBB e a valorização dos nosso brazucas, o Brasil não vai ter mais dinheiro para pagar os seguros exigidos e o nosso Grego tambem vai ter que encher seu caixinha 2...

Para a Copa América minha escalaçao:

PG - Huertas / Nezinho / Fulvio
SG - Alex / Duda
SF - Marcelinho / Tavernari / Guilherme
PF - Splitter / JP
C - Baby / Murilo / Paulão

Guilherme togni disse...

Não sei o que o blog acha, mas na minha opinião o Nenê, caso continue assim, é candidato ao título de M.I.P. dessa temporada. É cedo ainda, mas ele tem ido muito bem mesmo. Cheguei a pensar que ele não voltaria a jogar no nível NBA.

Anônimo disse...

NENE????? MVP????? HAHAHA

Ricardo disse...

Só acho que o LEANDRINHO é muito prejudicado, pois sempre entra em quadra com o Goran Dragic e com Robin Lopez, ou seja, com a equipe mais fraca.

Assim, o RAJA BELL sempre ganha em eficiência e fica mais tempo em quadra, por isso está com uma média de pontos maior, como se fosse melhor... O Leandrinho poderia ficar muito mais tempo em quadra, na minha opinião. Isso eu não gostei no esquema do Terry Potter.

ronei disse...

anonimo

MIP =/= de MVP

Elemento disse...

Rodrigo: Li esta matéria sobre o Nenê:

http://www.denverpost.com/nuggets/ci_10943427

Me surpreendi com o nível de seu basquete. Achei que o Varejão evoluiu também. Já o Leandrinho vai ter que mostrar que é um jogador capaz de se adaptar a qualquer padrão exigência tática. Se ele demonstrar esta flexibilidade, talento a gente sabe que ele tem...

Elemento disse...

Rodrigo: Li esta matéria sobre o Nenê:

http://www.denverpost.com/nuggets/ci_10943427

Me surpreendi com o nível de seu basquete. Achei que o Varejão evoluiu também. Já o Leandrinho vai ter que mostrar que é um jogador capaz de se adaptar a qualquer padrão de exigência tática. Se ele demonstrar esta flexibilidade, talento a gente sabe que ele tem...

Guilherme togni disse...

Aprende a ler anônimo...

NPSTR disse...

Não acredito que ainda tem alguem querendo o Nezinho na Seleção.
Taqueobariu...........

Realmente espero que o Nenê de continuidade a esse belo trabalho que vem mostrando no inicio da temporada.

FELICIDADE TOTAL
O Mcdyess ja era, o Denver mandou o cara passear.
De quebra mandou o Howard junto

Luiz Melo disse...

Nezinho na seleção ou é piada ou ofensa. Não tem nem o que comentar. Quanto aos brasucas na NBA vamos torcer para terem boas temporadas mesmo. E que isso reflita na popularidade do nosso basquete.