quarta-feira, 21 de julho de 2010

PAPO DE MUNDIAL – HUERTAS


Entra ano, sai ano, e a pergunta está sempre lá: quem vai ser o reserva de Marcelinho Huertas na seleção brasileira? Desta vez, a lacuna foi aberta por Valtinho, que em cima da hora decidiu pular do barco e não se apresentou. Enquanto Rubén Magnano estuda opções na seleção B e vê de perto nos treinos a dupla Paulo Boracini e Raulzinho, Huertas sabe o posto de titular da posição 1 é dele e ninguém tasca. Depois da primeira atividade sob o comando do argentino, na noite de terça-feira, o armador do Caja Laboral bateu um papo com o Rebote à beira da quadra do Marina Barra Clube, no Rio de Janeiro.

>>> "Todo mundo pensava que o Valtinho realmente viria desta vez. Não sei, deve ter seus motivos pessoais. Mas a gente está bem servido, os jogadores que estão na seleção B são de alto nível. É claro que ficar sobrecarregado numa competição como o Mundial é difícil"

- REBOTE - Que tal o primeiro treino com o Magnano?
- MARCELINHO HUERTAS - Deixou uma impressão boa. Todo mundo tem bastante confiança no trabalho dele. Já mostrou que é um cara que tem bastante conhecimento. Ele fez um trabalho já com coisas táticas, o que é raro de fazer no primeiro treino. Foi bem intenso, correndo para cima e para baixo, com desgaste bastante grande. Mas é bom para pegar o ritmo, por mais que seja cansativo.

- Pela primeira vez, esta geração de vocês vai jogar uma competição importante com todos os principais nomes, os da NBA e os da Europa. O quanto isso pode pesar?
- É importante. A competição que temos à frente é um Mundial. Nada melhor do que vir com o time completo. Vamos ver agora se conseguimos encontrar uma química boa, como foi no ano passado. Não só de bons jogadores se faz uma equipe, mas também com boa química entre eles. O mais importante é que todo mundo se entenda dentro da quadra, porque fora da quadra já sabemos que todo mundo se dá muito bem. O Magnano vai saber usar as peças que tem na mão.

>>> "O Raulzinho tem uma maturidade muito grande para a idade, será certamente o armador titular da seleção no futuro"

- O único desfalque na apresentação foi o Valtinho. E mais uma vez, a exemplo do que tinha acontecido nas últimas vezes, a gente não sabe quem vai ser o seu reserva. Isso te preocupa?
- Foi uma surpresa. Todo mundo pensava que o Valtinho realmente viria desta vez. Infelizmente não pôde vir. Não sei, deve ter seus motivos pessoais. Mas a gente está bem servido, os jogadores que estão na seleção B são de alto nível. Quem vier poderá ajudar sem problema. É claro que ficar sobrecarregado numa competição de alto nível como o Mundial é difícil. Mas pelo menos vamos ter mais descanso do que na Copa América do ano passado, quando era jogo atrás de jogo praticamente sem nenhum dia de pausa.

- Quem está treinando com vocês para pegar experiência é o Raulzinho, que talvez não seja aproveitado agora, mas é apontado como uma esperança para o futuro. O que acha dele?
- No ano passado, tive a oportunidade de treinar alguns dias com o time B no Paulistano, e fiquei com uma impressão muito boa dele. Tem uma maturidade muito grande para a idade, vai ser certamente o armador titular da seleção no futuro. Não sei o que passa na cabeça do Rubén, se ele pensa em levar um jovem para o Mundial como 12º jogador. Seria muito bom para o Raulzinho. Se não for, ele é muito jovem, tem muito tempo pela frente, vai vestir a amarelinha por muito tempo.

- Você teve uma temporada muito boa com o Tiago Splitter no Caja Laboral. O engraçado é que ele é sempre fominha para se apresentar, e ainda não está aqui. O cara tem crédito?
- Para ele, é um momento muito doce não só da carreira, mas da vida. Daqui a pouco vai estar com a gente e se juntar à segunda família dele, que é a seleção. Ele sempre se apresenta na hora. Casou agora, trocou de time, aí tem que ver mudança de casa, coletiva de imprensa nos Estados Unidos. Tem crédito de sobra.

8 comentários:

Paulo M. F. disse...

È verdade, Splitter tem muito crédito, ele é o cara...

Duda 11 disse...

Rodrigo, vi alguns jogos do Caja Laboral este ano e o Huertas me pareceu muito bem preparado. Está mais consciente, errando menos. Aliás, com o Moncho à frente da seleção ele já havia feito ótimas partidas. Se mantiver esse rendimento, tem tudo para ser o líder do Brasil no Mundial. Acho que podemos confiar no talento dele!

Vitor disse...

Joga muito!!! Pena q só tem ele de armador principal

No Caja Laboral só não foi mais importante do que o Splitter!

João Pedro TONHÃO #23 disse...

Nunka botei tanta fé em uma seleção como estou botando nessa.. Marcelinho acho q está preparado pra servir nosso astros da NBA e nosso MVP Tiago.. Eu levaria o Raúlzinho concerteza, muleke realmente jah tem uma maturidade enorme, mais q vários caras mais velhos por ai q se forem chamados podem num ajudar em nada..
Abraços..!'

Anônimo disse...

O Fúlvio que está sendo cotado já comprometeu E MUITO no Pré-Olímpico Mundial e não se mostrou preparado para momentos de pressão.

Os outros ainda não têm experiência internacional para disputar uma competição duríssima como é um Mundial.

O que ocorre "nas bandas" da comissão técnica brasileira que sempre abre mão de um excelente armador como Arnaldinho ?


Alex

Anônimo disse...

Arnaldinho????

Alex, vc tah bebado???? ou eh empresário deste mala???


Flavio Medeiros

Anônimo disse...

Flávio... acompanhe os teipes do Pan
de Santo Domingo que foi a última
vez que ele atuou pela seleção e vc
vai ver o motivo.

Ademais... quem com bola na mão e
EXPERIÊNCIA INTERNACIONAL tu levaria
pra revezar c/ o Huertas ???


Alex

Anônimo disse...

Sai convocação, entra convocação e eu volto aqui pra postar a mesma coisa.
Já estou me achando muito chato e repetitivo.
O Valtinho, mais uma vez, AMARELOU!
Ele é afinado, não sabe reconhecer que tem um armador titular infinitamente melhor que ele, que iria jogar 5 ou 6 min por jogo, só pra deixar o Huertas descansar, em jogo mais pauleira nem isso iria ficar em quadra.
Só foi jogador da seleção quando aquilo era uma panela descarada e ele sempre foi "queridinho" do Nene.
Mas, no meu entender, é excelente pra seleção que este jogador de pelada fique fora do grupo, pois não sabe ser humilde e nem um cara que traga algum beneficio para o grupo.